Colunas

Filha de fundador assume presidência de Lojas Colombo, maior rede de eletromóveis do Sul

Sucessão familiar na maior rede de varejo de eletroeletrônicos e móveis da Região Sul.

LEIA MAIS: GPA quer abrir 20 lojas Assaí por ano até 2020

A cadeia Lojas Colombo, originária de Farroupilha (RS), comunicou que, a partir de fevereiro, o empresário fundador Adelino Colombo vai passar o bastão da presidência para a filha, Gissela Franke Colombo Berlaver.

Com 250 lojas físicas espalhadas por 191 cidades dos Estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná, a rede Lojas Colombo é a oitava maior rede de eletromóveis do Brasil, segundo o último ranking 300 Maiores Empresas do Varejo Brasileiro, da SBVC.

Em 2016, o faturamento foi de R$ 1,4 bilhão. A empresa tem 4,5 mil funcionários.

SEM APOSENTADORIA

Segundo o comunicado, Adelino Colombo, que cofundou a rede em 1959, continuará à frente do Conselho de Administração. Aos 86 anos, o empresário, que tem quatro filhos, “vai direcionar toda a sua experiência ao desenvolvimento dos negócios do grupo, ao lado da vice-presidente do conselho, Karin Colombo Tedesco”.

VEJA TAMBÉM: Via Varejo inaugura sua primeira loja física digital

A nova presidente da rede é formada em Direito e, durante 25 anos de trabalho na empresa, passou por vários departamentos: atuou como vendedora e nos setores de compras, comercial e, ainda, como gerente do Serviço de Atendimento ao Cliente da rede. Também atuou fora da empresa, na área comercial e da gestão da Calzare Comércio de Calçados LTDA. ao longo de seis anos.

Antes de apostar na sucessão familiar, Adelino Colombo tentou pelo menos por duas vezes o caminho profissional: em 2002, o empresário contratou para o seu lugar o executivo Eldo Moreno, ex-Magazine Luiza e ex-Pernambucanas, mas reassumiu o cargo em 2005. Em 2011, aos 80 anos, o empresário fez nova tentativa, elevando à presidência Gustavo Courbassier, do Bradesco, mas o executivo do mercado financeiro deixou a cadeira pouco tempo depois.

 

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).

Comentários
Topo