Conheça as astronautas mulheres do Kennedy Space Center

Até 1980, as mulheres eram figuras escondidas nos bastidores das missões da Agência Espacial Americana, história bem retratada no longa-metragem “Estrelas Além do Tempo” (2016). Hoje, com melhores oportunidades e um recrutamento mais democrático, o já expressivo número de personalidades femininas no mundo da exploração do universo pode ser conferido no Hall da Fama dos Astronautas Americanos.

LEIA MAIS: Saiba como Christyl Johnson, da NASA, tem se dedicado à inclusão das mulheres em áreas técnicas

Na semana em que antecedeu as comemorações do Dia Internacional da Mulher, entre 1º e 5 de março, a Astronauta Anna Fisher teve um encontro com os visitantes do Complexo Kennedy Space Center. Durante todo o dia ocorreram eventos do programa ‘Encontro com um Astronauta’, quando os turistas podem pegar autógrafos e matar a curiosidades sobre a vida fora da Terra. Por um custo adicional foi ainda possível participar do ‘Almoço com um Astronauta’ com a Dra. Fisher.

Anna foi uma das seis primeiras astronautas mulheres da NASA e a primeira mãe a viajar ao espaço, além de ter se mantido na equipe de comando nos primeiros anos da construção da Estação Espacial Internacional (1996 a 2002).

A ocasião é perfeita para dar uma passadinha no Hall of Fame e conferir as nove mulheres que também conquistaram um lugar na história da corrida espacial: Eileen Collins, Bonnie Dunbar, Susan J. Helms, Shannon Lucid, Ellen Ochoa, Sally K. Ride, Rhea Seddon, Kathy Sullivan e Kathy Thornton.

Em 2016, a NASA presenciou outro marco para a história das mulheres, quando Charlie Blackwell-Thompson foi nomeada diretora de lançamento do Programa de Exploração de Sistemas Terrestres, tornando-se a primeira mulher a ocupar o cargo no Firing Room-1 do Kennedy Space Center. Dentre as inúmeras funções, cabe à Charlie liderar e gerenciar o planejamento e a execução de operações de lançamento da cápsula Orion, que levará os astronautas para Marte até 2030.

VEJA TAMBÉM: UNDER 30 de FORBES Brasil terá indicações online

A NASA também criou o site Women@NASA onde compartilha vídeos e história das funcionárias da agência não apenas como esforço para inspirar meninas e mulheres sobre a carreira espacial, mas também para reivindicar mudanças nas políticas que impactam o mercado de trabalho.

Veja, na galeria de fotos a seguir, as astronautas mulheres no Kennedy Space Center:

  • Bonnie Dunbar

    A astronauta concluiu o bacharelado e pós-graduação em Engenharia na Universidade de Washington e completou seu doutorado em Engenharia Mecânica e Biomédica na Universidade de Houston. Depois de trabalhar alguns anos como pesquisadora na Inglaterra, retornou aos Estados Unidos para assumir um cargo semelhante no Rockwell International Space Division, na Califórnia. A Dra. Dunbar foi uma pilota com mais de 200 horas de vôo em aeronaves terrestres de motor único, registrou mais de 1000 horas em jatos T-38 como copiloto e tem mais de 100 horas também como copiloto em um Cessna Citation Jet.

  • Charlie Blackwell-Thompson

    Charlie é a diretora de lançamentos do Programa Exploration Ground Systems da NASA, com sede no Centro Espacial John F. Kennedy, na Flórida. Nomeada para o cargo no início de 2016, ela é a primeira mulher a assumir a posição. Charlie se formou em Engenharia da Computação pela Universidade Clemson em 1988 e entrou na NASA em 2004 como diretora de testes na Divisão de Lançamentos e Aterrissagens.

  • Eileen Collins

    Eileen foi a primeira mulher a ser pilota e comandante de um ônibus espacial. A astronauta é graduada em Matemática e Economia na Universidade de Siracusa,. com duas pós-graduações (Pesquisa de Operações e Gerenciamento de Sistemas Espaciais). Eileen entrou na NASA em 1991 e se aposentou em maio de 2006.

  • Ellen Ochoa

    Ellen é a primeira diretora latina e segunda diretora mulher do Johnson Space Center. Ela se juntou à NASA em 1988 como engenheira de pesquisa no Ames Research Center e foi para o Johnson Space Center em 1990, selecionada como astronauta. Ellen é graduada em Física pela Universidade Estadual de San Diego e cursou pós-graduação e doutorado em Engenharia Elétrica na Universidade de Stanford.

  • Anna Fisher

    Em 1978, Anna foi uma das selecionadas para formar a primeira equipe feminina de astronautas da NASA. Ela se formou em Química e, logo em seguida, em Medicina pela Universidade da Califórnia em Los Angeles, onde também completou seu mestrado.

  • Kathryn Sullivan

    A Dra. Sullivan, que também participou da primeira equipe feminina de astronautas, foi a primeira mulher norte-americana a caminhar no espaço, além de ter participado de três missões espaciais. A astronauta deixou a NASA em 1993.

  • Kathryn Thornton

    Selecionada pela NASA em 1984, a Dra. Kathryn é veterana de três missões espaciais. Atualmente, é reitora da Escola de Engenharia da Universidade da Virgínia, onde completou seu doutorado em Física.

  • Sally Ride

    Sally foi a primeira mulher norte-americana a visitar o espaço em 1983. A física, graduada pela Universidade de Stanford, entrou para o Hall da Fama em 2003. A astronauta saiu da NASA em 1987 para dar aula na Universidade de Califórnia em San Diego, começando a procurar formas para ajudar mulheres a estudar ciências e matemática.

  • Shannon Lucid

    Shannon, veterana de cinco missões espaciais, foi a primeira mulher norte-americana a habitar a estação orbital russa Mir. Além disso, a astronauta também foi a primeira mulher a ser condecorada com a Medalha de Honra Espacial do Congresso.

  • Susan Helms

    Além de astronauta da NASA, Susan também foi tenente das Forças Aéreas dos Estados Unidos. Ela entrou na instituição em 1990 e registrou mais de 5 mil horas no espaço, incluindo uma caminhada espacial de 8 horas e 56 minutos, um recorde mundial.

Bonnie Dunbar

A astronauta concluiu o bacharelado e pós-graduação em Engenharia na Universidade de Washington e completou seu doutorado em Engenharia Mecânica e Biomédica na Universidade de Houston. Depois de trabalhar alguns anos como pesquisadora na Inglaterra, retornou aos Estados Unidos para assumir um cargo semelhante no Rockwell International Space Division, na Califórnia. A Dra. Dunbar foi uma pilota com mais de 200 horas de vôo em aeronaves terrestres de motor único, registrou mais de 1000 horas em jatos T-38 como copiloto e tem mais de 100 horas também como copiloto em um Cessna Citation Jet.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br)

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).