Fotos

12 ingredientes para trabalhar mais feliz

Esqueça a lucratividade por um momento. Esqueça as vendas. Esqueça o prazo apertado, a última solicitação do cliente, o colega difícil, as demandas do novo projeto e centenas de outros assuntos urgentes que ocupam sua mente. Esqueça isso tudo e faça uma pergunta simples a você mesmo: você está feliz em seu trabalho?

Se a resposta a esta pergunta for sólida e positiva, todas as dificuldades do dia a dia valem a pena. Se a resposta for negativa, o sucesso em todas essas tarefas não importa muito, pois falha em alcançar o objetivo final do trabalho e da vida: aumentar a felicidade.

VEJA TAMBÉM: Como fazer seus colegas trabalharem melhor com você

“A maioria das pessoas do mundo, ao redor de muitos continentes e muitas culturas, diz que ser feliz é um de seus principais objetivos – por eles mesmos e, acima de tudo, por seus filhos. Além disso, a felicidade oferece muitas recompensas, não apenas para a pessoa feliz, mas também para sua família, seu ambiente de trabalho, sua comunidade, sua nação e a sociedade”, escreveu a professora de psicologia e especialista em felicidade Dr.ª Sonja Lyubomirsky em seu livro “A ciência da felicidade”.

“Trabalhar em como se tornar mais feliz, segundo a pesquisa, não apenas fará a pessoa se sentir feliz, mas também melhora sua energia, criatividade e sistema imunológico, propicia relacionamentos melhores, abastece a produtividade no trabalho e leva até a uma vida mais longa”, ela continuou. “A felicidade, na minha opinião, é o Santo Graal, ‘o significado e o propósito da vida’, como disse Aristóteles, ‘todo o objetivo e o fim da existência humana.’”

Que você deve buscar felicidade no trabalho parece evidente. Porém, ao longo da última década, um grupo de consultores tem vendido a executivos a ideia de que felicidade no trabalho é uma má estratégia de negócios. Eles não poderiam estar mais errados. Se você entrega a performance que a sua empresa precisa, você merece felicidade no trabalho, ou pelo menos líderes e gerentes que queiram o ver feliz. Assim, é justo que você procure por felicidade tão deliberadamente quanto seu chefe o cobra alta performance.

MAIS DICAS: Por que 60% dos seus colegas estão mentindo

Tudo isso deveria acontecer sem que você sinta culpa, porque, apesar de algumas pessoas insistirem que a felicidade dos funcionários é conflitante com a alta performance, os dois fatores trabalham lado a lado. A felicidade motiva o trabalho duro. Mas o que significa felicidade no trabalho? O que você deveria exigir de seu chefe? Veja na galeria de fotos 12 ingredientes para trabalhar mais feliz:

  • Ter um chefe compreensivo

    Felicidade é pessoal. Grandes empresas frequentemente caem na armadilha de tratar pessoas como coisas, como engrenagens em uma máquina. Esperam que as pessoas se moldem às demandas do trabalho em vez de extrair o melhor do que cada indivíduo traz à sua posição. A necessidade de individualização é a razão que toda pesquisa sobre engajamento mostra ao dizer que o gestor de uma pessoa é a chave de sua motivação. Se você tiver um ótimo chefe que o entenda, suas chances de ser feliz no trabalho são automaticamente mais altas.

  • Não ter medo

    Poucas emoções são mais corrosivas do que o medo. Executivos frequentemente não entendem quão prejudiciais demissões, punições a falhas inocentes e chefes de temperamento explosivo podem ser para a felicidade e produtividade dos funcionários. Empresas que permitem que seus empregados não tenham medo não podem prometer que não existirão problemas ou até surpresas ruins, mas fortalecem a confiança e os poderes dos funcionários para que eles não tenham muitas preocupações.

  • Pagamento não pode ser um problema

    As empresas não têm vergonha de perseguir seus próprios objetivos financeiros e pagar seus executivos mais altos generosamente para chegar lá. É apenas justo que sua empresa se preocupe com a trajetória financeira de seus funcionários tanto quanto espera que eles se preocupem com sua receita, sua lucratividade e o preço de suas ações. Receber um salário justo faz com que o pagamento não seja um problema, o que permite que você e seu chefe deixem isso de lado e se concentrem no trabalho.

  • Prosperar dentro e fora do trabalho

    Muitas pesquisas sobre eficiência de funcionários indicam que trabalhar mais do que 40 horas por semana é contraproducente – aumenta o espaço para erros e cria problemas que custarão produtividade a longo prazo. Ainda assim, muitas empresas insistem no trabalho até a madrugada ou durante os finais de semana. Se as demandas de seu emprego tornam impossível estabelecer limites para permitir que você se mantenha feliz e tenha uma vida fora do trabalho, seu relacionamento com a empresa está fora de sintonia.

