Fotos

9 perguntas financeiras que todo mundo deve fazer antes do casamento

Se este for o ano em que você e seu parceiro decidiram juntar as escovas oficialmente, há muitos aspectos da vida de casado para ficar animado. Porém, a convivência e o compromisso também trazem responsabilidades, e nada causa tanta briga entre os casais do que a falta de comunicação.

O dinheiro é um desses assuntos delicados, mas cruciais de serem discutidos com seriedade. Com a relação de seu companheiro com ele? Quais seus planos para o futuro e como ele está se planejando para a aposentadoria? É melhor conhecer estas respostas antes de cometerem um erro.

Veja na galeria 9 perguntas sobre dinheiro que você deve perguntar antes do casamento e qual a melhor maneira de abordá-las:

  • Dinheiro é um assunto complicado de ser discutido, até mesmo para aqueles com muita intimidade. Caso seja necessário, não hesite em procurar um consultor financeiro para dar rumo à conversa e insights importantes.

  • Se você tem planos para o futuro e precisa de seu parceiro ao seu lado, é crucial saber como ele se sente sobre o assunto. Se você quer trabalhar em casa ou quer viajar o mundo à trabalho, o casal tem de estar alinhado.

  • A maneira como as pessoas pensam a respeito da aposentadoria muda com o passar do tempo. Casais jovens, na casa dos 20 anos, ainda tem tempo para organizar as finanças e priorizar um plano acessível de aposentadoria. Se seu parceiro já passou dos 30 anos e ainda não está pensando no assunto, vocês precisam considerar se estão no mesmo caminho ou não.

  • Apesar de a poupança de cada um depender do hábito de guardar, da renda e de outros fatores, é muito mais fácil ter um parceiro que reconhece a importância de poupar dinheiro para conseguir atingir outros objetivos.

  • Se você realmente quer que o casamento dê certo, esta é uma das conversas mais importantes. As duas partes do casal precisam estar cientes das dívidas e financiamentos; por questões financeiras simples, como saber o orçamento da casa, e por este ser um dos pontos que mais causam brigas em qualquer relacionamento.

  • Você provavelmente já tem uma boa ideia do quanto seu parceiro ganha mensalmente, baseado na convivência e em qual cargo exercem. Enquanto a quantidade exata não é relevante, ter uma noção clara do que acontece do outro lado da relação é importante para saber o tipo de estilo de vida que vocês podem manter juntos.

  • Em uma relação estável, como em um casamento, é muito importante conhecer o histórico financeiro de seu parceiro. Isso evita surpresas desagradáveis na hora de comprar um imóvel ou financiar um valor alto no banco. Aborde o assunto de maneira delicada e sejam o mais sincero possível um com o outro.

  • Se seu parceiro quer fazer o mínimo possível para se aposentar enquanto você tem planos para uma carreira de sucesso, o estilo de vida de vocês pode não combinar muito. Além disso, quando alguém não tem esses objetivos claros, acaba tomando atitudes imprudentes. Em uma situação como essa, a responsabilidade acaba recaindo toda sobre a outra pessoa.

  • Você já deve saber como é a relação do seu parceiro com o dinheiro através da convivência, mas saber onde e como isto foi consolidado ajuda bastante. Seu noivo é espontâneo em relação ao dinheiro porque seus pais eram da mesma maneira ou porque eram muito rígidos?

Dinheiro é um assunto complicado de ser discutido, até mesmo para aqueles com muita intimidade. Caso seja necessário, não hesite em procurar um consultor financeiro para dar rumo à conversa e insights importantes.

Topo