6 maneiras de viver como Mark Zuckerberg

Mark Zuckerberg, cofundador e CEO do Facebook, e sua esposa, Dr. Priscilla Chan, estiveram nas manchetes no ano passado quando prometeram, em uma carta à sua filha Max, que iriam doar para a caridade, dizendo:

“Nós iremos doar 99% de nossas ações do Facebook – atualmente cerca de US$ 45 bilhões – durante nossas vidas para cumprir esta missão. Nós sabemos que essa é uma contribuição pequena comparada a todos os recursos e talentos daqueles que já trabalham nessas questões. Mas nós queremos fazer o que podemos, trabalhando lado a lado com muitos outros.”

LEIA TAMBÉM: Mark Zuckerberg passa Jeff Bezos e se torna o quinto mais rico do mundo

Essa grande doação não será um problema para o casal. Zuckerberg ocupa atualmente o primeiro lugar da lista da FORBES de empreendedores mais ricos dos Estados Unidos abaixo dos 40 anos, com um patrimônio líquido de US$ 46,8 bilhões. Ele ocupa a 16ª posição na lista dos bilionários e a 7ª na FORBES 400.

Obviamente, nem todos temos quantias como esta para doar para a caridade. Porém, você não precisa ser um bilionário – e nem um milionário – para maximizar os benefícios de suas doações.

Veja na galeria de fotos seis maneiras de viver como Zuckerberg:

  • Faça planos

    Com apenas 32 anos, Zuckerberg tem muito tempo para fazer doações para a caridade. Porém, mais do que pensar sobre doar para a caridade “algum dia”, ele está fazendo planos para doar agora: isso não significa que ele tem de realmente fazer isso agora. Inspirado pelo nascimento de sua filha, ele está desenvolvendo um plano: ele está considerando quanto quer doar, que tipo de coisa quer doar, o período de tempo desta doação e as organizações e missões de caridade que quer apoiar. Este é um bom conselho para qualquer um que esteja considerando fazer uma doação: fazer planos significa que seu dinheiro irá exatamente para onde você quer que ele vá.

  • Doe para organizações qualificadas

    Apenas doações para uma organização qualificada são dedutíveis dos impostos. Isso não significa que você precisa doar diretamente a uma organização puramente pública: doações a fundações privadas, fundos de caridade e outros veículos para doação – inclusive aqueles que você mesmo cria, como a Chan Zuckerberg Initiative – também podem ser dedutíveis (restrições e limitações podem ser aplicadas).

  • Doe ao longo do tempo

    Assim como Zuckerberg prometeu doar durante sua vida toda, você também pode. Não há uma regra que diga que você precisa colocar todos os seus reais em uma doação de uma vez só. Doar ao longo do tempo tem vantagens. Dependendo de seus ganhos, a sua capacidade de pedir dedução em um imposto específico pode ser limitada. Doar ao longo do tempo significa que você pode tirar total vantagem da dedução de impostos disponível, ao mesmo tempo em que não acaba com seus recursos em um ano em particular. Muitos empregadores oferecem a opção de deixar você doar regularmente utilizando dedução do salário. Além disso, muitas organizações oferecem opções para alongar sua doação, incluindo boletos mensais ou anuais. Você pode até planejar para doar na aposentadoria ou na morte.

  • Pense fora da caixa

    Zuckerbeg foi criticado por misturar negócios e caridade – mas ele está pensando fora da caixa. Você também pode. Você pode beneficiar uma causa e impulsionar seu negócio ao mesmo tempo ao comprar espaços de publicidade em livretos de angariação de fundos, patrocinar times locais e organizar eventos de caridade. Seja cuidadoso: dependendo do que você oferece e do benefício que receber em troca, você pode não ser capaz de pedir toda a dedução de impostos.

  • Tire vantagem de todos os incentivos fiscais disponíveis

    A maioria das pessoas que pagam impostos sabem que fazer uma doação à caridade qualificada pode resultar em uma dedução de impostos. Porém, muitos não conhecem todos os incentivos existentes.

  • Não tenha medo de reconhecimento

    Zuckerberg recebeu algumas críticas por seu compromisso público, mas ele tinha um ponto: fazer uma declaração sobre caridade pode inspirar os outros. E, para ser justo, ser reconhecido por sua doação pode fazer você se sentir ainda melhor. Há uma razão pela qual tantos doadores ricos fazem doações em vida: eles gostam de ver seus nomes em prédios de hospitais, por exemplo. Talvez você não tenha dinheiro o suficiente para isso, mas você pode receber uma menção em uma revista ou uma placa. Não tenha vergonha de receber reconhecimento. Sim, você deve doar por generosidade, mas isso não significa que você não possa receber gratidão.

Faça planos

Com apenas 32 anos, Zuckerberg tem muito tempo para fazer doações para a caridade. Porém, mais do que pensar sobre doar para a caridade “algum dia”, ele está fazendo planos para doar agora: isso não significa que ele tem de realmente fazer isso agora. Inspirado pelo nascimento de sua filha, ele está desenvolvendo um plano: ele está considerando quanto quer doar, que tipo de coisa quer doar, o período de tempo desta doação e as organizações e missões de caridade que quer apoiar. Este é um bom conselho para qualquer um que esteja considerando fazer uma doação: fazer planos significa que seu dinheiro irá exatamente para onde você quer que ele vá.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).