Colunas

O que são as fraudes de anúncios online

Com o mundo se tornando cada vez mais online, o crescimento de anúncios em sites é inevitável. A indústria de publicidade passou a mover orçamentos enormes de plataformas mais tradicionais, como a televisão, para a internet. No entanto, se na web a audiência em potencial cresceu, também aumentou o risco de fraude. Dados da empresa de pesquisa Forrester sugerem que pelo menos US$ 7,4 bilhões foram gastos em anúncios de exibição fraudulenta ou não-visível em 2016.

VEJA TAMBÉM: 3 riscos de fraudes corporativas que podem afetar a sua empresa

As fraudes são cometidas de diversas maneiras, mas alguns dos métodos mais comuns são o uso de hitbots, programas automáticos que clicam em anúncios, geram custos ao anunciante, mas nunca convertem em venda, e a prática do “ad stacking”, em que um mesmo espaço de anúncio é vendido várias vezes, e as peças são exibidas uma em cima da outra. Os anunciantes veem que as impressões estão sendo geradas, mas os usuários do site enxergam apenas o anúncio no topo da pilha.

Segundo estimativas da plataforma de dados Pixalate, divulgadas pelo portal “Digiday UK”, a parcela de impressões de anúncios fraudulentos no desktop pode ser de até 80%, como no Japão. Nos Brasil, a parcela é de aproximadamente 38%.

Veja, na galeria de fotos abaixo, a parcela de impressões fraudulentas no desktop em alguns países:

  • Japão 80%

  • Brasil
    38%

  • Estados Unidos
    37%

  • Alemanha
    35%

  • Reino Unido
    18%

  • França
    17%

  • Espanha
    16%

Japão 80%

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).

Comentários
Topo