Fotos

15 questões para levar em consideração se você deseja mudar de carreira

Se você está infeliz com a sua atual área de atuação profissional e já começou a considerar uma mudança de carreira nos próximos meses – mas ainda não sabe como proceder para colocar essa decisão em prática –, é importante saber como se preparar e entender que esta escolha pode trazer certas consequências ao seu futuro pessoal e profissional.

MAIS FOTOS: 6 maneiras de se dar bem com as políticas do escritório

Veja, na galeria de fotos a seguir, 15 questões fundamentais que devem ser levadas em consideração na hora de planejar uma transferência no campo de atuação profissional:

  • O que eu quero?

    Se você deseja mudar de carreira, o primeiro passo é esclarecer quais valores devem ser priorizados na sua vida. Ou seja: o que você realmente quer para o seu futuro profissional.

    De acordo com Alexandra Levit, escritora de livros sobre carreira, é preciso saber responder questões sobre o ambiente no qual você gostaria de trabalhar e o tipo de profissão que você gostaria de exercer. O psicólogo organizacional Michael Woodward concorda e afirma ser fundamental que o trabalho de um indivíduo esteja de acordo com os seus valores pessoais e profissionais. Para ele, em tempos de incertezas e indecisões é preciso articular seus princípios com tudo aquilo que você faz, especialmente quando se trata da sua carreira.

  • Eu tenho aquilo que é necessário para mudar?

    Existem dois aspectos importantes a serem considerados quando você começa a pensar em uma mudança de profissão. De acordo com Anita Attridge, instrutora executiva de carreiras, o primeiro passo é deixar bem claro aquilo que você gostaria de fazer profissionalmente. O segundo é entender o que o mercado de trabalho irá permitir que você faça.

    Para a especialista, antes de tomar qualquer decisão, é preciso refletir e analisar se você tem aquilo que é necessário, seja habilidade, experiência ou perfil, para agradar aos empregadores e empresas nas quais você gostaria de trabalhar.

  • O que eu posso oferecer?

    Está decidido a mudar de carreira? Organize-se e avalie o que você poderá oferecer ao seu novo campo de atuação quando a mudança realmente acontecer.

    Segundo Woodward, todos as pessoas possuem uma combinação de qualidades e valores que as tornam únicas e é preciso demonstrar esses potenciais em tudo aquilo que elas decidem fazer na vida, especialmente quando se trata da profissão. “Para ter uma carreira de sucesso é preciso entender tudo aquilo que você pode oferecer como pessoa para contribuir com o seu futuro ambiente de trabalho.”

  • As minhas habilidade são transferíveis para essa nova carreira?

    Você pode não ter experiências diretas na próxima profissão na qual gostaria de seguir, mas, talvez, algumas das suas habilidades exercidas em trabalhos anteriores podem ser transferidas à sua nova carreira. Para Andy Teach, especialista em comunicação corporativa, muitas capacidades podem ser adaptadas em diferentes tipos de ambientes profissionais. “Se você trabalhava no segmento bancário, por exemplo, e agora deseja mudar para o setor de contabilidade, é muito provável que a sua antiga função o ajude com o seu futuro cargo financeiro.”

    Portanto, se você está preocupado em não possuir nenhuma experiência na sua nova carreira, avalie se algumas das suas antigas vivências não podem ser úteis na área na qual você deseja atuar.

  • A nova carreira é realmente a opção ideal para mim?

    Uma mudança de carreira pode ser uma decisão de impacto para o resto da sua vida. Portanto, esforce-se para estudar ao máximo se a profissão que você deseja seguir está de acordo com aquilo que você é capaz de oferecer ao mercado e às suas perspectivas de trabalho.

    “Você deve fazer a sua lição de casa com calma, pois uma decisão como essa não deve ser tomada por impulso”, sugere Teach. Para ele, é preciso reservar um tempo de estudo para avaliar se essa decisão é, realmente, a escolha ideal para você antes de investir todas as suas fichas nela.

  • Para quais empresas eu gostaria de trabalhar?

    Estar decidido sobre uma transferência de áreas profissionais pode ser uma ótima ideia, mas antes é preciso saber se existem lugares que atendam às suas expectativas de mudança.

    De acordo com o CEO do portal de carreiras para mulheres “What’s For Work?”, Teri Hockett, é preciso estudar a cultura organizacional e o ambiente corporativo das empresas nas quais você considera trabalhar para ver se elas podem lhe oferecer aquilo você espera encontrar no seu futuro trabalho.

  • Quem pode me ajudar?

