Carreira

10 coisas para se fazer quando você odeia o seu emprego

Com poucas vagas de trabalho disponíveis durante a crise, muitos trabalhadores acabam se segurando em seus postos atuais – mesmo que estejam se sentindo infelizes com o que fazem.

LEIA MAIS: 7 dicas para se adaptar às mudanças de mercado, segundo o CEO da 99Taxis

Para amenizar essa situação, existem algumas medidas a serem tomadas que podem ajudar quem odeia o trabalho a encontrar pontos positivos durante esse período difícil. Confira na galeria algumas dicas:

  • Pergunte-se o que é mais importante

    Katharine Brooks, diretora-executiva do departamento de desenvolvimento de carreira da Universidade Wake Forest, diz que o primeiro passo é se perguntar por que aquele emprego traz infelicidade: “É um sentimento novo ou antigo? São as pessoas, as tarefas ou a própria organização?”, aconselha.

    O interessante é fazer uma lista dos prós e contras desse emprego e decidir o que esperar de uma futura oportunidade. É importante determinar se a melhor é ficar e tentar modificar o ambiente de trabalho ou sair e procurar outras opções. Acima de tudo, é fundamental sair do emprego atual somente tendo uma oportunidade em vista.

  • Descubra se é realmente o trabalho que traz descontentamento

    Pode ser que o motivo do seu descontentamento não tenha necessariamente relação com o emprego. Nem sempre mudar de trabalho para fugir da tensão e do estresse é o suficiente, uma vez que essas sensações podem seguir a pessoa onde quer que ela vá. Debora Benton, treinadora executiva, diz que, às vezes, a solução pode estar fora do escritório.

  • Fale com seu supervisor

    Se o descontentamento tem a ver com a agenda, os projetos ou os horários determinados, a melhor solução é conversar com o responsável pelo departamento. Sempre há maneiras de melhorar a situação sem tomar medidas drásticas. “É mais fácil do que pensamos”, diz a consultora, Katharine Brooks.

  • Não se demita imediatamente

    Se o emprego remunera de acordo com o serviço prestado, é preciso considerar não sair imediatamente dele. Segundo Deborah Shane, redatora de livros sobre carreira, quem procura por novas opções desesperadamente terá sempre a sensação de que a grama do vizinho é mais verde. É necessário pesquisar muito antes de mudar de área ou de companhia. Agora, se a situação de trabalho é intolerável ou insegura, é melhor sair.

  • Mude de atitude

    Às vezes, uma situação ruim no trabalho pode estragar o clima do local por meses. É possível deixar certas situações de lado em nome do bem-estar profissional e pessoal. Manter uma atitude positiva e focar nos aspectos bons do emprego pode ocasionar grandes mudanças de humor.

  • Seja profissional

    Mesmo que os planos sejam sair, é necessário continuar realizando as tarefas designadas com eficiência. Dessa maneira, é possível garantir boas recomendações dos colegas de trabalho. Também, caso a outra oportunidade não dê certo e seja necessário continuar na mesma companhia, não haverá situações embaraçosas para enfrentar.

    Nunca é bom queimar todas as pontes, independentemente do quão insatisfatória seja a situação.

  • Estabeleça metas para a sua carreira

    Quais são os planos para daqui a cinco anos? Caso o emprego atual não o esteja ajudando a chegar lá, é preciso pensar o que ajudaria. É sempre positivo estabelecer metas e olhar sob todas as perspectivas.

  • Procure oportunidades dentro da companhia

    Se voluntariar para ajudar em projetos diferentes dentro da própria companhia pode abrir horizontes. Sempre há pessoas que podem servir de mentores e que buscam ajuda para suas iniciativas. Para melhorar o clima, é legal se engajar em projetos que tragam algum tipo de satisfação.

  • Não desconte nos outros

    É extremamente antiprofissional tratar mal clientes e colegas porque há descontentamento no próprio trabalho. Isso gera fofoca negativa e pode comprometer futuras oportunidades. É normal discordar no trabalho, desde que nenhuma linha seja cruzada.

  • Mude de função dentro da mesma companhia

    Se o problema não é a empresa, mas o trabalho ou o supervisor, é interessante mudar de cargo sem sair da companhia. É possível encontrar boas oportunidades que despertem habilidades não utilizadas anteriormente sem precisar mudar de endereço.

Pergunte-se o que é mais importante

Katharine Brooks, diretora-executiva do departamento de desenvolvimento de carreira da Universidade Wake Forest, diz que o primeiro passo é se perguntar por que aquele emprego traz infelicidade: “É um sentimento novo ou antigo? São as pessoas, as tarefas ou a própria organização?”, aconselha.

O interessante é fazer uma lista dos prós e contras desse emprego e decidir o que esperar de uma futura oportunidade. É importante determinar se a melhor é ficar e tentar modificar o ambiente de trabalho ou sair e procurar outras opções. Acima de tudo, é fundamental sair do emprego atual somente tendo uma oportunidade em vista.

Comentários
Topo