Colunas

Conheça as principais diferenças entre o iPhone 8 Plus e o iPhone 7 Plus

O mais novo iPhone chegou com um nome incomum. Apesar do iPhone X estar chamando muita atenção, a Apple lançou, ao mesmo tempo, o iPhone 8 e o iPhone 8 Plus – melhorias sutis do iPhone 7 e do iPhone 7 Plus, mas sem o esperado “S” no nome. O fato está levando muita gente a questionar se o iPhone 8 Plus realmente é um número melhor que seu antecessor.

LEIA TAMBÉM: Lançamentos da Apple apontam para um futuro sem iPhones

Para ajudá-lo a chegar a uma conclusão, veja as 6 principais diferenças entre o iPhone 8 Plus e o iPhone 7 Plus:

  • 1. Design e tamanho: maior e mais frágil

    Se você achava que o iPhone 7 Plus era pesado demais para um smartphone de aproximadamente 14 cm, vai perceber que o iPhone 8 Plus é sutilmente maior, mais largo, mais grosso e notavelmente mais pesado.

    O motivo para esse ganho de peso é a volta do vidro. Não visto desde o iPhone 4S, em 2011, todos os novos modelos tem a parte de trás feita de vidro em vez de alumínio, para que possam suportar a bateria, que é carregada por wireless (sem fio).

    Se você não se importa com o carregamento sem fio, é provável que mudança não seja bem-vinda para você, apesar de a Apple afirmar que esse seja o vidro mais resistente que um iPhone já teve. A questão é que o vidro quebra e o alumínio não.

    Por outro lado, o iPhone 8 Plus contém outras características cruciais de durabilidade do iPhone 7 Plus: a certificação iP67 de resistência contra água e poeira (permitindo uma submersão total até 1 metro por 30 minutos) e a liga de alumínio “Série 7000”. Além disso, o iPhone 8 Plus tem altos-falantes estéreos 25% mais altos. Os fãs que esperavam que o iPhone 8 representasse a volta dos fones e a inclusão de carregador universal de USB ficarão decepcionados. O último ainda está em falta e a iluminação continua sendo uma escolha da Apple.

    Quando se trata de opções de cores, o iPhone 8 Plus abandona as opções rose gold e o jet black do iPhone 7 em detrimento do gold e do black. O space grey também está de volta, enquanto o vermelho fica de fora.

    Em suma: existem poucas melhorias no design do iPhone 8 Plus em comparação ao iPhone 7 Plus e a volta do vidro preto será o destaque.

  • 2. Tela: modelo antigo, novos truques

    A Apple finalmente adotou a tela OLED no iPhone X, mas o iPhone 8 Plus fica com as telas de LCD de seu antecessor e uma resolução compatível.

    Surpreendentemente, a gigante de tecnologia não fez suas melhorias habituais de contraste este ano – o iPhone 8 Plus e o iPhone 7 Plus compartilham a mesma taxa 1300:1, mais baixa do que a de 1400:1 do iPhone 8 e do iPhone 7. Com isso, existem duas atualizações notáveis.

    Em primeiro lugar, o iPhone 8 Plus adiciona um suporte para o True Tone, que a Apple lançou com o iPad Pro. A tecnologia equilibra a luz da tela em relação a iluminação natural do ambiente, fazendo com que as cores sejam sempre fiéis ao original. Além disso, apresenta o método HDR, que amplia o alcance dinâmico (a razão entre o valor mais claro e o mais escuro de uma imagem), o que é ótimo devido ao fato de este tipo de conteúdo estar começando a ficar disponível na Netflix, na Amazon Video e no iTunes.

  • 3. Performance: um grande impulso

    Um quesito no qual o iPhone 8 Plus realmente se destaca em relação ao iPhone 7 Plus, entretanto, é a performance.

    A Apple afirma que o chip A11, presente no 8 Plus, entrega multitarefas com uma velocidade 70% maior e gráficos 30% mais rápidos. Além disso, a companhia afirma que o iPhone 8 Plus é 70% mais rápido do que o iPhone 7 Plus quando está no modo de economia de bateria.

    Essas são melhorias importantes, especialmente considerando que o chipset (conjunto de circuitos integrados) A10, do iPhone 7 Plus, ainda é mais rápido que qualquer Android concorrente disponível atualmente.

