Fotos

Por dentro de uma das competições de golfe mais exclusivas do planeta

A região de Golden Isles fica bem no meio do caminho das cidades de Jacksonville, na Flórida, e Savannah, na Geórgia. Ela é formada pelas ilhas St. Simons, Jekyll, Little St. Simons e Sea Island, além da cidade de Brunswick, a única continental. St. Simons é a maior do arquipélago, mas Sea Island tem a fama de ser a mais luxuosa. Ela é endereço dos resorts The Cloister e The Lodge, do restaurante Georgian Room e do The Spa, todos membros do renomado Guia de Viagens FORBES há sete anos consecutivos.


VEJA TAMBÉM: 10 países mais visitados por turistas de luxo

É lá que aconteceu um dos eventos de golfe mais exclusivos do mundo. Veja na galeria de fotos mais detalhes sobre a competição e os fantásticos resorts:

  • A partir do dia 27 de agosto, o 1º Necker Open Pro-Am Golf é aberto para jogadores amadores de todos os níveis. Os participantes terão a oportunidade de competir com verdadeiras lendas do esporte. Um dos convidados é Greg Norman, conhecido como The Shark. Entre os anos 1980 e 1990, o australiano figurou durante 331 semanas em primeiro lugar no ranking mundial de golfe. Ele tem no currículo 85 vitórias em importantes torneios, incluindo as edições de 1986 e 1993 do The Open Championship. A participação de outras três personalidades ligadas ao golfe será anunciada pelos organizadores em breve.

  • O Sea Island Golf Club oferece três campos de golfe com 18 buracos cada. Os inscritos jogaram nove buracos com cada um dos quatro famosos convidados. O campo Seaside abriga o The McGladrey Classic, torneio do PGA Tour. Ele foi projetado no estilo do Old Course de St. Andrews, na Escócia: poucas árvores, vegetação rasteira e alta exposição à ação dos ventos. Criado em 1929 pelos arquitetos Charles Alison e Harry Cold, o Seaside recebeu uma reforma em 1999 coordenada por Tom Fazio, um dos mais aclamados designers de campos de golfe no mundo. A ilha conta ainda com o campo Plantation, cujo trajeto se desenrola em meio a árvores de carvalho e cedro, e o Retreat, que apresenta uma combinação desafiadora de declives e ondulações.

  • Na primeira noite em Sea Island, os convidados participaram de um jantar beneficente com leilão. Parte dos lucros do Necker Open e 100% do total arrecadado no leilão serão doa­dos para instituições de caridade. Após duas noites em Sea Island, os convidados pegaram um jato particular para Necker Island, a propriedade do empresário Richard Branson nas Ilhas Virgens Britânicas, onde ficarão por três noites e quatro dias. E, é claro, o dono da ilha vai estar lá. O hiperativo empresário recepcionou os convidados e promete interagir com eles em diversas atividades como stand up paddle, vela, snorkeling e tênis. Também está na programação a prática de kite boarding, uma espécie de surf com pipa, o esporte aquático favorito de Branson. Quem quis continuar no golfe pôde treinar seu swing no Necker 9, uma surpresa com nove “divertidos” desafios ao redor da propriedade que está sendo preparada, dizem os organizadores.

  • Mas a aventura na ilha do megaempresário não acabou em 1º de setembro, data do término do Necker Open. Quem quiser pode retornar às Ilhas Virgens Britânicas em 28 de novembro para o Necker Cup 2015, outra exclusivíssima competição, só que de tênis. Assim como o campeonato de golfe, o Necker Cup é organizado pela empresa Premier Tennis. Em suas três edições, o evento conseguiu arrecadar mais de US$ 2,5 milhões para causas beneficentes e contou com a participação de diversas estrelas do tênis, como Rafael Nadal e Novak Djokovic.

  • Neste ano, 16 tenistas (que estão ou já estiveram nos rankings da ATP e da WTA) participaram da competição com amadores. As equipes são formadas por um profissional e até dois entusiastas. “Se houver um jogador amador que participou dos últimos três campeonatos, ele terá preferência na hora de escolher o profissional para sua equipe”, diz Trevor Short, CEO da Premier Tennis. Nomes e importantes de ex-tenistas como Boris Becker, Kim Cljisters, Tracy Austin, Marion Bartoli, Brad Gilbert e David Nalbandian participaram do evento que terminou no dia 3 de dezembro.

  • Fã de tênis, Branson construiu na ilha duas quadras de grama sintética. Mas o assunto por lá não se resumirá ao esporte. Assim como na programação preparada para os golfistas, os tenistas tiveram a companhia do empresário inglês em festas e atividades esportivas aquáticas. E a temperatura promete ajudar. A máxima na ilha chega a 35 graus, e de setembro a dezembro o clima é mais úmido do que no restante do ano, tornando-se mais agradável. Branson comprou Necker Island em 1978 e a transformou em um destino de luxo seis anos depois. Na principal acomodação do resort, a villa Great House, existem nove quartos. Decorada no estilo balinês, a casa proporciona vista panorâmica para o Mar do Caribe, as ilhas vizinhas e o Oceano Atlântico. Também há algumas Bali Houses, que acomodam um casal cada, espalhadas pela ilha, sendo que algumas delas foram construídas sobre penhascos para maximizar a vista do mar.

  • Com natureza exuberante, a ilha é habitada por diversos animais ameaçados de extinção para os quais Branson desenvolveu programas de proteção. A propriedade abriga, por exemplo, 60 lêmures de Madagáscar, de seis espécies diferentes. O resort também mantém um programa de reprodução de flamingos. Há, ainda, nove tartarugas-gigantes do atol de Aldabra e várias iguanas que podem chegar a quase 2 metros de comprimento.

  • Quanto custa?

    O pacote para duas pessoas para Necker Cup, o torneio de tênis, sai por US$ 110.000, mas não inclui passagem aérea. Já para a competição de golfe, a Necker Open, o pacote, também para duas pessoas, custa US$ 90.000 e inclui os voos para Sea Island e Necker Island. “Temos pacotes unitários e personalizados para qualquer um dos dois eventos”, afirma Trevor Short, da Premier Tennis. Para mais informações acesse: neckercup.com e neckeropen.com.

A partir do dia 27 de agosto, o 1º Necker Open Pro-Am Golf é aberto para jogadores amadores de todos os níveis. Os participantes terão a oportunidade de competir com verdadeiras lendas do esporte. Um dos convidados é Greg Norman, conhecido como The Shark. Entre os anos 1980 e 1990, o australiano figurou durante 331 semanas em primeiro lugar no ranking mundial de golfe. Ele tem no currículo 85 vitórias em importantes torneios, incluindo as edições de 1986 e 1993 do The Open Championship. A participação de outras três personalidades ligadas ao golfe será anunciada pelos organizadores em breve.

Comentários
Topo