5 livros favoritos de Bill Gates para esta estação

O cofundador e filantropo da Microsoft Bill Gates dirige a maior entidade privada de caridade do mundo, a Fundação Bill & Melinda Gates. O bilionário de 62 anos – o 2º homem mais rico do mundo, com US$ 92,9 bilhões atualmente – também joga tênis duas vezes por semana, evita M&Ms e a maioria dos petiscos e gosta de ler. “Eu sempre tento ler alguns livros todo mês e um monte nas férias”, compartilhou Gates no “Reddit” em fevereiro. O ex-aluno de Harvard diz que lê um título por semana desde que era criança.

LEIA MAIS: Conheça as 4 regras de Bill Gates para otimizar sua leitura

O bilionário aficionado por literatura publica resenhas dos livros em seu blog, “Gates Notes”, há anos. Na última segunda-feira, 21, ele anunciou sua nova lista de cinco livros que valem a leitura neste verão (próxima estação nos EUA). Suas escolhas incluem a biografia de um dos mentores da história humana, Leonardo da Vinci; um livro de memórias de uma professora de teologia que descobre que tem câncer de cólon em estágio quatro; e um romance histórico – e bastante fantástico – sobre Abraham Lincoln. Gates também inclui leituras com o objetivo de levar as pessoas a tentarem fazer do mundo um lugar melhor e a desafiá-las a perguntar a si mesma – e a todas as outras – questões complexas.

Veja, na galeria de fotos a seguir, os 5 livros favoritos de Bill Gates para esta estação:

  • 1. “Leonardo da Vinci”, de Walter Isaacson (versão em português disponível)

    O jornalista e autor Isaacson, que escreveu biografias de Steve Jobs (2011) e Albert Einstein (2007), conta a história de um verdadeiro homem renascentista nesta biografia publicada em outubro de 2017. Ele leva os leitores de volta ao século 15 e analisa as várias camadas da vida de da Vinci, desde seu interesse pela engenharia militar e ciência até a cenografia e a pintura. “Li muito sobre Leonardo ao longo dos anos, mas nunca encontrei um livro que cobrisse todas as diferentes facetas de sua vida e obra”, diz Gates, que comprou um dos 32 periódicos existentes do inventor em 1994 por US$ 30,8 milhões.

  • 2. “Everything Happens for a Reason: And Other Lies I’ve Loved” (“Tudo Acontece por um Motivo e Outras Mentiras que Amei”, em tradução livre, sem versão em português), de Katy Bowler

    Uma cristã devota, a professora da Universidade Duke Kate Bowler, descobriu que tinha câncer de cólon em estágio quatro aos 35 anos de idade. Ela acreditou e escreveu sobre o evangelho da prosperidade, que mostra a ideia de que Deus recompensa as pessoas fiéis com saúde e riqueza. Seu diagnóstico, no entanto, começa em uma jornada de auto-exploração: “Por que eu?”. “Eu acreditava que Deus daria um jeito”, escreve ela. “Eu não acredito mais nisso.” Gates, cujos avós eram cristãos profundamente devotos, concorda. “Quando um dos meus avós ficou gravemente doente, ele se esforçou para descobrir o que poderia ter feito de errado”, escreve ele no “Gates Notes”. “Ele não conseguia pensar em nada, então culpou a esposa. Ele morreu pensando que ela havia causado sua doença cometendo algum pecado desconhecido.”

  • 3. “Lincoln no Bardo”, de George Saunders (versão em português disponível)

    “Lincoln no Bardo” mistura ficção e história para contar sobre a vida do 16º presidente dos Estados Unidos, Abraham Lincoln, de quem Gates é um grande fã. “É pesado para um livro de verão, mas estou muito feliz por tê-lo descoberto”, escreveu o bilionário. Na obra, Saunders apresenta aos leitores o filho de Lincoln, Willie, que morreu aos 11 anos de idade. Ele incorpora fantasmas do passado no enredo. “Perder uma criança é insuportável para qualquer pai, mas Lincoln também é prejudicado pelo tempo. Willie morreu menos de um ano após o início da Guerra Civil”, continua Gates. “O presidente tem uma nova compreensão do sofrimento que está causando em outras famílias ao enviar seus filhos para morrer em batalha. Ele deve fazer uma escolha. A guerra deve continuar?”. Pai de três filhos, Gates diz que queria discutir o livro com seus amigos logo depois que o terminou.

  • 4. “Origin Story: A Big History of Everything” (“História da Origem: Uma Grande História de Tudo”, em tradução livre, sem versão em português), de David Christian

    O historiador David Christian condensa “Grande História”, seu curso online de seis horas sobre história humana, em 368 páginas com “História da Origem”. Ele escreve sobre como a humanidade se originou e especula para onde está indo. “É uma história atualizada de tudo que vai deixá-lo com uma maior apreciação sobre o nosso lugar no universo”, escreve Gates, que também observa que é mais otimista sobre o futuro do que Christian.

  • 5. “Factfulness”, de Hans Rosling com Ola Rosling e Anna Rosling Ronnlund (sem versão em português)

    Em “Factfulness”, o falecido estatístico Hans Rosling trata da importância da perspectiva quando se trata do consumo de notícias, tragédias, desenvolvimento global e progresso. Ele compara e contrasta os países e seus padrões de vida ao longo da história para ajudar as pessoas a combaterem seu pessimismo em relação ao futuro. “Hans, o brilhante palestrante de saúde global que morreu no ano passado, oferece uma maneira inovadora de entender as verdades básicas sobre o mundo – como a vida está melhorando e no que o mundo ainda precisa melhorar”, escreve Gates. “É uma palavra final de um homem brilhante e um dos melhores livros que já li.”

1. “Leonardo da Vinci”, de Walter Isaacson (versão em português disponível)

O jornalista e autor Isaacson, que escreveu biografias de Steve Jobs (2011) e Albert Einstein (2007), conta a história de um verdadeiro homem renascentista nesta biografia publicada em outubro de 2017. Ele leva os leitores de volta ao século 15 e analisa as várias camadas da vida de da Vinci, desde seu interesse pela engenharia militar e ciência até a cenografia e a pintura. “Li muito sobre Leonardo ao longo dos anos, mas nunca encontrei um livro que cobrisse todas as diferentes facetas de sua vida e obra”, diz Gates, que comprou um dos 32 periódicos existentes do inventor em 1994 por US$ 30,8 milhões.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).