Fotos

8 maneiras de formar seu filho como um líder

A maioria dos pais quer que seus filhos se tornem líderes bem-sucedidos, tanto na vida pessoal como na profissional. Só que mais do que isso, eles desejam que seus herdeiros cresçam destemidos e autênticos, transformando-se em verdadeiros influenciadores.

É possível afirmar que, como responsáveis pela criação de suas crianças, os pais possuem alta responsabilidade com o futuro dos filhos e devem se esforçar ao máximo para passar seus ensinamentos a eles de forma a educá-los para crescerem independentes e corajosos.

LEIA TAMBÉM: De pai para filho: a sucessão na Cyrela

Quem oferece as dicas é Travis Bradberry, escritor norte-americano especializado em questões de inteligência emocional. Para ele, “a beleza de formar uma criança como líder está em perceber que são as pequenas atitudes do dia a dia que moldam o tipo de pessoa que ela se tornará”.

Veja oitos passos básicos, mas indispensáveis, que vão ajudar na formação de seu filho como um futuro líder:

  • Trabalhe a inteligência emocional

    A inteligência emocional afeta na forma como nós nos comportamos e lidamos com as complexidades da vida humana e em nossas decisões pessoais. E sobre esse assunto uma coisa é certa: as crianças aprendem a inteligência emocional pelos pais.

    Conforme seu filho o observa diariamente, ele absorve as suas atitudes como se fosse uma esponja. Ou seja, a criança se atenta às situações que mostram a forma como você responde a fortes emoções e acontecimentos difíceis. Ou seja, levando em consideração que a inteligência emocional é uma das maiores responsáveis pelo sucesso de um líder, e sabendo que o seu filho irá se inspirar nas suas atitudes para lidar com certas situações, é importante que você comece a reparar em quais emoções está deixando transparecer a ele e, consequentemente, como trabalhá-las melhor no dia a dia.

  • Não seja obcecado com as conquistas

    Os pais normalmente se transformam em pessoas obcecadas pelas conquistas e vitórias de seus filhos, basicamente, porque eles acreditam que isso fará com que eles se tornem pessoas bem-sucedidas. Mas, ao contrário do que muitos deles pensam, a ficção pelos êxitos de seus herdeiros pode gerar diversos problemas a eles no futuro.

    Especialmente quando o assunto é liderança, focar nas conquistas individuais pode passar as crianças falsas impressões de como os méritos são, realmente, alcançados. Portanto, a obsessão por bons resultados podem tornar as crianças tão fissuradas em troféus, boas notas e premiações, que elas não entenderão que o aprendizado e as perdas são partes necessárias do processo para a conquista de bons resultados.

  • Não elogie demais

    Os filhos precisam ser elogiados para desenvolverem uma boa autoestima, mas, infelizmente, exagerar nesses elogios não os tornam mais ou menos confiantes.

    As crianças precisam acreditar nelas mesmas, mas essa autoconfiança precisa ser verdadeiramente merecida. Ou seja, se você, como pai, elogiar o seu filho a cada mínima conquista dele, isso criará uma falsa confiança que, mais para frente, poderá confundi-lo e atrapalhá-lo.

  • Permita que eles se arrisquem e fracassem

    O sucesso na vida profissional e pessoal é conduzido diretamente pelos riscos.

    Quando os pais são superprotetores, eles estão impedindo que essas crianças se arrisquem e aprendam com os seus atos. Sendo assim, um adulto que passou a infância sendo “proibido” de se arriscar, poderá ter crescido deixando de tomar decisões importantes, com medo de errar, e isso, definitivamente, não se encaixa no perfil de um líder.

    Lembre-se sempre que o caminho do sucesso é construído pelos fracassos e decepções, e que quando você impede o seu filho de se arriscar você só está atrasando um processo de aprendizagem extremamente necessária para a vida dele.

  • Diga não

    Mimar os filhos pode limitar muito o desenvolvimento deles como líderes, pois para se obter sucesso, uma pessoa deve ser capaz de trabalhar duro para conquistar algo que realmente deseja para a sua vida.

    As crianças precisam saber desenvolver a paciência, estabelecer metas e experimentar o prazer que surge quando algo é conquistado a partir de seus próprios esforços. Portanto, dizer não ao seu filho pode até desapontá-los momentaneamente, mas servirá como grande lição para o futuro dele.

  • Deixe que eles resolvam seus próprios problemas

    É possível observar uma “autossuficiência” implícita na personalidade de um líder. Sendo assim, um fato importante a ser colocado é: um individuo que lidera um grupo de pessoas ou empresa precisa estar consciente de que é ele quem vai precisar colocar a mão na massa quando surgirem problemas dentro de seus negócios.

    Portanto, as crianças que crescem com alguém fazendo tudo por elas, se tornam adultos extremamente dependentes, que esperam que a qualquer momento surja uma pessoa para resolver suas dificuldades e tirar o pesa de certas responsabilidades de seus ombros.

  • Preste atenção na sua linguagem

    Verdadeiros líderes são autênticos e bem articulados. Apesar de não serem perfeitos, eles são capazes de conquistar o respeito dos outros apenas pela forma como se relacionam com as pessoas de forma educada.

    O seu filho pode adquirir essa educação respeitosa naturalmente, conforme vai crescendo, mas isso só acontece se você, como pai, também age dessa forma no seu coditiano, prestando atenção na forma como trata as pessoas a sua volta e na linguagem que usa perto do seu filho, para se tornar um bom exemplo de adulto ao seu filho.

  • Mostre que você é humano

    Não importa o quão rebelde o seu filho se mostre ao longo das fases da vida, você sempre será um herói para ele e isso pode te fazer acreditar que esconder suas falhas pode evitar com que ele se decepcione com você. Mas, na realidade, é exatamente o contrário que acontece.

    Quando você não mostra nenhuma vulnerabilidade diante de seu filho, ele pode crescer se sentindo culpado por cada pequeno erro que cometer e isso pode prejudicar muito a sua confiança e autoestima. Sendo assim, procure mostra-lo que você também é uma pessoa que comete erros e que as falhas fazem parte da vida humana.

Trabalhe a inteligência emocional

A inteligência emocional afeta na forma como nós nos comportamos e lidamos com as complexidades da vida humana e em nossas decisões pessoais. E sobre esse assunto uma coisa é certa: as crianças aprendem a inteligência emocional pelos pais.

Conforme seu filho o observa diariamente, ele absorve as suas atitudes como se fosse uma esponja. Ou seja, a criança se atenta às situações que mostram a forma como você responde a fortes emoções e acontecimentos difíceis. Ou seja, levando em consideração que a inteligência emocional é uma das maiores responsáveis pelo sucesso de um líder, e sabendo que o seu filho irá se inspirar nas suas atitudes para lidar com certas situações, é importante que você comece a reparar em quais emoções está deixando transparecer a ele e, consequentemente, como trabalhá-las melhor no dia a dia.

Comentários
Topo