Colunas

Leilão de arte arrecada U$ 2,5 milhões para sobreviventes de incêndio em prédio de Londres

Reuters

Quadro ‘Frieschwimmer 193’ do artista Wolfgang Tillmans faz parte do leilão para ajudar sobreviventes do incêndio no prédio Grenfell Tower (Reuters)

Um leilão de 31 obras de arte doadas por alguns dos artistas contemporâneos mais bem-sucedidos do Reino Unido arrecadou mais de US$ 2,5 milhões para os sobreviventes do incêndio no prédio Grenfell Tower, em Londres, que deixou quase 80 mortos em junho.

LEIA MAIS: Retrato de Cristo pintado por Da Vinci pode chegar a US$ 100 milhões em leilão

Lar de uma comunidade unida e multi-étnica, o prédio de 24 andares foi reduzido a ruínas carbonizadas pelas chamas que o consumiram durante a noite. Muitos sobreviventes ainda não foram realojados e estão morando em locais temporários.

O leilão de caridade, realizado na casa de leilões Sotheby’s na noite de segunda-feira (16), incluiu obras de importantes artistas como Wolfgang Tillmans, Antony Gormley, Tracey Emin, Sarah Lucas, Mark Wallinger e Rachel Whiteread.

A ideia veio do produtor de filmes e colecionador de arte Hamish McAlpine e da consultora de arte Katie Heller, que disse que o impacto emocional da tragédia de Grenfell foi tão grande, que quase todos os artistas que eles abordaram concordaram em doar os trabalhos imediatamente.

“Grenfell tocou a alma deles”, disse McAlpine à Reuters, na Sotheby’s, antes do leilão. “É um assunto muito emotivo para as pessoas em Londres”.

Os recursos arrecadados, que totalizaram mais de £ 1,925 milhão (US$ 2,55 milhões), serão divididos igualmente entre as 158 famílias sobreviventes. Eles receberão os fundos antes do Natal.

Comentários
Topo