Fotos

4 passeios imperdíveis no Japão

Tóquio provavelmente está na sua lista de viagens, mas limitar seus passeios a apenas uma cidade seria um desperdício. Ao visitar a capital japonesa, reserve um tempinho para explorar outras facetas do país. Afinal, há 47 províncias com encantos próprios.

Veja a seguir quatro dicas de passeio em dos mais fantásticos países do mundo:

  • Para os aficionados por história: Kawagoe é o que você imagina quando pensa no antigo Japão. O lugar também é conhecido como “Pequeno Edo“ por ainda manter os armazéns seculares – Tóquio levava o nome de “Edo” antes de 1868. Passeie pelos prédios históricos, que guardam de tudo: de correios a lojas de facas.

  • Para os exploradores: Você vai querer tirar um dia inteiro para aproveitar Nokogiriyama. Localizado na costa oeste da Península de Boso, a região tem incríveis vistas para Baía de Tóquio, Monte Fuji e Monte Kanto. O templo só é accessível por um teleférico. Pelo caminho, encontra-se uma das mais de 1.500 esculturas de pedra dos arhats (budistas que alcançaram a iluminação). As obras vêm em todas as formas e tamanhos; repare nos rostos expressivos de cada uma.

  • Para os entusiastas da natureza: navegue em um legítimo barco japonês pelo rio Arakawa enquanto dois remadores locais o guiam pelas paisagens. Não espere muita adrenalina; o rio é calmo e dessa forma você pode aproveitar o passeio. Ao chegar a terra firma, dê uma volta pela área: há diversas lojas de produtos locais.

  • Para os amantes da culinária: recheada de mercados, lojas de medicina oriental e restaurantes, a pequena rua Omotesando parece estar há milênios de distância do mundo moderno. Enquanto passeia, será testemunha de diversos açougueiros matando enguias ao ar livre, o prato é uma das especialidades da região. Vá ao Kikuya para provar o produto final. O restaurante de mais de 270 anos serve enguia assada surpreendentemente doce.

Para os aficionados por história: Kawagoe é o que você imagina quando pensa no antigo Japão. O lugar também é conhecido como “Pequeno Edo“ por ainda manter os armazéns seculares – Tóquio levava o nome de “Edo” antes de 1868. Passeie pelos prédios históricos, que guardam de tudo: de correios a lojas de facas.

Topo