Depois de 950 anos, França irá emprestar Tapeçaria de Bayeux ao Reino Unido

Getty Images
A Tapeçaria de Bayeux é um tesouro do século 11 (Getty Images)

A França irá emprestar ao Reino Unido a Tapeçaria de Bayeux, um tesouro do século 11 que conta a história de como Guilherme, o Conquistador, invadiu a Inglaterra em 1066, declarou hoje (17) uma autoridade do Palácio do Eliseu, em Paris, sede do governo francês.

LEIA MAIS: Carruagem e coroas desconfortáveis: rainha Elizabeth fala sobre coroação

O anúncio, um dia antes da data marcada para uma visita do presidente da França, Emmanuel Macron, ao Reino Unido para conversas com a primeira-ministra Theresa May, foi recebido com entusiasmo no Reino Unido, onde a tapeçaria possui uma poderosa importância histórica. “Isto é um feito diplomático extraordinário do presidente da França e um fantástico gesto de boa vontade de um dos nossos aliados mais próximos e mais íntimos”, disse o parlamentar Tom Tugendhat, presidente do Comitê de Relações Exteriores do Parlamento. “É uma oportunidade fantástica para o povo britânico ver uma das obras seminais da nossa história nacional”, disse durante entrevista à rádio “BBC”.

A tapeçaria de 70 metros de comprimento, cujas origens precisas são obscuras e que não deixou a França nos quase 950 anos de sua história conhecida, está atualmente em exibição na cidade de Bayeux, na região francesa da Normandia, no noroeste do país.

A autoridade do Eliseu disse que o empréstimo foi aceito em princípio, mas não irá ocorrer antes que se passem vários anos devido aos trabalhos que precisam ser feitos sobre a tapeçaria para garantir que seja seguro movê-la. “A peça é muito simbólica para a França e talvez ainda mais para o Reino Unido”, disse.

A invasão da Inglaterra pelo duque Guilherme da Normandia, mais conhecido como Guilherme, o Conquistador, e sua vitória sobre o rei anglo-saxão Haroldo na Batalha de Hastings, mudou o curso da história inglesa.

VEJA TAMBÉM: Casamento de príncipe Harry e Meghan Markle deve injetar US$ 680 milhões no Reino Unido

A conquista normanda transformou o idioma, as leis, os costumes e a arquitetura da Inglaterra, e a rainha Elizabeth é a 40ª monarca na linha real que tem sua origem traçada até Guilherme, o Conquistador.

Não há consenso sobre onde a tapeçaria foi feita. Alguns pesquisadores acreditam ter sido em Kent, no sul da Inglaterra, mas muitos outros apontam para localizações na França.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).