SpaceX e Spacecom lançarão novo satélite após explosão em 2016

Getty Images
Amos-17 será posto em órbita em 2019 a bordo de um foguete Falcon 9 (Getty Images)

A israelense Space Communications assinou acordo com a SpaceX, de Elon Musk, para lançar dois satélites de comunicação em órbita, após uma tentativa anterior ter sido um desastre.

LEIA MAIS: Elon Musk revela novo traje espacial da SpaceX

A explosão de um foguete Falcon 9 no ano passado em Cabo Canaveral, na Flórida, foi um grande golpe para a operadora israelense de satélites. Mas a Space disse nesta quarta-feira (18) que o primeiro satélite novo, Amos-17, seria posto em órbita em 2019 a bordo de um foguete Falcon 9, da SpaceX, sem custo extra.

A Spacecom concordou em pagar à SpaceX até US$ 62 milhões para lançar um segundo satélite, Amos-8, um ano depois.

Os acordos são boas notícias para a Spacecom após seguidos revezes, além da explosão da SpaceX. Em 2015, a empresa perdeu contato com um satélite e, no início do ano, seu acionista controlador virou alvo de investigação de valores mobiliários.

O Amos-17, comprado da Boeing Satellite Systems por US$ 161 milhões, tem como objetivo expandir e fortalecer a cobertura da Spacecom sobre os crescentes mercados de serviços de satélites na África, Oriente Médio e Europa.

VEJA TAMBÉM: Foguete da SpaceX lança satélite e aterrissa em plataforma no oceano

O lançamento está agendado para o segundo trimestre de 2019 e o satélite deve opera por 19 anos. Já o lançamento do Amos-8 deve ocorrer no segundo semestre de 2020.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).