Fotos

8 maneiras de arruinar o seu perfil no LinkedIn

Atualmente, além de ser uma das principais redes sociais de contatos entre profissionais, o LinkedIn também funciona como uma plataforma de interação e expressão pessoal. Com recursos que permitem a publicação de longas postagens e multimídias, o usuário da ferramenta tem a oportunidade de se tornar conhecido por meio da imagem que passa em seu perfil na página.

VEJA TAMBÉM: 5 piores coisas que você pode dizer em seu perfil no LinkedIn

No entanto, apesar de a rede possuir mais de 300 milhões de integrantes conectados, muita gente se esquece de que o canal ainda é uma comunidade, o que significa que, para fazer parte dela, é preciso respeitar os demais usuários da rede.

Por meio do LinkedIn é possível conhecer um grande número de pessoas, encontrar ideias para novos empreendimentos e compartilhar opiniões e gostos diversos. Mas, ao mesmo tempo, está mais do que provado que uma pessoa pode arruinar a sua reputação corporativa – e até mesmo pessoal – com certas atitudes. Acredite, seu próximo chefe pode estar de olho.

FOTOS: Como usar o LinkedIn para promover sua empresa

Veja na galeria de fotos oito maneiras de acabar com o seu perfil no LinkedIn e como evitar isso:

  • Exagerar em certas informações

    Pelo fato de muitas pessoas acharem que o LinkedIn funciona como qualquer outra rede social e que um usuário pode compartilhar qualquer tipo de informação em seu perfil, é comum encontrar gente que divulga informações desnecessárias sobre sua vida dentro de seus ambientes profissionais e sociais, sem perceber o quão desagradável está sendo.

    No entanto, é preciso que fique claro que certas informações compartilhadas podem arruinar a sua reputação como pessoa e profissional. Evite, por exemplo, postagens sobre detalhes da sua rotina, opiniões desrespeitosas, informações falsas e reclamações sobre futilidades do cotidiano. Isso é capaz de deturpar a sua imagem entre os seus contatos dentro e fora da rede.

  • Fazer mau uso dos recursos do canal

    Muitos usuários do LinkedIn acreditam que, como a rede disponibiliza diversas possibilidades de compartilhamento de informações, eles devem usar todos esses recursos para se fazerem conhecidos na rede. No entanto, deixar disponíveis tantas informações pessoais de contato no seu perfil não é uma boa ideia, pois, além de ser desnecessário, pode pegar mal para a sua imagem e algumas pessoas indesejáveis podem começar a entrar em contato com você.

  • Enviar mensagens spam

    Pelo LinkedIn é muito fácil fazer envios automáticos de mensagens promocionais e spam para os contatos e, infelizmente, é essa estratégia que muitas empresas adotam como forma de divulgar seus produtos e serviços.

    No entanto, poucas dessas companhias sabem que essa atitude é capaz de arruinar suas reputações entre o público, pois grande parte das pessoas não está conectada ao canal para receber promoções de marcas e informações publicitárias e se sente muito incomodada quando isso acontece.

    Portanto, por mais que a sua empresa invista nesse tipo de estratégia, evite usar o seu perfil no LinkedIn para fazer o disparo de mensagens spam. Isso pode prejudicar a sua imagem entre contatos profissionais e pessoais importantes para você.

  • Adicionar contatos do canal à sua lista de newsletter

    Muitas pessoas pensam que o fato de alguém aceitá-lo como “amigo” no LinkedIn significa que ele também quer entrar para a sua lista de contatos em outras plataformas. No entanto, não há nada pior do que receber constantes e-mails marketing e newsletters promocionais. Não use o acesso que você tem às informações de seus contatos para fazer propaganda dos serviços e produtos oferecidos pela empresa na qual você trabalha. Isso pode afastar muita gente da sua conta no canal.

  • Redirecionar contatos ao seu blog pessoal

    É bom que o LinkedIn forneça espaço para que os usuários publiquem matérias, artigos e textos pessoais em suas páginas. Afinal, isso possibilita que as pessoas compartilhem suas histórias e opiniões de forma livre. Apesar disso, muita gente ainda considera a rede social como um canal de promoção e reconhecimento para divulgar suas marcas pessoais. Com isso, elas passaram a redirecionar suas postagens no canal para seus sites e blogs, sem perceber que a própria plataforma pode ser o meio ideal para atrair leitores e novos contatos.

    Se você está em busca de audiência, considere o LinkedIn como um espaço para fazer as suas publicações, sem precisar redirecionar os usuários às suas outras páginas. Isso requer um esforço a mais das pessoas e elas, raramente, estão dispostas a abrir várias páginas para ler posts de conteúdo pessoal.

  • Enviar muitos convites de conexão

    No LinkedIn, ao convidar alguém para fazer parte da sua rede profissional é preciso enviar convites de conexão e, a partir disso, tornar determinado usuário um “contato de primeiro grau”, que terá acesso aos seus dados pessoais.

    O que muita gente não sabe, no entanto, é que fazer muitos pedidos de conexão é algo que pode incomodar os usuários do canal, já que a maior parte das pessoas não possui interesse em se conectar com indivíduos que elas não conhecem e, nem sequer, confiam. Não saia enviando convites de conexão para qualquer um. Além de inadequado, isso pode não ser seguro.

  • Não prestar atenção nas introduções em pedidos de amizade

    Não se atentar às apresentações de determinado usuário antes de aceitá-lo em sua rede de contatos acontece com frequência entre os membros do LinkedIn, sem que eles se deem conta da dor de cabeça que isso pode gerar à curto e longo prazos.

    Isso porque muitas pessoas se apresentam de forma falsa em seus perfis e, se você não prestar atenção no tipo de contato que aceita como “amigo”, pode acabar fornecendo suas informações pessoais a indivíduos que você mal conhece.

  • Esquecer do real objetivo do canal

    Como já dito, o LinkedIn existe para conectar pessoas e ajudar seus integrantes a expandirem suas redes de contatos profissionais e pessoais. Mas, aparentemente, muitos usuários usam a ferramenta para promover suas marcas corporativas e se tornarem conhecidas no mercado.
    Saiba, no entanto, que usar o espaço de uma comunidade virtual para interagir com o público a partir de interesses individuais e empresariais não é bem visto por muitas pessoas e pode prejudicar a sua imagem de profissional responsável entre elas. Portanto, cuidado para não confundir as coisas e esquecer qual é o real objetivo do canal.

Exagerar em certas informações

Pelo fato de muitas pessoas acharem que o LinkedIn funciona como qualquer outra rede social e que um usuário pode compartilhar qualquer tipo de informação em seu perfil, é comum encontrar gente que divulga informações desnecessárias sobre sua vida dentro de seus ambientes profissionais e sociais, sem perceber o quão desagradável está sendo.

No entanto, é preciso que fique claro que certas informações compartilhadas podem arruinar a sua reputação como pessoa e profissional. Evite, por exemplo, postagens sobre detalhes da sua rotina, opiniões desrespeitosas, informações falsas e reclamações sobre futilidades do cotidiano. Isso é capaz de deturpar a sua imagem entre os seus contatos dentro e fora da rede.

Comentários
Topo