Por que o Lexus LC 500 virou um carro legal

Para o desgosto de seu time de comunicação, o presidente e CEO da Toyota Akio Toyoda foi sincero sobre o que pensava no palco do Salão de Detroit: Lexus, a marca de luxo da montadora, não estava sendo capaz de atender às expectativas.

VEJA TAMBÉM: Conheça o novo Ford Raptor 2017

Ele contou que à multidão em Detroit que, enquanto caminhava pela exposição anual Pebble Beach Concours d’Elegance (salão que exibe projetos de carros conceito, na Califórnia), em 2011, o público fez perguntas muito boas e comentários sinceros para ele sobre a Lexus. “Na verdade, eu ainda guardo algumas delas comigo. Aqui vai uma boa: ‘Minha impressão é que os carros da Lexus são bem feitos, mas chatos de dirigir.’ E outra: ‘A Lexus claramente deveria definir sua marca.’ E finalmente: ‘A Lexus está em uma encruzilhada.’”

MAIS FOTOS: O Aston Martin de US$ 3,4 milhões

Toyoda, neto do fundador da Toyota Kiichiro Toyoda, disse que assumiu a responsabilidade direta pela marca depois disso. Ele disse: “Eu estava determinado em assegurar que nos tornássemos uma marca mais emocionante e que as palavras ‘chato’ e ‘Lexus’ nunca mais aparecessem juntas na mesma frase.” Logo em seguida, foi exibido um Lexus claramente sem as características da marca: o elegante LC 500, carro baixo de alta performance que deve chegar ao mercado norte-americano no ano que vem por cerca de US$ 95.000.

Veja na galeria de fotos mais sobre a história do LC 500:

  • Emoção

    “O LC 500 é o que um Lexus mais emocionante deve ser para mim”, disse Toyoda, “e eu espero que vocês concordem que ele é tudo menos chato.”

  • Potência

    Com o primeiro transmissor automático de dez velocidades da Lexus e uma nova plataforma de direção nas rodas traseiras, o LC 500 carrega o motor V8 5.0 de alumínio da Toyota e gera 467 cavalos de potência.

  • Velocidade

    O carro vai de 0 a 100 km/h em menos de 4,5 segundos.

  • Inspiração

    Quando a inspiração para o LC 500, o atlético conceito LF-LC, foi lançado no mesmo palco quatro anos antes para mostrar a visão de Toyoda para o futuro da marca, céticos duvidaram que a Lexus iria gastar recursos para produzir um carro tão empolgante. Afinal, o supercarro de 552 cavalos de potência V10 LFA, com preços que começavam em US$ 375.000 nos Estados Unidos, deixou de ser produzido após dois anos.

  • Novo público

    Porém, com uma idade média de proprietários de 60 anos, a Lexus está sendo pressionada pela necessidade de conquistar compradores mais novos com carros mais empolgantes e orientados para a performance. A marca tem apanhado da BMW e da Mercedes-Benz nos últimos anos, mas está diminuindo a diferença para as concorrentes.

  • Próximos veículos

    Será que o LC 500 poderia finalmente colocar a Lexus à frente de suas concorrentes alemãs? É improvável que o carro caro venda bem em volume, mas se a visão de Toyoda se concretizar, inspirará os próximos veículos da linha.

  • Lexus novo

    Quatro anos após ter andado pelos pisos de Pebble Beach, Toyoda olhou para o LC 500 em Detroit. “Eu posso dizer com confiança que este é um Lexus novo”, disse ele. “Nós queremos fazer mais carros que toquem o coração das pessoas.”

Emoção

“O LC 500 é o que um Lexus mais emocionante deve ser para mim”, disse Toyoda, “e eu espero que vocês concordem que ele é tudo menos chato.”

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).