Colunas

Agência de aviação da ONU defende criação de registro global de drones

iStock

O registro permitiria que autoridades identifiquem e rastreiem remotamente aeronaves não tripuladas (iStock)

A agência de aviação da Organização das Nações Unidas (ONU) está apoiando a criação de um registro global de drones, como parte de esforços mais amplos para encontrar regras comuns de voo e rastreamento de aeronaves não tripuladas.

LEIA MAIS: Drones capazes de detectar tubarões vão patrulhar praias australianas

Já que a Organização de Aviação Civil Internacional (OACI) não pode impor regulações aos países, a entidade propôs a formação do registro durante um simpósio em Montreal este mês para tornar os dados acessíveis em tempo real, disse o diretor da agência de navegação aérea da OACI, Stephen Creamer.

O registro permitiria que autoridades identifiquem e rastreiem remotamente aeronaves não tripuladas, junto com seu operador e proprietário.

A iniciativa vem em um momento em que o uso de drones está crescendo nos Estados Unidos, Europa e China, aumentando preocupações de privacidade e medos de colisões com jatos comerciais.

Ainda não está claro quem operaria tal banco de dados, embora a OACI possivelmente pudesse ocupar esse papel. A proposta, no entanto, poderia ser questionada pelos usuários, depois que operadores entusiastas conseguiram recorrer com sucesso contra a criação de um registro de drones dos Estados Unidos no início deste ano.

VEJA TAMBÉM: Facebook diz que drone de internet pousa com sucesso em teste

“[Os fabricantes de drones] estão preocupados que a Europa crie um conjunto de padrões, os Estados Unidos um segundo e a China um terceiro. E eles teriam que fabricar drones diferentes para esses distintos mercados”, disse Creamer.

Comentários
Topo