Fotos

Como Siri, Google Now e Cortana preveem o que você quer

Google, Apple e Microsoft têm agentes que funcionam como assistentes pessoais. Mas a precisão com a qual o Google Now, a Apple Siri e o Microsoft Cortana podem prever suas necessidades depende de quanto você quer dividir, quanto você se dedica a plataformas particulares nas quais você quer estar e, em alguns casos, quão ativamente você ajuda essas previsões a acontecerem.

VEJA TAMBÉM: 39 novas ferramentas do novo Apple iOS 9 e como usá-las

O propósito desses aplicativos é ajudar, de maneira genérica. O aspecto de previsão é uma parte disso e visa ajudar antes mesmo de o usuário saber que precisa de ajuda. Para entender como funciona, segue um exemplo: o Google Now pode alertar quando o usuário deveria sair de casa ou do hotel para o aeroporto a tempo de pegar seu voo. Para que isso aconteça, o Google Now precisa entender que o usuário tem um voo reservado, qual é o aeroporto e qual é a localização atual. Com permissão prévia, os assistentes busca informações em várias fontes.

Descobrir como esses agentes funcionam é um desafio. Todas as empresas têm páginas que os descrevem, mas essas páginas são geralmente focadas no que eles podem fazer, e não em como o fazem. A informação sobre como funciona vem, mais frequentemente, em documentações dos desenvolvedores ou em entrevistas à imprensa, eventos e declarações.

MAIS: O que esperar da nova geração da Apple TV

Veja na galeria de fotos como esses assistentes pessoais podem prever o que a gente quer:

  • E-mail

    O e-mail é uma fonte fantástica para que um assistente pessoal descubra o que o usuário precisa. Entre os assistentes, o Google Now é o que usa este recurso com mais eficiência. Se você tem uma conta no Gmail, o Now irá, automaticamente, escanear o conteúdo através da nuvem e, assim, detectar coisas como voos e códigos de rastreamento de encomendas, com o objetivo de fornecer previsões sem que você precise dar informações.

    O Cortana também usa o e-mail, mas de uma forma mais limitada do que o Google. Ele apenas lê as mensagens que estão no aplicativo Mail de dispisitivos Windows. Se você tiver um e-mail no navegador antes de ele ser baixado para o aplicativo, o Cortana perde a informação.

    A Siri também usa os e-mails em seu dispositivo para ajudar com sugestões. Por exemplo, se encontrar um convite no seu e-mail, ele será adicionado ao calendário do seu dispositivo e, então, usado para gerar lembretes que podem levar em conta as condições do trânsito. Se você receber uma ligação de alguém que não está nos seus contatos, mas sobre quem você tenha informações no seu e-mail – como, por exemplo, o número do telefone -, essas informações podem ser utilizadas para identificar a chamada.

  • Busca

    O que você busca é outra fonte importante para assistentes digitais. Regularmente, o Google Now sugere conteúdos pelos quais você pode se interessar, tendo como base seu histórico de buscas, com suas buscas no Google como fonte. O Cortana faz a mesma coisa, mas usa apenas seu histórico de buscas no Bing. O siri, por sua vez, não usa esse recurso, o que significa que terá recomendações mais limitadas. Porém, isso pode ser bom para os que se precupam com privacidade.

  • Navegação

    As páginas pelas quais você navega na Internet podem ser uma fonte útil para as previsões. O Google Now olha seu histórico de navegação no Chrome, desde que você esteja logado. O Cortana também usa seu histórico, mas apenas do Edge. A Siri, por sua vez, não consulta seu histórico de navegação.

  • Calendário

    Uma das fontes mais antigas é o conteúdo de seu calendário. O Google Now olha para qualquer coisa que esteja lá, independente da procedência. Em outras palavras, se você inserir um calendário externo no Google Calendar, todos esses eventos serão utilizados. O Cortana também olha para qualquer coisa que esteja no seu aplicativo Windows Calendar, mesmo que os eventos tenham sido baixados de outros provedores. No entanto, isso só vale para o que está dentro do aplicativo Windows Calendar, o que significa que, se você usa o Cortana no Android, eventos de outros programas de calendário serão perdidos. Siri, como o Cortana, usa qualquer coisa que esteja no aplicativo de calendário.

  • Localização

    Uma das fontes mais poderosas para previsões é a sua localização. Essa ferramenta é utilizada, por exemplo, para entender onde você trabalha, vive ou viaja, com o objetivo de fazer sugestões relacionadas a esses lugares.

    O Google Now entende sua localização com base no em onde você está quando usa aplicativos do Google ou dispositivos. Usar o Chrome em um computador logado no Google e usar o aplicativo de busca do Google em um dispositivo iOS enviarão a sua localização, por exemplo. Como o Google, o Cortana obtém sua localização de formas variadas. Usar o Cortana, por si só, mostra a sua localização, e usar outro produto Microsoft estando logado também. A Siri usa apenas o histório de localização do seu dispositivo. Se você levar seu celular a muitos lugares, Siri entende e usa esse histórico de localização para sugerir coisas.

  • Aplicativos

    Google Now usa informações de aplicativos de terceiros para ajudar a formar suas sugestões. Siri tentará prever os aplicativos que você usa em seu celular. O exemplo mais citado é que, se você plugar um fone de ouvido, surgirá a sugestão de ouvir o que você ouviu pela última vez, como músicas no Apple Music ou em um podcast. O Cortana não usa essa ferramenta.

E-mail

O e-mail é uma fonte fantástica para que um assistente pessoal descubra o que o usuário precisa. Entre os assistentes, o Google Now é o que usa este recurso com mais eficiência. Se você tem uma conta no Gmail, o Now irá, automaticamente, escanear o conteúdo através da nuvem e, assim, detectar coisas como voos e códigos de rastreamento de encomendas, com o objetivo de fornecer previsões sem que você precise dar informações.

O Cortana também usa o e-mail, mas de uma forma mais limitada do que o Google. Ele apenas lê as mensagens que estão no aplicativo Mail de dispisitivos Windows. Se você tiver um e-mail no navegador antes de ele ser baixado para o aplicativo, o Cortana perde a informação.

A Siri também usa os e-mails em seu dispositivo para ajudar com sugestões. Por exemplo, se encontrar um convite no seu e-mail, ele será adicionado ao calendário do seu dispositivo e, então, usado para gerar lembretes que podem levar em conta as condições do trânsito. Se você receber uma ligação de alguém que não está nos seus contatos, mas sobre quem você tenha informações no seu e-mail – como, por exemplo, o número do telefone -, essas informações podem ser utilizadas para identificar a chamada.

Comentários
Topo