Fotos

Conheça The Interlace, em Cingapura: eleito o melhor edifício de 2015

Uma construção em Cingapura recebeu o prêmio de Melhor Edifício de 2015 pela da Festival Mundial de Arquitetura. (WAF, na sigla em inglês). The Interlace, um empreendimento residencial criado pela OMA, construtora de origem alemã fica ao sul da cidade-estado, em uma grande área verde.

LEIA MAIS: Paris terá o primeiro hotel flutuante

Com o propósito de reivindicar noções tradicionais da arquitetura, a construção tem 170.000 m² de área bruta. Por meio de formatos hexagonais, apartamentos são interligados ao ambiente natural no qual todo o complexo é inserido. Buro Ole Scheeren e Erin Chang, responsáveis pelo projeto, queriam manter o conceito de uma aldeia. “O Interlace oferece diversas oportunidades para conectividade social, uma verdadeira comunidade. A natureza tem forte presença e o espaço é bastante generoso”, disseram.

VEJA TAMBÉM: 10 cidades para usar e abusar do Instagram

Saiba mais sobre o Interlace na galeria de fotos:

  • The Interlace

    Projetado em 2013, o Interlace está localizado em um terreno elevado de oito hectares, delimitado pelas vias Alexandra e Ayer Rajah, em meio a uma área verde no sudoeste de Cingapura. Com cerca de 170.000 m² de área bruta, o empreendimento oferecerá 1.040 unidades de apartamentos com tamanhos variados e extensos espaços ao ar livre.

  • Moderno, porém próximo à natureza

    O projeto tem esforço máximo para total uso do terreno e garantia de forte presença da natureza por meio dos jardins e extensos espaços abertos. No térreo, a circulação de veículos é mínima, mas liberada entre as grandes áreas verdes. Recursos de sustentabilidade ambiental são fortíssimos e aproveitam do sol, do vento e as condições microclimáticas que integram estratégias de energia passiva de baixo impacto. “O planejamento foi também baseado em torno dos fatores climáticos que a localização fornece”, explica Scheeren.

  • Ao todo, 31 blocos de apartamentos, cada um com seis pavimentos de altura e idênticos em comprimento. A fim de formar áreas abertas, são arranjados e empilhados de forma hexagonal, o que proporciona um espaço semelhante a uma vila, com jardins, cascatas, terraços privados e públicos.

  • Privacidade e individualidade coletiva

    Para manter a privacidade das unidades de apartamentos individuais, há um espaço generoso entre os blocos de construção e vistas de longo alcance. O projeto também dispõe de espaços comuns para a atividades compartilhadas. As comodidades residenciais e instalações estão entrelaçadas com a vegetação exuberante e oferecem oportunidades para a interação social, lazer e recreação.

  • Supre necessidades contemporâneas
    Segunso Scheeren, “o projeto aborta questões de espaço compartilhado e as necessidades sociais numa sociedade contemporânea e, simultaneamente, responde a questões de um viver coletivo e individual, oferecendo uma multiplicidade de espaços interiores / exteriores específicas ao contexto tropical.”

  • Significado

    O nome, The Interlace, reforça a interconectividade da comunidade com o meio natural envolvente. Considera-se que Ole Scheeren tenha criado um novo marco para Singapura.

  • Marcante

    Um dos jurados mais bem conceituados do prêmio de arquitetura mundial, Professor Sin Peter Cook explicou que “A escolha não é fácil, são muitos empreendimentos e todos de alto nível. A diferença é saber olhar para um deles e ter certeza que será lembrado daqui a dois anos. É um divisor de águas”.

The Interlace

Projetado em 2013, o Interlace está localizado em um terreno elevado de oito hectares, delimitado pelas vias Alexandra e Ayer Rajah, em meio a uma área verde no sudoeste de Cingapura. Com cerca de 170.000 m² de área bruta, o empreendimento oferecerá 1.040 unidades de apartamentos com tamanhos variados e extensos espaços ao ar livre.

Comentários
Topo