Fotos

10 lugares coloridos no mundo para conhecer antes de morrer

Não é preciso ir a Barcelona ou Amsterdã para ver diferentes cores concentradas em uma cidade. De certo ponto de vista, praticamente todas as metrópoles do mundo são coloridas, até São Paulo. Suas ruas, divididas em bairros diferentes, são permeadas por pessoas interessantes, construções curiosas e histórias únicas. Assim, cada cidade tem suas cores e tons.

VEJA TAMBÉM: 4 lugares imperdíveis de capitais da Europa

No entanto, quando largamos as metáforas e tratamos de cores reais, algumas cidades e alguns bairros se destacam. Dos mais conhecidos aos mais remotos, há lugares que combinam tons inimagináveis espalhados por todos os continentes. Não é preciso ir tão longe. La Boca, o famoso bairro da capital argentina, Buenos Aires, tem belíssimas casas com estilo italiano.

RANKING: 5 cidades mais caras do mundo

Veja na galeria de fotos 10 lugares coloridos no mundo para conhecer antes de morrer:

  • La Boca

    Muitos dos imigrantes que foram para o bairro de La Boca, em Buenos Aires, na Argentina, eram de Gênova, cidade italiana, e trouxeram um costume particular com eles: pintar a parte de fora de suas casas com restos de tinta do estaleiro. As casas em La Boca não só foram pintadas com restos de tinta, mas construídas com restos de metal do mesmo lugar.

  • Burano

    A história conta que os prédios nessa pequena ilha perto de Veneza, na Itália, foram pintadas com cores vibrantes para que, quando os pescadores voltassem de suas viagens, pudessem reconhecer suas casas em meio à neblina.

  • Xexuão

    Para aqueles que prefeririam pintar a cidade de azul: dizem que os refugiados judeus na década de 1930 trouxeram a cor azul para essa cidade do Marrocos para simbolizar o paraíso. Diz-se, ainda, que a cor pode ter sido escolhida porque era considerada um bom repelente de insetos.

  • Guanajuato

    Toda a cidade de Guanajuato, no México, é um patrimônio mundial da Unesco. Merecidamente, já que foi necessário muita tinta para que se tornasse a cidade mais colorida em um dos países mais vibrantes do mundo.

  • Havana

    As cores vibrantes de Havana têm sido documentadas desde o século 16. Ainda que as cores tenham desbotado um pouco, continuam a brilhar.

  • Jaipur

    Em 1876, a cidade de Jaipur, na Índia, foi pintada inteiramente de cor de rosa para receber Edward, príncipe do País de Gales. Permaneceu assim desde então, como aquele bairro que deixa as árvores de Natal montadas durante o ano todo.

  • Moscou

    Moscou é o lar de um dos mais icônicos e coloridos prédios do mundo: a Catedral de São Basílio. As cores fantásticas da catedral – representando as descrições bíblicas da Cidade Celestial – são espelhadas por toda a cidade.

  • Valparaíso

    Outro patrimônio mundial da Unesco, a cidade de Valparaiso, no Chile, brilha tanto que ganhou o apelido de “a joia do Pacífico.”

  • Bo-Kaap

    O bairro de Bo-Kaap, na Cidade do Cabo, África do Sul, é famoso por seus prédios coloridos e por uma grande população muçulmana. As paredes em cores vibrantes são uma aquisição nova, talvez produto do otimismo da “nação arco íris” ou, simplesmente, da necessidade de optar por tintas mais baratas.

  • Lisboa

    Lisboa, em Portugal, está no meio das influências moura e europeia, e suas cores refletem isso. Dos bondes cobertos com arte de rua aos ladrilhos de azulejo únicos, não há escassez de cores nessa cidade vibrante.

La Boca

Muitos dos imigrantes que foram para o bairro de La Boca, em Buenos Aires, na Argentina, eram de Gênova, cidade italiana, e trouxeram um costume particular com eles: pintar a parte de fora de suas casas com restos de tinta do estaleiro. As casas em La Boca não só foram pintadas com restos de tinta, mas construídas com restos de metal do mesmo lugar.

Comentários
Topo