Fotos

Conheça o luxuoso The World, maior navio residencial privado do mundo

Viajar o mundo e conhecer novas culturas sem perder o luxo e o conforto de estar em casa. Esta é a ideia por trás do The World, maior navio residencial privado do mundo. A embarcação, que navega continuamente e dá a volta ao mundo a cada dois ou três anos, permite que interessados comprem apartamentos e, assim, tenham uma casa em um cruzeiro de luxo. O itinerário do navio é decidido todos os anos pelos proprietários das 165 residências, que vêm de 19 países diferentes.

VEJA TAMBÉM: 10 melhores aventuras para fazer em 2016

A jornada de 2016 já começou. Entre os dias 6 e 27 de fevereiro, o navio estará no Brasil, onde os residentes e hóspedes conhecerão o Rio de Janeiro, Paraty, Búzios, Salvador, Recife e Fortaleza. Antes de passar por aqui, a expedição já foi a Antártica, Geórgia do Sul e Ilhas Malvinas e, depois, passará pelas Ilhas Canárias e Casablanca. Durante os meses da primavera e do verão, The World visitará 16 países europeus, seguirá pelo Canal de Suez e por destinos no Oriente Médio, Índia, Maldivas, Malásia e Bornéu, e terminará o ano na Austrália. Ao todo, a jornada de 2016 levará os residentes a 104 portos ao redor do mundo ao longo de 39.000 milhas náuticas.

Veja mais detalhes da experiência na galeria de fotos:

  • Residências

    As residências vão de apartamentos studio a apartamentos de três quartos, além de uma cobertura de seis quartos que acomoda até 12 pessoas. Todas as residências já foram vendidas, porém 12 delas estão disponíveis para revenda. Os apartamentos studio mais baratos começam em US$ 1,2 milhão. Além do preço para adquirir a propriedade, há custos de residência anuais baseados na metragem dos apartamentos.

    As residências no navio funcionam, de fato, como qualquer casa. Os proprietários podem entrar e sair do navio quando quiserem – no entanto, a média é de três a quatro meses de estadia por ano. Além disso, é possível convidar pessoas para visitarem ou viajarem com eles em suas casas.

  • Programa de hóspedes

    Há, ainda, o programa de hóspedes, para que interessados em adquirir uma residência possam testar antes de tomar uma decisão. O acesso de hóspedes, no entanto, é muito limitado e requer convite. O período mínimo de estadia é de seis noites.

  • Jornadas por terra

    Ao longo das expedições, o navio oferece muitas jornadas por terra, que têm custo adicional. Entre as que acontecerão neste ano no Brasil estão uma viagem pela Amazônia, uma jornada de Buenos Aires ao Rio de Janeiro e visitas a Ouro Preto e Inhotim.

  • Vida no navio

    Dentro do navio, o estilo de vida é o mais exclusivo possível. O The World Spa & Wellness Center é um retiro de 650 m² para a mente, o corpo e a alma. Para comer, há quatro grandes restaurantes, além de uma seleção de lounges e bares para drinks. Outras instalações e serviços são galeria de arte, espaço para arte e artesanato, sala de jogos, floricultura, delivery gourmet, serviço de quarto, lavanderia, biblioteca, centro médico, espaço para festas, capela, centro de esportes, loja de roupas, concierge e serviço de recreação para crianças.

  • The World

    Desde o seu lançamento em 2002, o The World já passou por mais de 900 portos em mais de 140 países.

Residências

As residências vão de apartamentos studio a apartamentos de três quartos, além de uma cobertura de seis quartos que acomoda até 12 pessoas. Todas as residências já foram vendidas, porém 12 delas estão disponíveis para revenda. Os apartamentos studio mais baratos começam em US$ 1,2 milhão. Além do preço para adquirir a propriedade, há custos de residência anuais baseados na metragem dos apartamentos.

As residências no navio funcionam, de fato, como qualquer casa. Os proprietários podem entrar e sair do navio quando quiserem – no entanto, a média é de três a quatro meses de estadia por ano. Além disso, é possível convidar pessoas para visitarem ou viajarem com eles em suas casas.

Comentários
Topo