Fotos

6 dicas para fazer com que os clientes se apaixonem por sua empresa

No atual mercado competitivo, é preciso ter mais do que um bom produto para conquistas uma base de consumidores. Mais do que nunca, eles esperam manter uma relação com a marca e a mercadoria. E este é o momento ideal para fisgá-los pelo coração.

É possível arrancar boas dicas de empreendedorismo dos conselhos amorosos. Pequenas ações, como criar uma conexão emocional profunda e demostrar que os clientes são a prioridade da empresa são tiro e queda para conquistar uma base fiel de consumidores.

Veja na galeria de fotos 6 dicas para fazer com que os clientes se apaixonem por sua empresa:

  • São as pequenas coisas que entregam o verdadeiro valor entre os parceiros, mas em qualquer relação, demostrar que sua maior prioridade é a outra pessoa é uma das maiores provas de amor. Leve essa abordagem para a sala de reuniões. Você não pode imaginar os benefícios que uma posição mais positiva e amigável pode trazer.

  • O que é melhor para manter o romance vivo do que uma pitada de mistério? Pense em coisas como presentes sem nenhuma data ou viagens espontâneas. Use a mesma estratégica com os consumidores: faça-os sentir importantes. Que tal uma notinha de “obrigada” com os pacotes do correio? Você pode ter certeza que por menor que seja o gesto, ele será notado e repassado para os outros amigos.

  • O plano é estar ao lado de seu parceiro “na saúde e na doença” – e o mesmo vale para seus clientes. Você não pode garantir que as coisas sairão sempre perfeitas, mas é seu trabalho assegurar que elas serão concertadas.

  • Para durar, qualquer relação precise ser divertida e interessante. Você continuaria a comprar o mesmo produto de uma empresa estagnada? Provavelmente não. Todos querem apostar seu dinheiro em uma companhia de vanguarda, que continua se renovando e atraindo os consumidores.

  • Conforme um namoro se desenrola para algo mais sério, é o alinhamento de valores que faz a diferença: familiares, religiosos, escolhas de lifestyle. Para os clientes, a mesma lógica vale para escolher um produto ou serviço.

  • Mesmo que você conheça sua cara-metade em um bar, por exemplo, uma relação duradoura não tem a ver apenas com a faísca inicial. É preciso conhecer os hobbies, os sonhos e os desejos da outra pessoa. Faça a mesma coisa com seus clientes. O que eles querem ganhar? Do que têm medo? Se você deixar claro que está trabalhando para entender as necessidades de seu consumidor, com certeza irá se destacar.

São as pequenas coisas que entregam o verdadeiro valor entre os parceiros, mas em qualquer relação, demostrar que sua maior prioridade é a outra pessoa é uma das maiores provas de amor. Leve essa abordagem para a sala de reuniões. Você não pode imaginar os benefícios que uma posição mais positiva e amigável pode trazer.

Topo