Colunas

Vaso da dinastia chinesa Song quebra recorde

Reuters

O vaso de 13 centímetros foi vendido para um comprador anônimo (Reuters)

Um vaso de porcelana de quase 900 anos da dinastia Song quebrou o recorde mundial de leilões de cerâmica chinesa, nesta terça-feira (3), ao ser comprado pelo equivalente a US$ 37,68 milhões em uma venda da Sotheby’s em Hong Kong.

LEIA MAIS: Coleção de Ferraris avaliada em mais de R$ 60 milhões vai a leilão

A pequena peça de cor azul esverdeada ultrapassou o recorde anterior, também estabelecido em um leilão realizado em Hong Kong, em 2014, quando uma xícara imperial de 500 anos do período Chenghua, da dinastia Ming, foi comprada por US$ 36 milhões, informou a casa de leilões Sotheby’s.

O vaso de 13 centímetros, usado para lavar escovas, foi cozido nas famosas fornalhas da dinastia Song do Norte (960-1127 d.C.) em Ruzhou, e foi vendido para um comprador anônimo depois uma batalha de lances de 20 minutos.

As peças conhecidas como “Ru guanyao” – famosas por seu brilho azul esverdeado intenso e seu desenho estilo “vidro estilhaçado” – são extremamente raras porque a fornalha de Henan, província do centro da China, teve uma produção curta, de apenas duas décadas.

O vaso da Fundação Chang, do Museu Hongxi, de Taiwan, é uma das apenas quatro peças conhecidas de objetos de heranças Ru em mãos particulares. Desde 1940, não mais que seis vasos Ru apareceram em leilões, de acordo com a especialista em cerâmica Regina Krahl.

“Nos últimos 20 anos tivemos um tipo enorme de influxo de compradores da China continental. Estamos enchendo o salão com novos preços, novo interesse, e foi isso que aumentou o valor hoje”, disse o vice-presidente do conselho da Sotheby’s na Ásia, Nicolas Chow, que não quis revelar a nacionalidade do comprador.

Comentários
Topo