  • 4. Câmeras: fisicamente semelhantes, computacionalmente diferentes

    Observe as especificações da câmera do iPhone Plus 8 e você não ficará impressionado. Assim como o iPhone 7 Plus, ele possui duas câmeras de 12 megapixels na parte de trás e uma de 7 megapixels na parte da frente.

    E, mesmo assim, você deve esperar uma melhoria significativa na qualidade das fotos e dos vídeos. Isso acontece porque a fotografia do smartphone é cada vez mais uma questão de qualidade do processamento da imagem – em vez do hardware físico. O Google Pixel se destacou com sua câmera em 2016, apesar do hardware inferior, graças a um processamento de imagem superior.

    E é nesse ponto que entra o A11 Bionic. O novo chip da Apple é o primeiro a ter um ISP (processador do sinal da imagem) projetado pela empresa para melhorar o processamento de pixels e apresentar um autofoco para baixa luminosidade.

    A Apple afirma que a câmera do iPhone 8 Plus será um grande avanço em relação à versão anterior, e os sinais são encorajadores. Se é o suficiente para alcançar os rivais ou manter o ritmo do iPhone X (que possui lentes OIS mais rápidas) ainda é algo que precisa ser avaliado.

  • 5. Bateria

    A vida útil da bateria do iPhone Plus sempre foi excelente, então não é o fim do mundo que a versão 8 não apresente uma atualização em relação à anterior. Mas há uma boa surpresa nesse quesito, já que a eficiência do A11 é maior.

    O que o iPhone 8 Plus tem de diferente é que traz uma mudança drástica na maneira como é carregado. Para começar, a Apple finalmente investiu em um carregamento mais rápido, aumentando a carga em 50% em apenas 30 minutos. Além disso, o vidro que fica na parte de trás do celular permitiu que a fabricante conseguisse colocar em prática o carregamento Qi-wireless pela primeira vez.

  • 6. Memória e preço: uma base melhor, custos mais altos

    O iPhone 8 Plus dobra o nível básico de memória (de 32GB para 64GB), mas aumenta seu preço inicial e perde o tão popular 128GB de 2016.

    Outro detalhe interessante é a redução de US$ 100 do iPhone 7 Plus que agora vem em apenas dois níveis de memória por um valor mais acessível: US$ 669 e US$ 769. O problema é que as opções com menos memória significam uma diferença de apenas US$ 30 entre o iPhone 8 Plus de 64GB e o iPhone 7 Plus de 128GB – uma escolha complicada para algumas pessoas.

1. Design e tamanho: maior e mais frágil

Se você achava que o iPhone 7 Plus era pesado demais para um smartphone de aproximadamente 14 cm, vai perceber que o iPhone 8 Plus é sutilmente maior, mais largo, mais grosso e notavelmente mais pesado.

O motivo para esse ganho de peso é a volta do vidro. Não visto desde o iPhone 4S, em 2011, todos os novos modelos tem a parte de trás feita de vidro em vez de alumínio, para que possam suportar a bateria, que é carregada por wireless (sem fio).

Se você não se importa com o carregamento sem fio, é provável que mudança não seja bem-vinda para você, apesar de a Apple afirmar que esse seja o vidro mais resistente que um iPhone já teve. A questão é que o vidro quebra e o alumínio não.

Por outro lado, o iPhone 8 Plus contém outras características cruciais de durabilidade do iPhone 7 Plus: a certificação iP67 de resistência contra água e poeira (permitindo uma submersão total até 1 metro por 30 minutos) e a liga de alumínio “Série 7000”. Além disso, o iPhone 8 Plus tem altos-falantes estéreos 25% mais altos. Os fãs que esperavam que o iPhone 8 representasse a volta dos fones e a inclusão de carregador universal de USB ficarão decepcionados. O último ainda está em falta e a iluminação continua sendo uma escolha da Apple.

Quando se trata de opções de cores, o iPhone 8 Plus abandona as opções rose gold e o jet black do iPhone 7 em detrimento do gold e do black. O space grey também está de volta, enquanto o vermelho fica de fora.

Em suma: existem poucas melhorias no design do iPhone 8 Plus em comparação ao iPhone 7 Plus e a volta do vidro preto será o destaque.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).

Comentários
Topo