Quais são as pragas que assolam a sua aparência

iStock
Muitas mulheres têm gordura na parte de trás do braço, ao redor do tríceps

Como sempre, insisto para que as pessoas comecem a se exercitar, equilibrar a alimentação e adotar uma atitude positiva em relação ao seu corpo e à sua vida. O prêmio para esse empenho será um corpo bonito, que lhe dará prazer o dia inteiro (lembre-se de que esse prazer é mais duradouro do que os segundos que um doce proporciona) e um sistema imunológico saudável, que ajuda a prevenir doenças degenerativas e fatais.

LEIA MAIS: Dicas para planejar sua dieta

É claro que, quando as pessoas incorporam esse novo lifestyle, que a mídia e as celebridades ajudam a difundir, tem-se a (falsa) impressão de que é possível mudar qualquer coisa no corpo, apenas com treino e alimentação. Já tive clientes que queriam crescer em altura, pois tinham lido que, com o treinamento correto, isso seria possível. Você pode melhorar sua postura e aparentar mais 1 ou 2 centímetros, mas não espere ganhar 10 centímetros, por exemplo.

Há algumas partes do corpo de homens e mulheres que teimam em resistir aos esforços, por mais que a gente se empenhe. Vou citar a seguir alguns exemplos. Aos que têm algum dos problemas abaixo, parem de tentar resolver do jeito errado e partam para a solução certa. E se lembrem sempre de que sem esforço, sem ganhos.

Gordura na parte de trás do braço, ao redor do tríceps

Será que existe alguma mulher que não tenha o trauma do “músculo do tchau”, aquele medo de acenar e ver o braço balançando como geleia? É óbvio que, se você estiver magra, isso dificilmente ocorrerá, mas em muitas mulheres uma glândula localizada nessa região se comporta de maneira semelhante à glândula mamária e acumula gordura ao seu redor. Parece ser um mecanismo de proteção antigo, um estoque de emergência para o caso de escassez de alimentos para a produção de leite. Não há muito o que fazer. Exercícios e dieta têm efeito limitado sobre isso, a não ser quando adotados de maneira xiita e contínua.

Culote

É o terror das mulheres e objeto de inúmeros tratamentos caros e inúteis, pois a característica é hormonal. Não existe exercício para o culote, a gordura acumulada nessa região é sexo-específica, ou seja, tem a ver com os hormônios femininos. Claro que, em pessoas com sobrepeso, a situação é pior, ao dar ao corpo aquele formato de pêra. A única maneira de diminuir é, ao lado de treino físico e dieta, conversar com seu médico sobre a possibilidade de reequilibrar seus hormônios para tentar uma redução nos responsáveis por esse acúmulo. Repito: somente um médico pode dar o diagnóstico e a indicação de tratamento.

VEJA TAMBÉM: 4 dicas para aumentar seu metabolismo

Peitinho em homens

Vocês já devem ter visto homens, adolescentes, usuários desregrados de anabolizantes, e também gordinhos com aqueles peitinhos caídos. A culpa é da glândula mamária, que normalmente é atrofiada nos homens, mas, por conta dos desequilíbrios hormonais da adolescência, do uso de esteroides ou do aumento excessivo da taxa de gordura, pode aumentar de tamanho. De novo, nada que exercícios e dieta possam fazer. Em alguns casos, é possível reverter reequilibrando os hormônios (consulte seu médico), mas na maioria das vezes só uma cirurgia plástica resolve o assunto.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).