“Tem dia que você acorda herói e dorme se sentindo fracassado”, diz Cristian Trentin sobre empreender

Reprodução/Facebook
Empresário de Curitiba foi eleito na edição de 2014 do UNDER 30, época em que era CEO da EcoBike Courier; hoje ele está no comando da Send4. (Reprodução/Facebook)

A construção de uma eficiente infraestrutura logística é uma das chaves para que a economia brasileira volte a ter dinamismo – e uma oportunidade de grandes negócios para empreendedores, principalmente nas grandes cidades, onde o trânsito caótico dificulta o cronograma de empresas para a entrega de mercadorias. Facilitar e agilizar as entregas levaram Cristian Trentin a ser um dos UNDER 30 escolhidos na edição 2014, quando era CEO da EcoBike Courier, empresa de entregas com bicicletas. Dessa forma, aliava agilidade – para fugir do trânsito – e sustentabilidade.

LEIA MAIS: “Sair na lista da FORBES colocou luz sobre a minha liderança”, diz Eduardo Lyra sobre o UNDER 30

Trentin vendeu a EcoBiKe dois anos depois e fundou a Send4, empresa de entrega que opera sob o conceito de parcel shop, no qual o consumidor pode retirar o produto comprado no e-commerce em uma loja física, resultando assim em uma redução do preço do frete e menos transtornos para transportadoras, comércios eletrônicos e consumidores.

Durante a conversa com FORBES Brasil, Trentin diz o que o levou a mudar de negócio, além das mudanças proporcionadas pelo fato de ter sido escolhido para a lista. Veja, a seguir, os melhores momentos da entrevista:

FORBES BRASIL: Como foi ser um UNDER 30?

Cristian Trentin: Sou muito grato, pois mudou muita coisa na minha vida. Sempre me emociono ao contar, porque passava por um momento difícil. Ser UNDER 30 praticamente transformou a minha situação. Estava triste, com problemas com o meu sócio. Antes de receber a notícia de que tinha sido escolhido para a lista, tive uma reunião na qual praticamente havia selado o encerramento da EcoBike Courier. Depois da reunião, fui ao meu escritório me sentindo derrotado, e, quando cheguei, alguém da FORBES havia me ligado para me informar que eu era um dos UNDER 30 daquele ano. Chorei na frente de todos que estavam no escritório, foi um alívio, parecia que alguém me dizia: “Aguenta mais um pouco que as coisas vão mudar”. E isso realmente aconteceu.

FB: O que mudou depois do UNDER 30?

CT: Hoje sou reconhecido em muitos lugares, pois ser UNDER 30 tem uma relevância muito grande, o escolhido passa a ser visto de maneira diferenciada. Foi uma injeção de ânimo, que me fez continuar com a empresa que, em seguida, virou um sucesso. Eu a vendi em 2016.

FB: Por que vendeu a EcoBike?

CT: O negócio estava bom, mas enxerguei uma oportunidade diferente de mercado. A saída da EcoBike foi muito mais estratégica.

FB: O que você fez em seguida?

CT: Fundei a Send4. Neste momento, estou me mudando para São Paulo, mas a parte operacional e tecnológica da empresa continua em Curitiba. Vou a São Paulo para montar um time de vendas.

FB: Ser UNDER 30 facilitou a busca de fornecedores, parceiros e investidores?

CT: Sem dúvida! Os dois investidores da Send4 vieram por causa da relevância que a FORBES deu. Como o negócio é muito novo, dificilmente alguém investe por causa do faturamento. Investe-se no empreendedor, e ser UNDER 30 e estar em uma matéria na revista tem uma grande importância para os investidores, pois olham a empresa com outros olhos.

FB: A Send4 está em quais cidades?

CT: Temos operação em todas as capitais das regiões Sul e Sudeste – com exceção de Vitória (ES). Também temos parceria com a Natura, a Cinc5 e a Toyota.

VEJA TAMBÉM: UNDER 30 de FORBES Brasil terá indicações online

FB: Essas marcas concedem espaços para a entrega de mercadorias?

CT: Isso, a 5àSec e a Toyota são ponto de retirada. No caso da Natura, fechamos com o e-commerce, assim como a gráfica online Print.

FB: Você disse, em 2014, que a meta da EcoBike era estar em todos os Estados brasileiros. Essa meta continua com a Send4?
CT: A meta da Send4 é mais agressiva: o modelo de negócio se aplica em qualquer país que tenha um e-commerce desenvolvido. O nosso objetivo é ir para a América Latina, por isso vamos fazer uma rodada de investimento nos próximos anos.

FB: Que conselho você daria aos jovens que buscam ser UNDER 30?

CT: É preciso ter energia, ânimo e encontrar autoafirmações para não desistir. Tem dia que você acorda herói e dorme se sentindo fracassado, tem dia que acorda fracassado e dorme se sentindo um herói. É conseguir viver nos altos e baixos para, no fim, ter sucesso.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).