Fotos

Testamos o novo Audi Q7 2017

O Audi Q7 teve uma trajetória incrível. No mercado desde 2006 com apenas atualizações pequenas, o carro permaneceu no topo da categoria de grandes crossovers de luxo. O Audi Q7 2017 é anunciado como “all-new” (“completamente novo”, em tradução livre), e ele de fato é uma novidade.

MAIS FOTOS: Conheça a nova Ferrari GTC4Lusso

A real questão, contudo, é saber se a Audi manteve o suficiente do que fez o Q7 tão bem-sucedido e, ao mesmo tempo, atualizou ferramentas o suficiente para que permanecesse competitivo.

Veja na galeria de fotos as impressões da FORBES sobre o novo Audi Q7 2017:

  • Exterior

    Alguns designers muito espertos deram uma olhada no exterior do Q7 e decidiram remodelar e modernizá-lo. Como sua estrela de cinema favorita, o Q7 foi do romance para ação. A base do formato e do visual é a mesma, mas é agora mais definida, esculpida e assertiva. Em particular, as placas laterais do veículo antigo foram remodeladas com uma linha mais afiada e mais ângulos do que curvas. Novos faróis (disponíveis em LED) têm visual de estrela de ação, e as luzes traseiras de LED se destacam na multidão. Apesar de ter dimensões muito similares às do modelo atual, o novo Q7 parece mais fino e menos volumoso – e muito atraente. O veículo testado pela FORBES, do modelo Premium Plus, veio com rodas opcionais de 20 polegadas, o que completa o visual atlético.

  • Interior

    O interior do Q7 não precisou de muita atenção – já era uma cabine moderna. Porém, a Audi simplificou o visual ao mesmo tempo em que incorporou ainda mais capacidade de alta tecnologia. O Q7 sempre teve uma tela de navegação motorizada alojada no topo do painel central. Agora, a tela emerge deste lugar e recebe uma localização privilegiada na linha de visão do motorista enquanto ele está dirigindo.

  • Audi MMI

    A última edição do Audi MMI vem instalada. Um tablet no centro do painel permite que você inclua informações do destino ao escrever o endereço com a ponta dos dedos, letra por letra. Leva um certo tempo para se acostumar a isso, mas é muito mais fácil e mais rápido do que o modo de inserção anterior por botão. É possível conectar celulares ao sistema via Bluetooth, e a integração é muito boa. Para quem costuma escutar podcasts em vez de rádio e outras mídias enquanto dirige, o Audi MMI é excelente. Ao sair do carro e retornar depois, o sistema imediatamente se reconecta ao celular e começa a reprodução exatamente de onde parou. Muitos sistemas retornam ao início e requerem que você selecione o que quer ouvir novamente toda vez que entrar no veículo. Todos os sistemas de som deveriam ser inteligentes como o do Q7.

  • Assistência ao motorista

    A Audi tem um conjunto sofisticado de pacotes de assistência ao motorista. Nosso veículo de teste veio com o “Driver Assistance Package” (que custa US$ 2.400 nos EUA), que tem controle de cruzeiro adaptável, assistência ativa de pista, assistente de farol alto e reconhecimento de sinais de trânsito – todos sistemas de segurança úteis. Se você estiver disposto a pagar mais, pode ter ainda mais tecnologia.

  • Cabine virtual

    Nosso carro teste também tinha o pacote Vision (US$ 2.000 nos EUA), que adiciona faróis de LED, sistema de câmeras e a cabine virtual da Audi – tela colorida de 12,3 polegadas localizada onde normalmente fica o painel de instrumentos, acima do volante. A tela substitui os instrumentos esperados, como velocímetro, tacômetro e odômetro, e acrescenta a capacidade de um centro de informação ao motorista altamente programável. Mapas de navegação podem preencher a tela diretamente na frente do motorista, baseados em imagens do Google Street View. É muito impressionante e menos distrativo do que parece. Uma head-up display colorida – sistema que evita que o motorista precise abaixar a cabeça para verificar a velocidade – também está disponível para ainda mais suporte visual.

  • Conforto

    Há muito espaço e conforto disponíveis. A iluminação ambiente da cabine também é muito impressionante. Um grande teto-solar panorâmico é padrão, o que aumenta ainda mais a sensação de espaço. O acesso à terceira fileira é bom, e os bancos dobráveis fazem com que você não precise abrir mão de espaço de porta-malas. As poderosas portas traseiras padrão completam a operação luxuosa.

  • Performance

    Todo este luxo seria desperdiçado se o Q7 não tivesse excelente performance, o que ele tem. Ao mesmo tempo em que a Audi estava ocupada afiando o visual e adicionando opções de tecnologia, eles também conseguiram tirar quase 215 kg de peso em relação à geração anterior do veículo.

  • Motor

    Um motor V6 3.0 à gasolina, capaz de produzir 333 cavalos de potência e 440 Nm de torque, cuja potência é enviada através de uma transmissão automática de oito velocidades Tiptronic às quatro rodas via o sistema “quattro” da Audi. Com 2.239 kg para empurrar por aí, o carro vai de 0 a 100 km/h em 5,7 segundos, de acordo com a Audi. A direção do Q7 é suave e linear. Quase todos os outros Q7 anteriores eram equipados com um motor a diesel TDI, que não está mais permitido por causa do escândalo das emissões da Volkswagen. O Q7 à gasolina não tem a qualidade locomotiva que o TDI tinha, mas ainda é muito divertido de dirigir. Manobrar em curvas parece muito mais fácil e confere sensação de estabilidade e confiança.

  • Combustível

    A Agência de Proteção Ambiental (EPA) dos EUA estima consumo de combustível de 8 quilômetros por litro na cidade e 10,6 nas estradas. Ao longo de uma semana de teste, nós fizemos uma média de 9,8 quilômetros por litro em condições de direção mistas.

  • Preço

    Dirigir o Q7 é muito prazeroso. A única preocupação acerca do carro é o preço. O modelo Premium de base começa em US$ 54.800 nos Estados Unidos. O Premium Plus custa US$ 58.800 e o Prestige, US$ 64.300. As incríveis ferramentas estão disponíveis apenas em pacotes, não individualmente e não em cada nível de modelo. Nós provavelmente escolheríamos o Premium Plus e adicionaríamos o pacote “Driver Assistance” de US$ 2.400 para garantir navegação e controle de cruzeiro adaptável.

  • Concorrência

    Há muitas outras crossovers de três fileiras de luxo para considerar. Mercedes-Benz GL-class, BMW X5, Land Rover Range Rover Discovery Sport e Infiniti QX80 podem transportar sete passageiros com luxo e conforto. Há ainda as SUVs como Cadillac Escalade, Lexus GX, Lincoln Navigator e, obviamente, os primos corporativos da Audi Porsche Cayenne e Volkswagen Touareg.

Exterior

Alguns designers muito espertos deram uma olhada no exterior do Q7 e decidiram remodelar e modernizá-lo. Como sua estrela de cinema favorita, o Q7 foi do romance para ação. A base do formato e do visual é a mesma, mas é agora mais definida, esculpida e assertiva. Em particular, as placas laterais do veículo antigo foram remodeladas com uma linha mais afiada e mais ângulos do que curvas. Novos faróis (disponíveis em LED) têm visual de estrela de ação, e as luzes traseiras de LED se destacam na multidão. Apesar de ter dimensões muito similares às do modelo atual, o novo Q7 parece mais fino e menos volumoso – e muito atraente. O veículo testado pela FORBES, do modelo Premium Plus, veio com rodas opcionais de 20 polegadas, o que completa o visual atlético.

Comentários
Topo