Fotos

Veja o comparativo entre o iPhone 6S e Galaxy S7

Os grandes competidores do mercado sempre provocam dúvidas nos consumidores que buscam o que há de melhor. Mas quais as diferenças? Há alguma discrepância enorme? Qual o fator e a característica decisiva?

Para simplificar e auxiliar na escolha, FORBES fez uma comparação entre o Galaxy S7 e o iPhone 6S. Samsung e Apple firmam uma batalha de anos no mercado de smartphones e você pode ver a comparação entre vários itens dos celulares abaixo:

  • Design

    2015 já foi um ano e tanto. A Samsung, que antes fazia telefones não tão belos assim, e frequentemente de plástico, provou que poderia fazer aparelhos no mesmo nível da Apple. O iPhone 6S permanece no posto de muito bem feito e elegante, exalando qualidade. Mas existem algumas controvérsias. Alguns dizem, até mesmo, que o aprendiz superou o mestre.

    Enquanto o iPhone 6S é tão luxuoso que dá medo de segurar, o Galaxy S7 dá conforto, por conta da curvatura em todas as extremidades. Além disso, as molduras das telas também se diferenciam. A do Samsung é bastante fina, o que dá uma impressão de que o telefone é ainda maior, mas um pouco mais pesado.

    O novo Galaxy S7 tem um ponto acima: disponibiliza um carregamento sem fio, um retorno de armazenamento expansível e resistência à água – nenhum dos âmbitos em que o iPhone possa igualar. Há boatos de que a o iPhone tenha alguma – não oficial – resistência à água, mas o Galaxy S7 sobrevive à submersão total de até uma hora em 1,5 m de profundidade. Sendo capaz, então, de uma ligação sob o chuveiro, uma reprodução de vídeo perto da pia ou um e-mail sob uma forte chuva.

    No entanto, nenhum desses telefones são perfeitos. Ambos têm uma superfície extremamente escorregadia. Mas há um diferencial: a parte de trás de vidro do Galaxy S7. Quando quente, se torna pegajosa, além de ser um imã de impressões digitais.

  • Telas

    Em 2010, a Apple mudou o mercado de smartphones e lançou o display de retina. Mas, em 2016, a Samsung não quis ficar para trás, apesar de não apostar tanto nas telas para elas serem um de seus pontos fortes. No entanto, o Galaxy S7 obteve um fator e tanto: é brilhante, nítida, tem cores mais vivas, pretas, profundas e funciona melhor a luz do dia. Lado a lado não são muitas as comparações: Galaxy S7, juntamente com o Galaxy S7 Edge, têm os melhores monitores de smartphones disponíveis atualmente.

    Porém, Galaxy S7 tem beleza. Mas o iPhone 6S tem cérebro. Indiscutivelmente a tela da Apple é muito mais sensível ao toque e vai além: é capaz de diferenciar e viabilizar inicialização rápida de várias funcionalidades. A tendência é evoluir e melhorar.

  • Performance

    Há uma grande diferença na percepção das velocidades dos dois telefones celulares. O Galaxy S7 é brutalmente rápido, mas irregular. O iPhone 6S, porém, é suave como seda. A grande diferença para o consumidor é o quanto ele trava na abertura de aplicativos ou funcionalidades do telefone. São pouquíssimos os telefones do mercado que alcançam o mesmo nível dos produtos da Apple – embora o Nexus 6P esteja se aproximando.

  • Leitores de impressão digital

    Esta também é uma batalha e tanto entre os gigantes dos telefones celulares. Apesar de o iPhone 6S ter um ótimo produto, a Samsung tem investido bastante nesse quesito. No entanto, enquanto o iPhone 6S pode pedir para tentar novamente uma vez, acontecerá o mesmo com o Galaxy S7, só que cerca de três a cinco vezes. Esses dados são bastante altos, já que você desbloqueia o celular centenas de vezes ao dia.

  • Câmeras e estabilidades

    A Apple tem boas câmeras, mas a Samsung roubou o título de melhor câmera em 2015, com o Galaxy S6 e agora, continua com boa distância nesta liderança. O Galaxy S7 tem 16MP e o iPhone 6S, 12MP, o mesmo que tinha o Galaxy S6.

    Para ser claro, o iPhone 6S ainda tem uma câmera excelente, mas não melhorou muito desde o iPhone 6. Você encontrará detalhes como iluminação, estabilidade, nitidez e cores que têm diferenças bastante gritantes entre um celular e outro.

    O Galaxy S7 tem pixels maiores, que captam mais luz. Uma lente significantemente mais rápida, que não precisa de muito tempo de exposição, mesmo com iluminação ruim. Além disso, ele contém o recurso “dual Pixel”.

  • Vida útil de bateria

    Neste quesito, a Apple foi bastante controversa. Ela reduziu a bateria do iPhone 6 para o iPhone 6S, enquanto a Samsung aumentou quase 20% no Galaxy S7 em relação ao Galaxy S6.

    Além disso, o Galaxy S7 supera horrores o iPhone 6S em termos de velocidade e flexibilidade. Considerando que o 6S só aceita energia de um carregador de parede e leva cerca de duas horas e meia para o carregamento completo, o Galaxy S7 pode ser carregado em cerca de uma hora a partir da parede, ou sem fio em cerca de duas horas.

  • Valores

    Consumidores que ficam em dúvida entre iPhone e Galaxy, não tem tanta preocupação ou restrição de preço. Mas existem alguns fatores intrigantes. Nos estados Unidos, um Galaxy S7 custa em torno de US$ 699 (32GB). Já o iPhone 6S, US$ 649 (16GB), US$ 749 (64GB) e US $ 849 (128GB).

    As variantes da Samsung são menores, ou inexistentes. Isso aconteceu desta vez, pois querem um retorno do suporte microSD.

Design

2015 já foi um ano e tanto. A Samsung, que antes fazia telefones não tão belos assim, e frequentemente de plástico, provou que poderia fazer aparelhos no mesmo nível da Apple. O iPhone 6S permanece no posto de muito bem feito e elegante, exalando qualidade. Mas existem algumas controvérsias. Alguns dizem, até mesmo, que o aprendiz superou o mestre.

Enquanto o iPhone 6S é tão luxuoso que dá medo de segurar, o Galaxy S7 dá conforto, por conta da curvatura em todas as extremidades. Além disso, as molduras das telas também se diferenciam. A do Samsung é bastante fina, o que dá uma impressão de que o telefone é ainda maior, mas um pouco mais pesado.

O novo Galaxy S7 tem um ponto acima: disponibiliza um carregamento sem fio, um retorno de armazenamento expansível e resistência à água – nenhum dos âmbitos em que o iPhone possa igualar. Há boatos de que a o iPhone tenha alguma – não oficial – resistência à água, mas o Galaxy S7 sobrevive à submersão total de até uma hora em 1,5 m de profundidade. Sendo capaz, então, de uma ligação sob o chuveiro, uma reprodução de vídeo perto da pia ou um e-mail sob uma forte chuva.

No entanto, nenhum desses telefones são perfeitos. Ambos têm uma superfície extremamente escorregadia. Mas há um diferencial: a parte de trás de vidro do Galaxy S7. Quando quente, se torna pegajosa, além de ser um imã de impressões digitais.

Comentários
Topo