7 bares aconchegantes para visitar em Nova York

O inverno na cidade de Nova York é sempre muito rigoroso. Então, para sair do estado de hibernação, nada melhor do que visitar bares aconchegantes. Alguns deles têm até lareiras para combinar com a seleção de drinks quentes.

VEJA TAMBÉM: Os restaurantes mais românticos de Londres

Ideiais tanto para quem procura por noites românticas quanto para aqueles que querem um lugar divertido para passar um tempo com os amigos, esses bares são a escolha certa para o inverno.

Veja na galeria de fotos sete bares aconchegantes para visitar em NY:

  • Bemelmans Bar

    Classe e charme preenchem o Bemelmans. O bar icônico dentro do hotel The Carlyle, A Rosewood Hotel, recebe este nome por causa de Ludwig Bemelmans, o famoso escritor e ilustrador de livros infantis que pintou os murais que cobrem as paredes do lounge.

    Este local confortável serve um dos melhores Martinis da cidade, que vem acompanhado de um coquetel submerso em gelo, o que faz com que, na verdade, você receba dois drinks pelo preço de um. O bar também recebe shows de jazz ao vivo, então é recomendado chegar cedo para garantir uma mesa. É cobrado couvert artístico.

  • King Cole Bar

    Por quase um século, o King Cole Bar, no hotel cinco estrelas The St. Regis New York, é famoso por sofisticação e glamour. O lounge de elite é talvez mais famoso por seu coquetel tradicional criado no local: o original Bloody Mary (originalmente chamado de Red Snapper para não ofender a delicada clientela do hotel). Opte por este icônico drink ou por uma das criativas receitas de drinks do bar servidas em diferentes localizações do St. Regis ao redor do mundo. Uma ótima opção é o St. Regis Osaka’s Shogun Mary, que leva vodka, gim, lima, suco de tomate, shoyu e pó de wasabi.

  • Upstairs

    O bar Upstairs, no Kimberly Hotel, é um oásis no centro da cidade – um bar coberto no terraço (o teto é retrátil e fica aberto no verão) que oferece coquetéis artisticamente inspirados e pequenos pratos em um ambiente Art Deco. O local fica no 30o andar e oferece vistas incríveis da cidade e da neve. Peça o Chrysler (inspirado na vista), uma mistura de champanhe feita com mel, conhaque, lima e limão.

  • Santina

    Finja que é verão no bar deste restaurante inspirado na costa da Itália. O local elegante e com paredes de vidro é o lugar perfeito no bairro Meatpacking para provar um coquetel despretensioso – o que é relativamente difícil por lá. Lustres de vidro Murano em formato de flor e plantas, em vasos distribuídos pelo restaurante, fazem você esquecer que é inverno. Prove o Amalfi Gold, com Bourbon, laranja, gengibre e crème de pêche.

  • MO Bar

    Situado no 35o andar de um dos endereços mais finos da cidade (dentro do hotel cinco estrelas Mandarin Oriental), o MO Bar tem uma atmosfera descontraída inspirada na elegância da década de 1930. Paredes vermelhas, veludo e couro fazem com que este destino seja muito diferente de outros bares de hotel que têm um ambiente mais sério.

    Experimente o mojito de gengibre ou o Gratification (champanhe, conhaque, Grand Marnier, suco de yuzu e néctar de agave).

  • The Tippler

    Esse sucesso subterrâneo fica escondido embaixo do Chelsea Market. Tijolos expostos, madeira recuperada e linhas de trem antigas dão ao local uma atmosfera badalada. O bar está sempre lotado mas, felizmente, os frequentadores têm perfil tranquilo. Opte pelo Lushie of the Day, um coquetel congelado que muda diariamente, e imagine-se em algum lugar com areia entre os dedos.

  • The Lobby Bar no The Bowery Hotel

    Facilmente um dos bares mais opulentos da cidade, este espaço repleto de veludo, madeira escura, tapetes persa e lareira implora para que você fique confortável. Funcionários e bartenders bem informados prepararão qualquer coisa que você pedir, mas nós recomendamos seguir com o clássico Manhattan. Hóspedes do hotel também podem pedir comida do menu do restaurante e ter prioridade para conseguir mesas.

Bemelmans Bar

Classe e charme preenchem o Bemelmans. O bar icônico dentro do hotel The Carlyle, A Rosewood Hotel, recebe este nome por causa de Ludwig Bemelmans, o famoso escritor e ilustrador de livros infantis que pintou os murais que cobrem as paredes do lounge.

Este local confortável serve um dos melhores Martinis da cidade, que vem acompanhado de um coquetel submerso em gelo, o que faz com que, na verdade, você receba dois drinks pelo preço de um. O bar também recebe shows de jazz ao vivo, então é recomendado chegar cedo para garantir uma mesa. É cobrado couvert artístico.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).