    Uma vez que você tenha avaliado quais empresas estão de acordo com os seus objetivos e interesses profissionais, comece a buscar por contatos na nova área que possam orientá-lo e ajudá-lo com a mudança de carreira.

    Segundo Hockett, você deve começar a buscar referências de pessoas que possam facilitar a sua entrada no novo mercado de atuação, seja em eventos, cursos de especialização, conferências do setor ou até mesmo por meio de reuniões informais com conhecidos que trabalham no setor. O objetivo é conseguir algumas recomendações e dicas para entender melhor alguns aspectos da carreira escolhida.

  • Quais são as perspectivas de futuro dessa carreira?

    Antes de colocar em prática a sua transferência de carreiras, você deve tentar conhecer ao máximo sobre as perspectivas de futuro que a nova área tem a oferecer.

    Faça pesquisas, converse com profissionais do setor e avalie o potencial de crescimento da nova carreira para considerar melhor a mudança, principalmente se sentir que o novo campo de atuação pode não ser tão economicamente estável no longo prazo.

  • Eu serei feliz nessa carreira?

    Não há como ter certeza se a nova carreira que você decidiu seguir o fará mais feliz. No entanto, procure fazer de tudo para testar se a sua escolha é algo que poderá lhe proporcionar bons momentos.

    Para isso, considere um estágio ou projetos de freelancer para entender, na prática, se aquele trabalho é capaz de fazê-lo uma pessoa mais realizada e feliz. “A única forma de descobrir se você realmente gosta de algo, é arriscando-se”, afirma Alexandra.

  • Eu estou disposto a recomeçar do zero?

    Uma vez que você já tenha pesquisado tudo sobre a nova carreira, o próximo passo é avaliar se você está, realmente, disposto a recomeçar do zero para correr atrás de novas oportunidades.

    “Você pode ter 15 anos de experiência na sua atual profissão, mas se as suas habilidades não são transferíveis para o novo trabalho, você tem de ter muito claro se está disposto a investir tempo e disposição nessa próxima etapa”, diz Teach.

  • Eu posso bancar essa mudança?

    Mesmo que você esteja disposto a se arriscar em uma nova oportunidade de carreira, é preciso estar consciente de que isso poderá lhe custar não apenas tempo, mas também dinheiro.

    Segundo Teach, um trabalho para quem está começando agora, além de novas experiências, também pode significar salários mais baixos. Portanto, é aconselhável que, antes de fazer a transferência entre as profissões, você estude a sua situação financeira para checar se é capaz de se adaptar ao seu futuro pagamento.

  • Eu tenho suporte da minha família e dos amigos?

    Antes de tornar a sua decisão algo definitivo, converse com a sua família e amigos para ver se eles o apoiam na sua escolha. “É fundamental que você tenha o suporte dessas pessoas, para que o seu sucesso seja motivo de alegria para eles também”, afirma Hockett.

  • Eu estou disposto a voltar a estudar?

    Em muitos casos, a transição de uma carreira a outra significa aprender novas habilidades e, quase sempre, isso quer dizer que você tenha que investir em cursos de especialização e aulas que o ensinem essas capacidades.

    “Se você considera se arriscar para mudar de área, esteja disposto também a dedicar grande parte do seu tempo e dinheiro para voltar aos estudos”, sugere Teach.

  • Que obstáculos eu irei enfrentar?

    É importante que você reconheça que uma nova carreira é sinônimo de obstáculos. Portanto, antes de considerar apenas os aspectos bons da sua futura profissão, esteja preparado também para as dificuldades iniciais que virão com essa escolha.

  • As minhas expectativas são realistas?

    Mesmo que você seja sortudo o suficiente para encontrar uma profissão “dos sonhos”, não se esqueça de que o mercado passa por muitos momentos de instabilidade e que você deve se manter realista.

    “Seja otimista, mas não crie expectativas tão altas sobre a sua nova carreira. Todos os trabalhos têm seus altos e baixos”, afirma Levit.

O que eu quero?

Se você deseja mudar de carreira, o primeiro passo é esclarecer quais valores devem ser priorizados na sua vida. Ou seja: o que você realmente quer para o seu futuro profissional.

De acordo com Alexandra Levit, escritora de livros sobre carreira, é preciso saber responder questões sobre o ambiente no qual você gostaria de trabalhar e o tipo de profissão que você gostaria de exercer. O psicólogo organizacional Michael Woodward concorda e afirma ser fundamental que o trabalho de um indivíduo esteja de acordo com os seus valores pessoais e profissionais. Para ele, em tempos de incertezas e indecisões é preciso articular seus princípios com tudo aquilo que você faz, especialmente quando se trata da sua carreira.

Comentários
Topo