Fotos

Onde curtir a natureza com luxo na África

Savanas, praias, vinhedos e cachoeiras grandiosas. Uma viagem ao continente africano é sinônimo de natureza poderosa e aventura, sempre com muito conforto, exotismo, boa mesa e ótimos vinhos. Na África do Sul, o inverno é a melhor época para os safáris. Com o clima mais seco e a vegetação esparsa, é mais fácil avistar os animais selvagens, que se juntam perto das águas e das áreas verdes.

A Cidade do Cabo, uma das metrópoles mais lindas do mundo, convida a uma experiência repleta de programas outdoors, entre trilhas, praias, parques e vinícolas top. Já na Zâmbia, o espetáculo fica por conta das famosas cataratas de Victoria Falls.

Veja na galeria de fotos quatro hotéis incríveis compõem uma aventura africana memorável, a dois ou com a família:

  • The Royal Livingstone Hotel, Victoria Falls, Zâmbia

    Seu nome é uma homenagem a David Livingstone, o primeiro explorador que, em 1855, avistou as fabulosas cataratas formadas pelo Rio Zambezi e as batizou de Victoria Falls — tributo à sua rainha. A 40 minutos de voo de Johannesburgo, às margens do rio, com vista maravilhosa para as quedas, o hotel mescla a elegância vitoriana com elementos tribais. Entre os pontos altos, não perca o chá da tarde, servido às 15h, nem um drinque no deque no pôr do sol. Românticos podem agendar um jantar à luz de velas, debaixo das árvores. Sem falar nas atividades — são só 15 minutos a pé até as cachoeiras e é possível reservar desde safáris de elefante até passeios de barco, voos de helicóptero e massagens em tendas perto do rio.

  • Camp Jabulani, Hoedspruit, África do Sul

    Situado na reserva particular de Kapama, em Hoedspruit, próximo do Kruger National Park, Camp Jabulani é um pequeno lodge familiar que pertence à prestigiada rede Relais & Châteaux. Construído com materiais naturais, oferece só seis suítes e a Zindoga Villa, perfeita para famílias.

    À mesa, pratos da alta gastronomia com um twist sul-africano. Além dos passeios para avistar os famosos Big Five (elefante, rinoceronte, leão, leopardo e búfalo), o destaque da propriedade são os safáris de elefante e a interação com uma manada resgatada pelo Hoedspruit Endanged Species Center. Entre outras experiências imperdíveis, passeios de balão sobre a reserva e tratamentos de spa ao ar livre.

  • One & Only Cape Town, Cidade do Cabo, África do Sul

    Um resort urbano em Cape Town, uma das cidades das mais fascinantes do mundo. Muito bem localizado, na Victoria & Alfred Waterfront, com vista privilegiada para a Table Mountain, o One & Only tem estilo contemporâneo e quartos espaçosos decorados nos tons quentes da savana africana. Não perca um jantar no restaurante do chef Nobu Matushisa (o Nobu) e uma degustação de vinho vintage no Wine Loft. Também vale a pena provar os sabores locais do célebre chef Reuben Riffel. Para as crianças, o programa Kids Only organiza atividades especiais, incluindo storytelling e aulas de cozinha.

  • Sabi Sabi Game Reserve, Sabi Sand Game Reserve, África do Sul

    O destino é a Sabi Sand Reserve, na porção sudoeste do Kruger National Park, palco de inesquecíveis safáris e dos quatro lodges únicos da Sabi Sabi Private Game Reserve, que soma 35 anos de excelência. Entre eles, o premiado Earth Lodge reúne 13 suítes extremamente confortáveis, com piscina particular. O Selati Camp tem charme colonial e decoração inspirada nas ferrovias históricas. O Little Bush Camp, o mais novo, é intimista, com seis suítes. E o Bush Lodge é kids-friendly. Novidade neste lodge são as duas novas villas para famílias. Cada uma delas com duas suítes, sala de estar, biblioteca, banheiras com vista para a savana e piscina. Hóspedes têm à disposição um jipe privativo para os safáris e um spa da marca Amani.

The Royal Livingstone Hotel, Victoria Falls, Zâmbia

Seu nome é uma homenagem a David Livingstone, o primeiro explorador que, em 1855, avistou as fabulosas cataratas formadas pelo Rio Zambezi e as batizou de Victoria Falls — tributo à sua rainha. A 40 minutos de voo de Johannesburgo, às margens do rio, com vista maravilhosa para as quedas, o hotel mescla a elegância vitoriana com elementos tribais. Entre os pontos altos, não perca o chá da tarde, servido às 15h, nem um drinque no deque no pôr do sol. Românticos podem agendar um jantar à luz de velas, debaixo das árvores. Sem falar nas atividades — são só 15 minutos a pé até as cachoeiras e é possível reservar desde safáris de elefante até passeios de barco, voos de helicóptero e massagens em tendas perto do rio.

Comentários
Topo