Fotos

3 passos para vender qualquer coisa para qualquer um

“Propaganda é a alma do negócio”, diz o ditado. Faz sentido. Até os produtos mais necessários e atraentes precisam de estratégias que os levem à popularidade.

VEJA TAMBÉM: Como comprar uma casa e um carro em cinco anos, segundo o maior bilionário de Hong Kong

Não basta saber produzir, tem que saber convencer! Para vender é necessário mostrar as pessoas o valor do que você está oferecendo. O intuito é fazer com que seu público alvo pense: “Ei, ela está certa. Eu preciso disso!”.

E MAIS: Saber contar histórias é o segredo para conseguir um emprego

Saber o que você representa e como criar conexões duradouras com seus clientes são aspectos fundamentais para obter um bom retorno do mercado. Veja na galeria de fotos três passos para vender qualquer coisa para qualquer um:

  • Conheça seu produto

    Se você quer que alguém acredite no seu produto, você tem de acreditar antes. Conheça o que você vende por dentro e por fora, reconheça as suas vantagens e desvantagens.

    Mas, além de saber o que é seu produto, é necessário entender o que ele representa: eficiência, conforto, liberdade ou confiança. Essa é a chave para torna-lo atraente. E antes de comercializa-lo selecione o público alvo e saiba ouvi-lo.

    De acordo com Andy Jensen, diretor de marketing da empresa de software para odontologia Curve Dental: “nunca se esqueça de perguntar a seus clientes por que eles compraram seu produto e o que é importante para eles. Como comerciantes, podemos achar que sabemos o que atrai o cliente, mas, muitas vezes, o que eu pensei que o cliente queria era muito diferente do que ele realmente queria”.

  • Compreenda seu cliente

    Procure se conectar com seus clientes e com suas necessidades. Pergunte os problemas deles e pense em como eles podem ser resolvidos.

    Além disso, é necessário um trabalho de pesquisa envolvendo seu público alvo, seja na sua interação face-a-face com eles ou com uma ampla pesquisa de mercado.

    De acordo o coach Cliff Ennico, “seus clientes não ficarão ofendidos com uma aproximação um pouco mais pessoal, eles acharão que você se importa e ficarão lisonjeados e sentirão confortáveis para comprar seu produto”.

  • Pense no mercado de amanhã

    Os comerciantes mais bem sucedidos não estão apenas fazer um dinheirinho rápido, eles estão criando relacionamentos com seus clientes e estabelecendo uma marca duradoura.

    Como Josh Moody, presidente de uma empresa de classificações para processadores de cartão de crédito, disse uma vez em uma apresentação para os pequenos empresários, você precisa representar os melhores interesses de seus clientes, sejam eles quais forem: “Como proprietário de um negócio você não está no negócio de venda, você está no negócio de servir. Seu trabalho é identificar as necessidades do seu cliente.”

Conheça seu produto

Se você quer que alguém acredite no seu produto, você tem de acreditar antes. Conheça o que você vende por dentro e por fora, reconheça as suas vantagens e desvantagens.

Mas, além de saber o que é seu produto, é necessário entender o que ele representa: eficiência, conforto, liberdade ou confiança. Essa é a chave para torna-lo atraente. E antes de comercializa-lo selecione o público alvo e saiba ouvi-lo.

De acordo com Andy Jensen, diretor de marketing da empresa de software para odontologia Curve Dental: “nunca se esqueça de perguntar a seus clientes por que eles compraram seu produto e o que é importante para eles. Como comerciantes, podemos achar que sabemos o que atrai o cliente, mas, muitas vezes, o que eu pensei que o cliente queria era muito diferente do que ele realmente queria”.

Comentários
Topo