Fotos

10 coisas a se fazer quando você odeia o seu trabalho

Há algo errado quando você acorda todos os dias e se irrita só de pensar em ir ao trabalho. Claro, levantar da cama não é divertido para ninguém, mas ter ódio pelo ofício que você exerce todos os dias não faz bem para você, para sua família e para a empresa em que trabalha. No entanto, essa é uma situação que muitas pessoas enfrentam no mundo todo.

LEIA TAMBÉM: 5 dicas para você deixar de sabotar seu desenvolvimento profissional

O que fazer? Não é fácil arrumar emprego quando a situação econômica do país não está favorável e ninguém pode se dar ao luxo de simplesmente deixar o emprego sem ter um novo em vista. Por outro lado, manter-se em um emprego do qual você não gosta não deveria ser uma opção.

CARREIRA: Reclamar do trabalho pode fazer você perder o emprego

Veja na galeria de fotos 10 coisas para se fazer quando você odeia o seu trabalho:

  • Faça uma rápida autoavaliação

    Katherine Brooks, professora daUniversidade Wake Forest, na Carolina do Norte, EUA, diz que o primeiro passo é fazer algumas perguntas a você mesmo. Por que eu odeio o meu trabalho atual? Esse é um sentimento novo ou eu sempre me incomodei? O problema são as pessoas com quem eu trabalho, as tarefas que eu sou designado a fazer, os valores da empresa?
    “Tente fazer uma lista dos prós e contras do seu emprego e o que você deseja fazer em seu próximo trabalho”, aconselhaKatherine. Determine se há maneiras de mudar a situação em que se encontra ou se é hora de seguir em frente. “Mas, se possível, não deixe o seu trabalho atual até que você tenha a garantia de uma nova oportunidade.”

  • Descubra se você não está feliz com você ou com o seu trabalho

    Depois de fazer uma autoavaliação, determine se as coisas com as quais você não está feliz têm a ver com você ou com o seu trabalho. Por exemplo, “se você decidir mudar de emprego para aliviar tensões, isso pode perseguí-lo também no seu próximo serviço”, explica Debra Benton, consultora de carreira, marketing e mídia. “Se a pessoa não está feliz em seu trabalho porque é infeliz na vida, a solução pode ser procurar alguma ajuda externa ou no próprio escritório.”

  • Converse com o seu supervisor

    Se você não está feliz com o seu cronograma, remuneração ou projetos que realiza, você deveria dizer isso ao seu chefe. “Há caminhos mais fáceis do que imaginamos para melhorar a situação”, indica Katherine.

  • Não desista imediatamente

    Se você tem um trabalho que oferece uma boa compensação e não é insuportável, então, considere seguir nele por enquanto, explica a especialista Deborah Shane. “Lembre-se de que novas oportunidades nem sempre são o que você imaginou que seriam”. E completa: “Antes de desistir do seu emprego atual ou decidir mudar de campo de atuação, pesquise bastante e faça uma preparação que garanta que você esteja informado e qualificado”.
    Mas, se você se encontra em uma situação onde o seu trabalho não já não é tolerável ou seguro, deve sair.

  • Mude sua atitude

    Talvez você teve uma experiência ruim no trabalho que deixou más lembranças. Se isso aconteceu, tente deixar isso para trás. Mantenha uma atitude positiva e foque nos aspectos do seu trabalho que você goste. Se você não conseguir encontrar nenhum, pode ser a hora de considerar seguir em frente.

  • Seja profissional

    Mesmo que você planeje se demitir, mantenha o bom desempenho trabalho. “Dessa forma, quando você decidir sair, terá boas recomendações”, afirmaKatherine Se a sua situação melhorar e você decidir ficar, não haverá constragimentos profissionais. Lembre-se sempre: nunca é uma boa ideia fazer um mau trabalho, independentemente do quanto você está insatisfeito com o seu chefe, função ou ambiente de trabalho.

  • Defina quais são suas metas de carreira

    Descubra onde você gostaria de estar em cinco anos. “Será que a sua atual escolha profissional vai o ajudar a chegar lá?”, pergunta Katherine. “Se não, o que seria? E como você pode se posicionar em relação a isso?” Segundo ela, se você sabe o que quer ser e onde gostaria de estar, isso pode colocar as coisas em perspectiva.

  • Procure por oportunidades de destaque dentro da empresa

    “Comece buscando por oportunidades de participar de comitês, projetos ou iniciativas da sua empresa”, aconselha Deborah. “Ofereça-se pra ajudar alguém que você admira e que poderia lhe orientar e ensinar coisas novas .” Engajar-se em projetos e iniciativas que o façam feliz pode tornar a sua experiência profissional mais agradável.

  • Não desconte os seus problemas nos outros

    Não trate mal seus clientes ou colegas porque você está infeliz no trabalho e, definitivamente, não faça fofoca ou reclame da sua rotina a eles. Não tem problema discutir o seu descontentamento até certo ponto, mas tome cuidado para não passar dos limites.

  • Mude o seu trabalho sem mudar as empresas

    Se você está contente com o seu chefe, mas não com o seu trabalho específico ou supervisor, considere mudar de função dentro da empresa ou alternar sua posição atual para melhor atender suas metas e objetivos. “A elaboração de um trabalho é a arte de repensar a maneira como ele é exercido, de modo que você se torne mais capaz de usar os seus pontos fortes para contribuir plenamente com o local onde trabalha”, finaliza Katherine.

Faça uma rápida autoavaliação

Katherine Brooks, professora daUniversidade Wake Forest, na Carolina do Norte, EUA, diz que o primeiro passo é fazer algumas perguntas a você mesmo. Por que eu odeio o meu trabalho atual? Esse é um sentimento novo ou eu sempre me incomodei? O problema são as pessoas com quem eu trabalho, as tarefas que eu sou designado a fazer, os valores da empresa?
“Tente fazer uma lista dos prós e contras do seu emprego e o que você deseja fazer em seu próximo trabalho”, aconselhaKatherine. Determine se há maneiras de mudar a situação em que se encontra ou se é hora de seguir em frente. “Mas, se possível, não deixe o seu trabalho atual até que você tenha a garantia de uma nova oportunidade.”

 

Comentários
Topo