Facebook diz que russos podem ter investido em propaganda ideológica

iStock
Facebook disse que muitas dessas propagandas promoveram 470 contas e páginas “falsas” (iStock)

O Facebook disse nesta quarta-feira (6) ter descoberto que uma operação aparentemente baseada na Rússia gastou US$ 100 mil para promover anúncios de divisão social e mensagens políticas em um período de dois anos até maio.

LEIA MAIS: Facebook dá novo passo para monetizar o WhatsApp

A rede social disse que muitas dessas propagandas promoveram 470 contas e páginas “falsas” que agora estão indisponíveis e disseminaram visões polarizadas sobre temas como imigração, raça e direitos homossexuais, em vez de apoiar um candidato político.

A empresa informou a descoberta por meio de uma publicação do diretor de segurança da rede social e disse que está cooperando com as investigações federais em operações de influência durante as eleições presidenciais dos Estados Unidos.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).