Fotos

Conheça St. Lucia, ilha para quem procura aventuras no Caribe

A maioria das pessoas que visita o Caribe está à procura de praias calmas e águas azul-turquesa que oferecem locais para praticar snorkel, pescar e navegar. No entanto, se você é uma pessoa mais aventureira, St. Lucia é o seu destino. A ilha vulcânica é mais conhecida pelos Pitons – ou picos vulcânicos –, que formam uma área de conservação e são patrimônio mundial.

Lá também fica o único vulcão do Caribe pelo qual se pode dirigir, o Sulphur Spring. No lugar de lava, o vulcão expele vapor sulfúrico. Talvez seja o mais próximo que se pode chegar de uma estrutura geológica deste tipo. Uma série de degraus de madeira levam os turistas para um ponto perfeito para tirar fotos. O vulcão tem a sua própria equipe de guias, o que torna a visita segura.

Veja na galeria de fotos o que St. Lucia oferece aos turistas:

  • Leve seu tênis de caminhada

    Os picos oferecem mais do que um cenário sensacional. Fãs de caminhadas podem escalar o Gros Piton – o monte mais alto. Leva entre três e quatro horas para ir e voltar e é melhor percorrer o trajeto de manhã bem cedo, antes que as temperaturas fiquem muito altas. Para quem é um pouco menos ambicioso, a trilha Tet Paul é uma boa alternativa. Essa trilha oferece vistas fantásticas dos Pitons e das ilhas Martinica e São Vicente e passa por arbustos com flores locais e pés de abacaxi, manga e caju.

  • Para relaxar depois da caminhada

    A natureza vulcânica de St. Lucia criou uma série de piscinas de águas termais. O Sulphur Springs Park é um local perfeito para aproveitá-las depois de uma longa caminhada. A água chega a 40,5°C, mas o mais impressionante é a lama. Grandes caldeirões são preenchidos com lama preta e branca e turistas são encorajados a tomar um banho neles. A lama supostamente tem propriedades terapêuticas.

  • Onde se hospedar

    Visitantes que querem ficar nos hotéis mais aventureiros devem checar o Ladera. Quartos e chalés nesse hotel super luxuoso vem com mordomo e acesso fácil para o restaurante Dasheene, que utiliza ingredientes locais para criar pratos sofisticados. Além disso, os quartos são, literalmente, abertos, com apenas três paredes, e localização ao lado do penhasco, o que garante privacidade para os hóspedes. E não é só isso: as acomodações têm piscinas particulares e uma rede para impedir que mosquitos entrem durante a noite. Durnate o dia, essa rede fica aberta, o que permite que alguns pássaros voem para dentro do quarto. Mas sem problemas: o hotel providencia armas de água para espantá-los.

Leve seu tênis de caminhada

Os picos oferecem mais do que um cenário sensacional. Fãs de caminhadas podem escalar o Gros Piton – o monte mais alto. Leva entre três e quatro horas para ir e voltar e é melhor percorrer o trajeto de manhã bem cedo, antes que as temperaturas fiquem muito altas. Para quem é um pouco menos ambicioso, a trilha Tet Paul é uma boa alternativa. Essa trilha oferece vistas fantásticas dos Pitons e das ilhas Martinica e São Vicente e passa por arbustos com flores locais e pés de abacaxi, manga e caju.

Comentários
Topo