Fotos

15 hábitos determinantes em pessoas persuasivas

A persuasão é um instrumento fundamental para ser feliz e ter sucesso nos negócios. Pessoas com poder de convencimento conseguem explicar de forma eficaz a maneira como pensam, porque fazem os outros gostarem não só de suas ideias, mas delas também.

Na rotina do dia a dia, ser persuasivo é importante para diversas situações, desde convencer o chefe a realizar um projeto até ensinar crianças pequenas a comerem sozinhas.

Veja na galeria de fotos 15 dicas para ser mais convincente na hora da argumentação:

  • Conheça sua audiência
    Quando se sabe com quem se fala, é possível adaptar a linguagem. É importante saber como conversar com alguém mais tímido ou mais agressivo, cada pessoa é convencida de uma maneira.

  • Conecte-se
    É mais fácil que as pessoas ouçam quem elas conhecem. Um estudo mostra que quando as partes não se conhecem, 55% conseguem fazer acordos, mas, depois que se apresentam e compartilham experiências, o índice sobe para 90%. Lembre-se de que o outro não é um alvo ou um adversário.

  • Não seja insistente
    Pessoas persuasivas conseguem estabelecer suas ideias de modo assertivo e confiante, sem serem agressivas ou insistentes. É essencial se aproximar da maneira certa. Quem é bom em convencer não pede muito nem argumenta veementemente. Seja paciente e calmo.

  • Passe segurança
    Apresentar ideias como perguntas ou pedir aprovação faz com que elas não sejam convincentes. Para quem é tímido, é importante focar em apresentar o que pensa como fatos interessantes.
    Evite usar adjetivos no discurso. Outro cuidado é não apresentar incertezas, quando se é persuasivo, não há espaço para “acho” ou “é possível que”.

  • Use linguagem corporal positiva
    Preste atenção nos gestos, na expressão e no tom de voz. É preciso ter certeza de que uma positividade é passada, porque isso engaja as pessoas. Mostre entusiasmo e não cruze os braços, mantenha contato visual. Isso convence quem está ouvindo de que o que é dito é válido.
    Ao se tratar de convencimento, como se fala pode ser mais importante do que o que é dito.

  • Seja claro e conciso
    Expresse suas ideias de maneira clara e rápida. Quando se tem certeza do que fala, explicar para os que não entendem é fácil e divertido. Uma boa estratégia é tentar explicar o assunto para uma criança, isso prova que se tem conhecimento o suficiente para fazer alguém sem conhecimento prévio entender.

  • Seja verdadeiro
    Ser honesto e verdadeiro são qualidades essenciais em pessoas persuasivas, porque elas são vistas como confiáveis. Ninguém gosta de pessoas falsas. É difícil acreditar em alguém que não passa segurança sobre quem realmente é e como se sente.
    Quem quer convencer outros precisa ter segurança o bastante para assumir quem é e estar confortável com isso.

  • Entenda outros pontos de vista
    Uma ótima técnica de persuasão é ceder em alguns pontos. Admita que o argumento não é perfeito. Isso passa a impressão de ser mente aberta e de que está disposto a fazer mudanças. Assim, as pessoas saberão que o interesse é genuíno.
    Entender outros argumentos e dizer que eles fazem sentido mostra que a pessoa ouve e não apenas tenta forçar ideias próprias. Todas as opiniões são válidas e podem acrescentar.

  • Faça boas perguntas
    O maior erro ao tentar convencer outras pessoas é não prestar atenção no que elas dizem por pensar no terá de dizer em seguida. Uma maneira de evitar esse problema é fazer perguntas, isso mostra aos outros que eles são ouvidos e que a opinião deles importa.
    É surpreendente o quanto quem ouve e respeita ideias dos outros passa a ser admirado e respeitado.

  • Use imagens
    Pesquisas mostram que as pessoas têm tendência a serem persuadidas quando há estímulos visuais. Quando não há imagens disponíveis, uma saída é contar história reais e muito boas, que façam o público criar cenas. Se for marcante, elas não esquecem o que foi contado

  • Deixe boas primeiras impressões
    Pesquisas mostram que a maioria das pessoas decide se gosta ou não de alguém nos sete primeiro segundos. Todo o resto da conversa é dedicado a justificar a primeira impressão. Pode parecer horrível, mas tente tirar vantagem desse fato. Primeiras impressões estão ligadas à linguagem corporal positiva, postura, aperto de mão firme e sorriso.

  • Saiba quando se afastar
    Urgência é uma ameaça direta à persuasão. Quanto mais alguém for forçado a aceitar novas ideias, mais tendência ela tem a não mudar seu posicionamento. A impaciência prejudica a argumentação. Boas ideias normalmente são difíceis de serem processadas, por isso, dê espaço para a pessoa pensar sobre o assunto.

  • Chame as pessoas pelo nome
    O nome é uma parte essencial da identidade e usá-lo para chamar alguém desperta um sentimento bom na pessoa. Então, não chame pelo nome apenas para cumprimentar as pessoas.
    Caso seja um problema lembrar como as pessoas chamam, faça exercícios para treinar o cérebro e não tenha medo de perguntar. É melhor tirar a dúvida do que não usar o nome.

  • Não seja o dono da razão
    Pessoas persuasivas nunca ganham uma batalha para depois perder a guerra. Elas sabem quando devem fazer sacrifícios para ajudar sua própria causa e sempre fazem coisas por outras pessoas, porque isso as deixa felizes. Além disso, elas sabem que isso as faz ganhar aliados. É importante saber que é mais importante ter sucesso do que estar certo.

  • Sorria
    Se o objetivo for agradar as pessoas e passar a impressão de ser confiável, sorria para elas durante a conversa. Inconscientemente, elas sorrirão de volta e se sentirão bem.
    Pessoas persuasivas costumam sorrir mais porque ficam animadas ao expressar suas ideias. Esse espírito é contagiante.

Conheça sua audiência
Quando se sabe com quem se fala, é possível adaptar a linguagem. É importante saber como conversar com alguém mais tímido ou mais agressivo, cada pessoa é convencida de uma maneira.

Comentários
Topo