  • Ter um chefe legal

    O que torna um ambiente de trabalho legal varia de uma pessoa para outra. Isso pode vir de trabalhar em projetos empolgantes, aprender com colegas brilhantes, escapar da rotina com tarefas criativas, um local onde a individualidade é valorizada, um CEO inspirador, espaços de trabalho estimulantes, ou até as festas que acontecem quando o trabalho acaba. O que qualifica um trabalho legal e motivador é pessoal, mas não há nada de errado em esperar algo bom do lugar onde você passa boa parte do seu tempo.

  • Ter líderes e gestores transparentes

    Se os funcionários escutam sempre que informações importantes sobre a empresa “não os dizem respeito”, dificilmente assumirão que os desafios da empresa são problemas seus. Os melhores líderes contam a seus funcionários tudo o que podem sobre o que aconteceu, o que eles planejam fazer e suas intenções por trás desses planos.

  • Ninguém tirar o significado de seu trabalho

    Há chances de que você veja significado no seu trabalho, seja porque é a área que você escolheu ou porque a empresa fez isso crescer em você. Poucas pessoas precisam que seus líderes expliquem porque seu trabalho importa. Porém, mesmo em campos com missões claras como segurança nacional, saúde ou justiça criminal, a falta de suporte, reconhecimento e tolerância de pessoas que agem no sentido contrário dos valores da empresa podem roubar o senso de sentido de seu trabalho.

  • Ter um emprego que ajude a enxergar seu futuro

    A empresa espera que você se preocupe com o futuro dela. Então, ela deveria se preocupar com o seu. Isso se tornou mais complicado hoje em dia, quando funcionários são mais dispensáveis. Os melhores gestores sentem-se confortáveis em fortalecer suas habilidades e seu currículo em preparação para outros empregos na mesma empresa ou em outro lugar.

  • Ter sucesso ampliado

    Se cometer um erro, você tem certeza que ouvirá algo em relação a isso. Porém, se for bem-sucedido em algo, você tem a mesma certeza de que alguém notará isso? Se a resposta for não, você tem, literalmente, um trabalho sem gratidão. Seu empregador deveria saber que não reconhecer o que você faz de melhor torna menos provável que aconteça de novo. Você deve saber que a falta de reconhecimento irá, eventualmente, diminuir sua motivação e prejudicar sua carreira. Se o local em que você está atualmente não reconhece suas conquistas, há certamente algum outro lugar que reconheceria.

  • Ser parte de um time unido

    Líderes que criam incentivos contrários ao trabalho em equipe reduzem a performance de seus funcionários. Eles também privam seus colaboradores de crescimento profissional, conquistas e a felicidade que ocorre quando as condições corretas para a colaboração estão estabelecidas.

  • Ter a chance de liderar

    Antigamente, ter um pouco de voz na administração do departamento (sentir que “sua opinião importa”) podia ser o suficiente para motivar os funcionários. Porém, hoje em dia são necessárias mais oportunidades de liderar. Se sua empresa não confia em você para decisões importantes e não permite que você ocasionalmente lidere algo, ou você precisa melhorar o que você entrega, ou você precisa de um emprego em algum lugar que o levará mais a sério.

  • Reciprocidade

    Uma das declarações mais poderosas que as pesquisas recentes têm ouvido de funcionários é a seguinte: “Eu acredito que posso conquistar mais na minha empresa atual do que poderia em algum outro lugar.” Isso diz muito sobre quão duro alguém trabalha e sobre seus planos de ficar ou sair. E porque não deveria? Seu chefe o contratou porque você era a melhor pessoa para o cargo. Se você é como a maioria dos trabalhadores, quanto mais a empresa o apoiar, mais você estará motivado para conquistar objetivos que beneficiam tanto a sua empresa quanto a sua carreira. Se isso não está acontecendo, o que você está esperando?

Ter um chefe compreensivo

Felicidade é pessoal. Grandes empresas frequentemente caem na armadilha de tratar pessoas como coisas, como engrenagens em uma máquina. Esperam que as pessoas se moldem às demandas do trabalho em vez de extrair o melhor do que cada indivíduo traz à sua posição. A necessidade de individualização é a razão que toda pesquisa sobre engajamento mostra ao dizer que o gestor de uma pessoa é a chave de sua motivação. Se você tiver um ótimo chefe que o entenda, suas chances de ser feliz no trabalho são automaticamente mais altas.

Comentários
Topo