Fotos

Mansão de luxo subterrânea na Inglaterra tem até escorregador

Casas subterrâneas podem ser uma alternativa à crescente falta de espaço. Pelo menos é o que as empresas de desenvolvimento de propriedades de luxo NC Homes e Huntsmere, do Reino Unido, estão propondo. Chamada Perdu, a casa de 400 m² é uma luxuosa mansão localizada no subsolo de uma residência vitoriana do século 19.

VEJA TAMBÉM: Mansão na Califórnia tem uma das maiores piscinas residenciais do mundo

Com foco ambiental e sustentável, a equipe de arquitetura e design não economizou em luxo e conforto na hora de projetar a propriedade. Um exemplo disso é a preocupação com a luz natural. Tudo isso por estimados US$ 3,7 milhões. Veja mais detalhes da Perdu:

  • A equipe arquitetônica ganhou pontos no quesito ambiental e sustentável. O projeto possui fontes de energia renováveis que fazem com que o consumo da casa seja quase nulo.

  • Entre as fontes de energia estão o aproveitamento de águas pluviais, sistema de troca de calor e aquecimento de água a partir de tubos e painéis solares e sistema sofisticado de iluminação com lâmpadas de baixa voltagem que reduzem o consumo de eletricidade em 80%.

  • Com uma casa subterrânea, há a preocupação com luz natural. Por isso, o design circular possui um átrio central, onde há uma abóbada que permite a entrada de luz.

  • Com o propósito de ser escondida em baixo da paisagem de um belo jardim inglês, a luxuosa casa subterrânea é um projeto que já ganhou prêmios na Europa.

  • A moradia eco-friendly tem cozinha, área de estar, três suítes, sala de jantar, jacuzzi, bar, vestiário e academia.

  • A melhor parte, no entanto, é o escorregador de alumínio que leva até a piscina no andar inferior. Além disso, há uma cascata que alimenta a piscina e renova sua água. A jacuzzi se encontra no pé do átrio.

  • Com o valor em torno de US$ 3,7 milhões (algo como R$ 14,5 milhões atualmente), Perdu certamente é única em termos de residência de baixo impacto e auto-aquecimento subterrânea.

A equipe arquitetônica ganhou pontos no quesito ambiental e sustentável. O projeto possui fontes de energia renováveis que fazem com que o consumo da casa seja quase nulo.

Comentários
Topo