Colunas

7 fenômenos naturais mais caros para os Estados Unidos

A cidade de Houston, nos Estados Unidos, foi fortemente afetada pela tempestade tropical Harvey no último sábado (26), a maior na história do estado do Texas. Até o momento, cinco pessoas morreram em meio às inundações e outras 2.000 foram resgatadas na própria cidade e nos arredores. No domingo à noite, 54 municípios do Texas declararam terem sido afetados pelo desastre.

LEIA TAMBÉM: 13 maiores desastres naturais da história

De acordo com Brock Long, diretor da Agência Federal de Gestão de Emergências, “o desastre será um marco” e já podem ser estabelecidas comparações assustadoras com a devastação causada pelo furacão Katrina, que atingiu o país em 2005.

Os ciclones são responsáveis por grandes prejuízos em várias regiões ao redor do mundo. Um recente levantamento identificou os fenômenos naturais mais caros para a indústria de seguros de diversos países entre 2011 e 2016. Enquanto os tufões Fitow (2007) e Haiyan (2013), que atingiram o sudeste asiático, custaram US$ 8 bilhões e US$ 10,4 bilhões, respectivamente, o furacão Sandy (2012) gerou um prejuízo de US$ 68,4 bilhões depois de atingir a costa leste dos Estados Unidos.

VEJA MAIS: Nova câmera espacial ajudará cientistas a observarem desastres naturais na Terra

Uma pesquisa realizada a partir de dados fornecidos pelos centros de informações sobre o meio-ambiente dos Estados Unidos mostra, por exemplo, que os ciclones tropicais causaram os piores desastres no país nos últimos 30 anos. Entre 1987 e 2017, eles foram responsáveis por mais de 3.000 mortes e por prejuízos de mais de US$ 562 bilhões. Muitas tempestades também tiveram um impacto devastador, causando rombos de, aproximadamente, US$ 200 bilhões, assim como 1.400 mortos.

Veja, na galeria de fotos abaixo, os 7 desastres naturais que mais prejudicaram os Estados Unidos financeiramente e a quantidade de mortes causada por cada fenômeno entre os anos de 1987 e 2017:

  • 7. Congelamentos
    Prejuízo: US$ 19,5 bilhões
    Mortes: 11

  • 6. Incêndios
    Prejuízo: US$ 35,6 bilhões
    Mortes: 184

  • 5. Tempestades de inverno
    Prejuízo: US$ 39,1 bilhões
    Mortes: 778

  • 4. Inundações
    Prejuízo: US$ 109 bilhões
    Mortes: 438

  • 3. Secas
    Prejuízo: US$ 189,5 bilhões
    Mortes: 1.633

  • 2. Tempestades
    Prejuízo: US$ 192,7 bilhões
    Mortes: 1.401

  • 1. Ciclones tropicais
    Prejuízo: US$ 562,8 bilhões
    Mortes: 3.098

7. Congelamentos
Prejuízo: US$ 19,5 bilhões
Mortes: 11

Comentários
Topo