Fotos

Dubai terá quadras de tênis subaquáticas por US$ 2,5 bilhões

Dubai parece estar bastante aberta à inovações do mundo do esporte, especialmente, do tênis. Em 2005 foi construída a quadra de tênis mais alta do mundo à 304,8 metros de altura no topo do Burj al Arab Hotel. E agora, a cidade poderá ganhar a primeira quadra de tênis subaquática do mundo. O custo pode variar de US$ 1,7 bilhão a US$ 2,5 bilhões.

Veja também:12 tenistas mais bem pagos do mundo em 2015

O complexo foi proposto no início deste ano pelo arquiteto polonês Krystztof Kotala, o projeto vai abrigar sete quadras cada uma com telhado de corais dando a ilusão de pequenas ilhas naturais.

Embora a ideia nova tenha atraido o interesse dos fãs do esporte, ela também levantou muitas preocupações técnicas para engenheiros e desenvolvedores. Sara Fray, Diretora de Serviço de Engenharia e Técnica da Instituição de Engenheiros Estruturais de Londres, apontou que o teto transparente pesaria “possivelmente cem toneladas”.

Além da preocupação em caso de fulga, Fray também observou que com o complexo precisaria de uma estrutura que pudesse resistir a terremotos e tsunamis. Ela ainda questionou se os tenistas conseguiriam jogar, já que seria difícil controlar a refração da luz.

Tirando todas as questões técnicas o desenvolvimento do projeto é extremamente caro. O arquiteto acredita que o projeto é uma “combinação de ecologia, tecnologia e esporte” com forte potencial comercial.

Saiba mais: Novo Richard Mille de Rafael Nadal custa US$ 800 mil

Veja na galeria mais detalhes sobre o projeto de construção das quadras de tênis subaquáticas:

  • Construção

    A maior preocupação do arquiteto é saber se a quadra poderá ser construída até a Expo 2020 que acontecerá em Dubai.

  • Sete quadras

    Projeto vai abrigar sete quadras cada uma com telhado de corais dando a ilusão de pequenas ilhas naturais.

  • Investimentos

    Desde maio não houveram interessados. No entanto, existem conversas com potenciais investidores norte-americanos.

Construção

A maior preocupação do arquiteto é saber se a quadra poderá ser construída até a Expo 2020 que acontecerá em Dubai.

Comentários
Topo