Fotos

Conheça a tecnologia por trás das atrações do Universal Studios Florida

As milhões de pessoas que já visitaram as atrações do parque temático Universal Orlando Resort, certamente, passaram certo tempo se perguntando como todas as ilusões acontecem. Agora, muitos segredos são revelados no tour de tecnologia nos bastidores do famoso parque.

O tour acontece quando o parque é fechado, com as luzes ligadas e o acompanhamento do time criativo. Dessa forma, é possível ver o que realmente acontece e como a ingenuidade e a tecnologia de ponta são combinadas para transformar as máquinas industriais e ilusões em experiências mágicas e inesquecíveis para os visitantes.

VEJA TAMBÉM: Dubai tem planos de parque temático de US$ 2,8 bilhões

Primeiramente, os participantes do tour se sentam com o time criativo para receber algumas informações como, por exemplo, quando o Universal Studios Florida foi inaugurado em 1990, a atração principal era a “Kongfrontation”, na qual um King Kong mecânico de nove metros de altura segurava um dos trens “suspenso” no ar e o “jogava” no chão. A atração, que foi aclamada por inovar em tecnologia, na verdade usava tecnologia muito menos sofisticada do que a de um smartphone atual. Outra atração original, o simulador de movimento “Hanna Barbera World”, foi transformado em uma do Jimmy Neutron e, agora, no “Despicable Me Minion Mayhem”, um simulador 3D, todos com as mesmas bases de movimento.

O objetivo é usar tecnologia em qualquer forma para “transportar a pessoa para outro mundo”, disse Thierry Couo, vice-presidente criativo da Universal. Por exemplo: no espetáculo ao vivo em 3D “Terminator 2”, um motorista de motocicleta parece sair através da tela de um filme 3D para o palco real. “É tão imersivo que as pessoas sentem que elas estiveram em uma montanha-russa – eles de fato chamam a atração de ‘Terminator 3D Ride’”, afirmou Coup. “Quando as pessoas vem ao nosso parque, muitas delas perguntam ‘Como eles fizeram isso?’. É isso que nós queremos ouvir. Porém, no que eles se tornam mais espertos, nós precisamos estar sempre melhorando. Nós olhamos para tecnologias de ponta e inovadoras, porque desenvolver uma atração deste nível requer o uso de truques, técnicas e tecnologias que existem, e então levar isso ao próximo nível. Frequentemente, sistemas de produção que nós usamos para atrações ainda não estão disponíveis comercialmente. Nós trabalhamos com parceiros de tecnologia para olhar para o futuro e ver como nós iremos incorporar isso em nossas atrações, para imergir nossos visitantes de uma maneira que eles nunca sonharam.”

E MAIS: Como Thomas Tull usou uma fórmula secreta para reinventar Hollywood

Veja na galeria de fotos a tecnologia por trás das atrações do Universal Studios, em Orlando:

  • Transformers 3D:

    Um projetor escondido fixado a 7,6 metros acima dos assentos se move com dois elevadores de plataforma aberta. Um deles sobe nove metros acima do chão, outro desce. Enquanto isso, o projetor exibe o filme em 3D em uma tela de 15 m de altura. Enquanto o som envolve os visitantes, bloqueando o barulho dos elevadores, o filme domina as pessoas com uma sensação de movimento para a frente tão imersiva que é imperceptível para eles que eles estão de fato indo para cima e para baixo com os elevadores. Outros efeitos – vento, inclinação de assento, vibração e áudio – aumentam a sensação de aceleração.

  • The Simpsons Ride

    A atração usa o primeiro projetor 4K do mundo que ilumina uma tela de 24,3 m de altura em 60 quadros por segundo – uma combinação que elimina qualquer problema que poderia ocorrer em uma tela desse tamanho. Quando a atração começa, cada carro é erguido em seu próprio elevador. O som preenche essa grande sala, em parte graças a caixas de som atrás da tela perfurada, o que torna a atração mais imersiva.

  • Harry Potter and the Forbidden Journey

    Cada banco acomoda quatro visitantes. Uma tela curvada para dentro na frente do banco exibe um filme em 3D em alta resolução que é projetado de uma lente colocada no topo da cúpula. A perspectiva visual do filme vira para onde quer que o visitante esteja, de forma que parece perfeita para os visitantes mas pareceria distorcida para aqueles que estiverem em outra posição. O banco é fixado em um braço robótico na traseira que gira enquanto vai para a frente. O braço gira o banco de quatro lugares em todas as direções e chega a deitar os visitantes. A sensação que se tem é de estar voando.

  • Harry Potter and the Escape from Gringotts

    Na área pré-embarque, visitantes encontram uma projeção holográfica do escritório de Bill Weasley, em que dois atores aparecem interagindo em um escritório real com itens físicos. Isso é conquistado através de uma versão moderna da clássica técnica de ilusionismo Pepper’s Ghost: uma fina película de plástico entre o público e o palco fica em um ângulo em que se torna invisível aos espectadores. Uma mesa é projetada do chão na película e, através de iluminação estratégica que reflete perfeitamente em um entalhe de madeira escurecida da mesa, parece real. Um dos atores usa uma varinha para abrir uma gaveta real com molas que é cronometrada para abrir no mesmo instante. Na atração em si, o trilho chega a um ponto em que o veículo para, inclina-se para baixo abruptamente para conectar a outro trilho, e de repente atira os visitantes para baixo no porão do Gringotts Bank – enquanto o filme em 3D a que eles estão assistindo aumenta o efeito de queda. Um piso espelhado faz a parede parecer descender infinitamente.

  • The Amazing Adventures of Spider-Man

    O filme em 3D em ritmo acelerado usa áudio avançado para entreter os visitantes. Em certo ponto, um Homem Aranha pula sobre o capô do veículo. Então, o som precisa estar de acordo. Para que essa aparentemente simples ferramenta funcione, o som tem de ser preciso a 1/5 de um quadro do vídeo. “Toda a sua introdução visceral, auditiva e visual tem de estar em perfeita sincronia”, disse Steve Blum, vice-presidente sênior de segurança e engenharia de atrações. “Humanos são muito sensíveis a anomalias em seus ambientes: se você não der a eles a introdução certa, eles detectam logo que não é real.”

Transformers 3D:

Um projetor escondido fixado a 7,6 metros acima dos assentos se move com dois elevadores de plataforma aberta. Um deles sobe nove metros acima do chão, outro desce. Enquanto isso, o projetor exibe o filme em 3D em uma tela de 15 m de altura. Enquanto o som envolve os visitantes, bloqueando o barulho dos elevadores, o filme domina as pessoas com uma sensação de movimento para a frente tão imersiva que é imperceptível para eles que eles estão de fato indo para cima e para baixo com os elevadores. Outros efeitos – vento, inclinação de assento, vibração e áudio – aumentam a sensação de aceleração.

Comentários
Topo