Fotos

Companhia chinesa constrói casa com impressora 3D por menos de R$ 1.640

A companhia chinesa ZhuoDa conseguiu criar um modo inovador de construir casas com impressoras 3D. Localizada em Weihan, na China, a propriedade custou menos de ¥ 3.000 (cerca de R$ 1.640). A empresa já tem dois empreendimentos feitos com a mesma técnica – o outro fica na cidade de Xi’an.

MAIS: Estudante cria coleção de roupas feita inteiramente com uma impressora 3D

A apresentação da forma de construção foi feita no Exhibition Center Plaza há pouco mais de um mês. Lá, a ZhouDa fez uma cerimônia de introdução e, em seguida, começou a montagem da casa de dois andares. A companhia juntou todos os módulos e o processo durou apenas três horas.

Veja na galeria de fotos como ficou a casa:

  • Material

    De acordo com a companhia, a casa é 90% feita com materiais parecidos com o de produtos bem menores, como celulares e sapatos. O processo inclui a decoração interior, fiação, encanamento e mobília, entre outros.

  • Rapidez

    “Uma casa comum demora, pelo menos, seis meses para ficar pronta. Nosso projeto leva dez dias desde o começo da produção até a montagem final”, explica Na Yongliand, engenheiro do grupo.

    Na apresentação, os funcionários da ZhouDa começaram a montagem pela sala de estar, depois fizeram o quarto, a cozinha e o banheiro, tudo no primeiro andar. Já no segundo ficam a varanda, o quarto e mais uma pequena sala. De acordo com o vice-presidente da companhia, Tan BuYong, a agilidade da construção deve-se ao tipo de material usado na casa.

  • Modo de construção

    A casa foi feita do mesmo modo que 90% das outras construídas pela empresa: primeiro as partes da residência são montadaspara, em seguida, os funcionários fazerem a montagem no local. De acordo com BuYong, esse modo de construção utilizado pela empresa reduz os impactos ambientas.

  • Baixo custo

    Esse método diferente de construir as casa faz com que os custos também sejam reduzidos, uma vez que utiliza-se menos transporte, mão de obra, materiais e máquinas. Isso diminui o valor total da construção e torna o empreendimento bem mais acessível.

  • Reutilização

    O vice-presidente também conta que o material usado vem de resíduos industriais e da agricultura e ele é capaz de suportar terremotos de alta magnitude, é a prova de fogo e de incidentes com água. Além disso, ele não contém amônia, radônio ou outras substâncias nocivas à saúde e ao meio ambiente.

  • Planos

    Até agora, a empresa já tem 22 patentes de materiais e mais de 40 contratos para fazer projetos com governos locais. Espera-se que, em 2016, a produção da companhia tenha alcançado 2 bilhões de m².

Material

De acordo com a companhia, a casa é 90% feita com materiais parecidos com o de produtos bem menores, como celulares e sapatos. O processo inclui a decoração interior, fiação, encanamento e mobília, entre outros.

Comentários
Topo