Fotos

De traficante a magnata: a trajetória de Jay Z

Jay Z completa 46 anos nesta sexta-feira (4). Mais doq ue um dos maiores rappers e produtores do cenário mundial, ele é conhecido por ter conquistado o sucesso ao criar suas próprias oportunidades.

RANKING: 10 rappers mais bem pagos de 2015

Não são todos que sabem, mas ele deixou de ser um traficante de drogas em um beco no Brooklyn, Nova York, quando adolescente para transformar-se num magnata dos negócios. Veja, na galeria de fotos, os seus principais empreendimentos:

  • Homem de negócios

    Além da música, o portfólio de negócios de Jay Z é diversificado e inclui a boate The 40/40 Club, a empresa de bebidas Armadale Vodka, a empresa de entretenimento Roc Nation e uma parceria com a loja de departamento de luxo Barneys New York.

  • Armand de Brignac

    Sua marca de champanhe, a Armand de Brignac, lançou, em julho deste ano, uma versão luxo batizada de Blanc de Noirs. Com a bebida feita inteiramente de uvas Pinot Noir, a garrafa deve ser vendida entre US$ 930 (R$ 2.900) e US$ 1.092 (R$ 3.400), mais do que o dobro do champanhe mais caro da marca, o Rosé, que custa cerca de US$ 468.

  • Passado

    Antes de ser um rapper ou homem de negócios de sucesso, Jay Z era Shawn Carter, um traficante nas ruas do Brooklyn, em Nova York. Segundo ele, vender drogas o ensinou a lidar com negócios. “Em algum momento, você tem que ter uma rota de saída, porque a sua janela é muito pequena”, disse à revista Vanity Fair. “Você será preso ou será morto.”

  • Passado

    “Houve muita coisa que eu vivi nas ruas que me ajudaram na indústria da música”, disse o rapper à publicação. “Eu sabia exatamente quais tipos de pessoas não ter por perto.”

  • Roc-A-Fella Records

    Jay Z cria as suas próprias oportunidades. Em meados da década de 1990, ele não conseguia arranjar um contrato com uma gravadora, então, junto com Damon Dash, deu início a sua própria marca, a Roc-A-Fella Records. “Ou eu desistia ou criava a minha própria empresa”, disse a FORBES.

  • Inspiração

    Quando era pequeno, a inspiração de Jay Z eram os atletas profissionais. “Eles foram os nossos primeiros heróis. Vieram de onde nós viemos”, disse o rapper à revista Men’s Health. Agora a sua agência esportiva, a Roc Nation Sports, representa vários atletas de sucesso, como Kevin Durant e Dez Bryant.

  • Rocawear

    Jay Z entrou no mundo da moda em 1999, quando, em parceria com o seu sócio Damon Dash, fundou a Rocawear, que mais tarde, em 2007, foi vendida ao grupo Iconix Brand por US$ 204 milhões.

  • Tidal

    Quando Jay Z lançou o serviço pago de streaming Tidal, em março de 2015, vários artistas famosos entraram como acionistas, entre eles sua espoa Beyoncé, Rihanna, Kanye West, Jack White, Arcade Fire, Usher, Nicki Minaj, Coldplay, Alicia Keys, Calvin Harris, Daft Punk, deadmau5, Jason Aldean, J. Cole e Madonna.

  • Dinheiro não é problema

    Jay Z foi eleito o 2º rapper mais bem pago de 2015. Seus ganhos, somente neste ano, são estimados em US$ 56 milhões – número impulsionado pela lucrativa turnê realizada com Beyoncé, assim como pelos negócios da Roc Nation e pelas vendas do seu champanhe Armand de Brignac.

  • Ele é o negócio

    Como ele canta em “Diamonds From Sierra Leone”, com Kanye West: “Eu não sou um cara de negócios, eu sou um negócio, cara! (I’m not a businessman, I’m a business, man!)”.

Homem de negócios

Além da música, o portfólio de negócios de Jay Z é diversificado e inclui a boate The 40/40 Club, a empresa de bebidas Armadale Vodka, a empresa de entretenimento Roc Nation e uma parceria com a loja de departamento de luxo Barneys New York.

Comentários
Topo