3 fatos sobre o mundo ficar cada vez mais rico

O economista Angus Maddison passou a vida tentando estimar a renda média da maioria dos países ao longo da maior parte da história da humanidade. Todos os números são convertidos para moedas modernas e corrigidos segundo a inflação do período, o que permite comparar as nações ao longo do tempo. Além disso, os números são ajustados para os diferentes preços dos produtos nos países, para haver paridade no poder de compra.

RANKING: 15 países com o maior número de milionários

Os resultados são surpreendentes. Veja na galeria de fotos:

  • Passado bem mais pobre

    Chama a atenção o quão pobre foi o nosso passado. Em 1600, a renda média na Inglaterra era de US$ 1.000 ao ano. Isso equivale a pouco mais de 1,5 vez a média do país mais pobre da atualidade. A China se encontrava neste nível em 1978. Hoje em dia, por exemplo, o padrão de vida dos Estados Unidos é cerca de 50 vezes maior do que o padrão da Inglaterra de 1600 ou da China de 1978.

  • Nunca a renda média foi menor do que US$ 600 por muito tempo

    Os padrões de vida históricos nunca permaneceram menores do que US$ 600 ao ano por muito tempo. Se ficassem, seriam padrões de morte, não de vida. As pessoas simplesmente não sobrevivem com menos do que isso, pois as economias são de subsistência: um pouco mais de riqueza significa mais comida, que significa mais crianças vivas. Ou seja, o resultado de qualquer avanço tecnológico é haver mais pessoas no mesmo padrão de vida do que algumas décadas antes.

  • EUA 90 vezes mais ricos

    Do ponto de vista de padrões históricos e de padrões de uma grande parte do mundo atual, todos os norte-americanos são muito mais ricos do que todos os nossos antepassados, exceto uma ínfima minoria muito privilegiada.

    Se forem, por exemplo, considerados os ganhos médios em cada país do mundo para uma comparação entre o país mais pobre da atualidade, a República Centro-Africana, e o mais rico, os Estados Unidos, o resultado será o de que o norte-americano médio é 90 vezes mais rico do que o centrafricano médio.

Passado bem mais pobre

Chama a atenção o quão pobre foi o nosso passado. Em 1600, a renda média na Inglaterra era de US$ 1.000 ao ano. Isso equivale a pouco mais de 1,5 vez a média do país mais pobre da atualidade. A China se encontrava neste nível em 1978. Hoje em dia, por exemplo, o padrão de vida dos Estados Unidos é cerca de 50 vezes maior do que o padrão da Inglaterra de 1600 ou da China de 1978.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).