Receita restituiu R$ 51 bilhões aos brasileiros em 2017

A Receita Federal divulgou hoje (21/02) o relatório completo sobre o Imposto de Renda Pessoa Física 2016, ano calendário 2017. Em mais de 30 páginas, o órgão esmiúça as declarações dos brasileiros e entrega dados como o total de restituições realizadas. Os 28 milhões de declarantes receberam de volta R$ 51,25 bilhões por seus rendimentos, gastos e deduções no ano.

VEJA TAMBÉM: UNDER 30 de FORBES Brasil terá indicações online

Quando os dados mostram as declarações divididas por gênero, os homens se destacam com maiores gastos com educação e saúde. Enquanto os brasileiros declararam R$ 13,75 bilhões de gastos deduzíveis com ensino, as brasileiras informaram R$ 7,41 bilhões. Na área da saúde, os números são mais próximos: R$ 39,94 bilhões saíram dos bolsos dos homens, enquanto R$ 30,21 bilhões partiram das mulheres.

O jogo se inverte das declarações que envolvem doações e heranças. As mulheres declararam o recebimento de R$ 43,73 bilhões e os homens R$ 40,66 bilhões.

Lucros e dividendos

772 mil dirigentes e presidentes de empresas declararam quase R$ 40 bilhões em rendimentos tributáveis e lideraram a lista dos brasileiros que receberam lucros e dividendos em 2016. Eles também acumularam R$ 15 bilhões em doações e heranças.

Os médicos aparecem como a segunda categoria com mais rendimentos: 167 mil médicos declararam R$ 30 bilhões, seguidos pelos gerentes, supervisores ou prestadores de serviço, com quase 133 mil declarantes e R$ 8 bilhões de rendimentos tributáveis declarados.

São Paulo equivale a três estados

O estado de São Paulo tem quase 9 milhões de declarantes e R$ 515 bilhões como montante de rendimentos tributáveis. Esse valor equivale aos três estados que aparecerem na sequência da lista: Rio de Janeiro (R$ 200 bilhões), Minas Gerais (R$ 142 bilhões) e Rio Grande do Sul (R$ 109 bilhões).

Doações e heranças

De acordo com o relatório, 2,8 mil brasileiros receberam mais de R$ 5 milhões em doações ou heranças em 2016. Esse mesmo grupo declarou quase R$ 200 bilhões em bens e direitos, mas também dívidas no montante de R$ 7,5 bilhões.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).