Colunas

George e Amal Clooney doam US$ 1 milhão ao combate de grupos de ódio nos EUA

Getty Images

A doação foi feita pela Fundação Clooney ao Centro Legal de Pobreza do Sul (Getty Images)

O ator George Clooney e sua esposa, a advogada humanitária Amal Clooney, doaram US$ 1 milhão ao Centro Legal de Pobreza do Sul, uma organização norte-americana sem fins lucrativos que monitora grupos extremistas e de ódio nos Estados Unidos, em resposta aos protestos em Charlottesville, na Virgínia, neste mês.

LEIA MAIS: CEO da Merck deixa conselho de Trump em protesto à violência em Charlottesville

Uma manifestação em 12 de agosto organizada por neonazistas e outros supremacistas brancos na cidade desencadeou contraprotestos e levou à morte de uma mulher quando um carro atropelou uma multidão. Os conflitos nas ruas geraram uma crise política para o presidente Donald Trump, que elogiou “pessoas muito boas” em ambos lados do conflito.

“O que aconteceu em Charlottesville, e o que está acontecendo em comunidades no nosso país, requer nosso engajamento coletivo para enfrentar o ódio”, disse o casal Clooney em comunicado conjunto.

A doação foi feita pela Fundação Clooney para Justiça, criada pelo casal em 2016 para promover justiça em salas de aula e tribunais ao redor do mundo.

O presidente do Centro Legal de Pobreza do Sul, Richard Cohen, agradeceu aos Clooney por “estarem conosco neste momento crítico na luta de nosso país contra o ódio”.

Comentários
Topo