Colunas

Ex-edifício Banespa reabre como centro cultural e de lazer do Santander

São Paulo vai ganhar um novo centro cultural e de lazer com 11 andares nesta semana.

LEIA MAIS: Família Moreira Salles inaugura centro cultural de R$ 80 milhões na Paulista

O Farol Santander será inaugurado no dia 25, aniversário da cidade, no antológico Edifício Altino Arantes, mais conhecido como antiga sede do Banespa.

O complexo de cultura, lazer e empreendedorismo ocupa 11 dos 35 andares do edifício de 162 metros de altura, que por um longo período foi a maior estrutura de concreto armado da América do Sul. O projeto original tinha intenção de torná-lo semelhante ao Empire State Building, em Nova York. Em 2011, o edifício foi tombado pelo patrimônio histórico de São Paulo.

Fechado para reformas por cerca de dois anos, o prédio inaugurado em 1947 passará a abrigar uma variedade de atrações que vão desde um café de inspiração no no art déco da época da época, com a bandeira Suplicy, e o mirante do 26º andar, a uma pista de skate com a chancela do atleta Bob Burnquist, no 21º pavimento.

Haverá também uma exposição permanente do artista Vik Muniz, no 4º andar, com painéis com a imagem da vista de todo o entorno do prédio, utilizando material reciclado da reforma. E um Espaço de Arte Imersiva sob tutela da dupla Facundo Guerra, conhecido agitador cultural da capital paulista, e Tatiana Wlasek, diretora geral da agência Storymakers, nos 22º e o 23º andares do edifício.

VEJA TAMBÉM: Four Seasons estreia conceito de branded residences em São Paulo

Outra atração do Farol Santander será a possibilidade de dormir no prédio. O conceituado escritório Triptyque projetou um loft de 400 metros quadrados, pé-direito de 5 metros e uma vista privilegiada, no 25º andar. Com cozinha equipada, a suíte permite preparar um jantar especial ou até a realização de eventos, com capacidade para até 50 pessoas. A diária é de cerca de R$ 4 mil.

Por fim, não faltará espaço para a memória do prédio emblemático, que serviu de sede ao Banespa até o ano 2000, quando o banco foi comprado pelo Santander. O terceiro andar promete uma viagem pela evolução bancária, com objetos e mobiliário originais da época dos primórdios do edifício, nos anos 1950. Já o quinto andar vai exibir a sala da presidência, com móveis entalhados artesanalmente em jacarandá, lustres da década de 1950 e um dos maiores conjuntos de móveis de luxo produzidos sob encomenda após a 2ª Guerra Mundial pelo Liceu de Artes e Ofício

Horário de funcionamento do Farol Santander: terça-feira a domingo, das 09h às 20h.

Espia como serão as atrações:

  • 1º andar: tombado pelo Condephaat

  • 3º andar: a evolução bancária em objetos e móveis

  • 5º andar: No espaço Memória, as s salas foram preservadas em sua composição original

  • 5º andar: sala da presidência intacta dos anos 1950

  • 21º andar: pista de skate de Bob Burnquist

  • 25º andar: loft com 400 metros quadrados

  • 26º andar: Café Suplicy, em estilo art decó

  • 26º andar: mirante com vista formidável do centro de São Paulo

1º andar: tombado pelo Condephaat

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).

Comentários
Topo