Como descobrir o seu propósito de vida

Por décadas, psicólogos estudaram como objetivos significativos de longo prazo se desenvolvem durante nossas vidas. As metas que têm um senso de propósito são aquelas que podem mudar a vida de outras pessoas, seja por meio do lançamento de uma entidade, da pesquisa de uma doença ou do ensino da leitura para crianças. O tema foi abordado pela revista “Greater Good Magazine”, em artigo do professor Jeremy Adam Smith, que é editor da publicação pertencente à Universidade de Berkeley, além de autor de vários livros relacionados à educação, família e vida em comunidade.

LEIA MAIS: 3 dicas para controlar o ego e parar de pensar tanto – sem meditação

De fato, o senso de propósito parece ter evoluído nos seres humanos, de forma que sejamos capazes de realizar grandes planos juntos – talvez, por isso, ele esteja ligado a melhor saúde física e mental. O propósito é adaptável em um sentido evolutivo – ele ajuda tanto os indivíduos quanto as espécies a sobreviverem.

Muita gente acredita que o propósito surge de dons especiais que diferenciam as pessoas umas das outras, mas isso é apenas parte da verdade. Ele também cresce da nossa conexão com os outros, por isso uma crise é, geralmente, um sintoma de isolamento. Assim que você encontrar o seu caminho, com certeza haverá mais pessoas nessa jornada esperando alcançar o mesmo destino – uma comunidade.

Veja, na galeria de fotos a seguir, como descobrir o seu propósito de vida:

  • 1) Leia

    Em um estudo de 2010, Leslie Francis analisou um grupo de cerca de 26 mil adolescentes na Inglaterra e do País de Gales e descobriu que aqueles que liam a Bíblia tendiam a ter um senso de propósito mais forte. A leitura secular também parece fazer diferença. Em uma pesquisa de estudos empíricos, Raymond A. Mar e seus colegas descobriram uma ligação entre a leitura de poesia e ficção e o propósito entre adolescentes.

    Ler nos conecta a pessoas que nunca iremos conhecer, através do tempo e do espaço. Uma experiência que, segundo os estudos, está ligada ao senso de significado e propósito.

  • 2) Transforme mágoas em cura para os outros

    Encontrar um propósito não é apenas uma busca intelectual, é algo que devemos sentir. É por isso que ele pode surgir do sofrimento, tanto pessoal quanto de outras pessoas.

    Às vezes, a dor de alguém pode nos trazer um propósito. Quando Christopher Pepper estava no último ano do colegial, uma amiga lhe contou que tinha sido estuprada por um colega de classe. “Eu a confortei o melhor que pude e deixei aquela conversa me comprometendo a fazer algo para impedir que isso acontecesse com outras pessoas”, conta ele. Christopher manteve a promessa ao palestrar sobre abusos sexuais na faculdade e, então, tornou-se um educador sexual em escolas públicas de São Francisco.

  • 3) Cultive admiração, gratidão e altruísmo

    Certas emoções e comportamentos que promovem saúde e bem estar também podem causar o senso de propósito, especificamente a admiração, a gratidão e o altruísmo.

    Diversos estudos conduzidos por Dacher Keltner, do Greater Good Science Center, mostraram que a experiência da admiração nos faz sentir conectados a algo maior do que nós e, dessa forma, fornece a base emocional para o propósito.

    Ajudar os outros está, sem dúvida, associado a uma vida com objetivo. Em um estudo, Daryl Van Tongeren e seus colegas descobriram que pessoas que se engajam em iniciativas altruístas, como ser voluntário ou doar dinheiro, tendem a ter um maior senso de propósito em suas vidas. A gratidão e o altruísmo parecem trabalhar em conjunto para gerar significado e objetivo.

  • 4) Entenda o que as pessoas apreciam em você

    Agradecer pode ajudá-lo a encontrar o seu propósito, mas você também pode achá-lo naquilo que as pessoas mais apreciam em você.

    Os artistas, escritores e músicos entrevistados descreveram diversas vezes como ser apreciado ajudou nos seus trabalhos. Dani Burlison, que atuou durante anos como escritora e ativista de justiça social, nunca teve falta de propósito. Mas, quando incêndios abalaram sua comunidade, na Califórnia, ela descobriu que suas qualidades eram necessárias de outra forma: “Eu percebi que minhas habilidades de networking e respostas de emergência foram muito úteis para a minha comunidade, meus alunos e para os bombeiros.”

  • 5) Encontre e construa uma comunidade

    Se você está tendo dificuldade para lembrar do seu propósito, observe as pessoas à sua volta. O que você tem em comum com elas? O que elas estão tentando ser? Qual impacto você as vê causando no mundo? Você pode se juntar a elas para promover esse impacto? O que elas precisam e o que você pode oferecer?

    Se as respostas a essas questões não foram capazes de inspirá-lo, talvez seja hora de encontrar uma nova comunidade – e, com ela, um novo propósito pode aparecer.

  • 6) Conte sua história

    O senso de propósito pode surgir da curiosidade sobre a sua vida. Quais obstáculos você já enfrentou? O que o ajudou a superá-los? Como outras pessoas o ajudaram? Como suas habilidades melhoraram a vida dos outros? Assim como a leitura, a escrita pode ajudar você a encontrar esse objetivo.

1) Leia

Em um estudo de 2010, Leslie Francis analisou um grupo de cerca de 26 mil adolescentes na Inglaterra e do País de Gales e descobriu que aqueles que liam a Bíblia tendiam a ter um senso de propósito mais forte. A leitura secular também parece fazer diferença. Em uma pesquisa de estudos empíricos, Raymond A. Mar e seus colegas descobriram uma ligação entre a leitura de poesia e ficção e o propósito entre adolescentes.

Ler nos conecta a pessoas que nunca iremos conhecer, através do tempo e do espaço. Uma experiência que, segundo os estudos, está ligada ao senso de significado e propósito.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br)

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).