Fotos

Quanto custa mudar para seis países

Morar fora do Brasil é um sonho para muita gente. Mas, para poder residir, trabalhar ou até empreender legalmente em outro país, é necessário possuir o visto adequado de cada local. Ele pode ser obtido por meio de ligação com parentes, empregadores, casamento, loteria e investimento.

VEJA TAMBÉM: O preço do green card: quanto custa para se tornar um cidadão norte-americano

O visto de investidor é uma maneira eficiente para quem quer imigrar e ter um novo negócio no país. Para conseguí-lo nos Estados Unidos, por exemplo, o interessado deve escolher um centro regional aprovado pelo governo norte-americano e fazer um investimento de US$ 500.000 (prevê-se um aumento de US$ 300.000 ainda para setembro) em um empreendimento que gere e sustente, no mínimo, dez empregos por pelo menos dois anos – período de criação da empresa até a obtenção do visto definitivo.

A regra (e o valor) variam. Para ficar na Austrália, por exemplo, gasta-se em média US$ 4,072 milhões. Veja na galeria de fotos quanto custa o visto de investidor em seis países:

  • Austrália

    Programa: Business Innovation and Investment Visa

    Investimento mínimo: US$ 4,072 milhões

  • Cingapura

    Programa: Global Investor Programme (GIP)

    Investimento mínimo: US$ 2 milhões

  • Reino Unido

    Programa: Tier 1 Investor Visa

    Investimento mínimo: US$ 1,521 milhão

  • Nova Zelândia

    Programa: Entrepreneur Work Visa

    Investimento mínimo: US$ 1,160 milhão

  • Portugal

    Programa: Golden Residence Permit Program

    Investimento mínimo: US$ 589.000

  • Estados Unidos

    Programa: EB-5 Immigrant Investor Visa

    Investimento mínimo: US$ 500.000 (deve aumentar para US$ 800 mil neste mês)*

    (*) Analistas preveem um aumento de pelo menos o custo da indexação à inflação desde a criação do programa, em 1990

Austrália

Programa: Business Innovation and Investment Visa

Investimento mínimo: US$ 4,072 milhões

Comentários
Topo