Fotos

Testamos a nova SUV Subaru Outback

Proprietários de SUV não necessariamente passam muito tempo em superfícies off-road ou carregam muita carga. Porém, eles exigem capacidade de seus veículos. Obviamente, também exigem eficiência de combustível, alta performance e conforto. Através destas lentes, nós testamos o novo Subaru Outback 2016 por uma semana.

VEJA TAMBÉM: McLaren 570GT, um superesportivo para rodar fora das pistas

A quinta geração do Outback começou com o modelo de 2015, e o modelo 2016 chega com apenas algumas pequenas atualizações. O Outback é produzido desde 1995 e, dividindo uma plataforma com o Legacy, é verdadeiramente uma crossover. Veja mais detalhes na galeria de fotos:

  • Direção

    O sistema de direção padrão em todas as rodas Symmetrical All-Wheel Drive coloca o Outback à frente de outras crossovers com direção nas rodas dianteiras. As ferramentas X-Mode, Hill Descent Crontrol e Hill Start Assist são todas desenhadas para performance em superfícies off-road ou escorregadias. O sistema funciona muito bem com uma combinação de controle de tração, frenagem anti-bloqueio e controle das dinâmicas do veículo. O Outback não apenas parece capaz – o carro é realmente capaz de conquistar terrenos perigosos.

  • Estabilidade

    A Subaru também fornece o sistema Active Torque Vectoring, que contribui para melhor estabilidade em curva em situações on-road e off-road. Vetorização de torque é algo difícil de explicar. Quando você está fazendo uma curva em um carro ou SUV, as rodas do lado externo têm de trabalhar mais profundamente do que as internas, então elas rodam em uma velocidade diferente. A vetorização de torque direciona mais torque às rodas externas ao aplicar pressão de freio à roda dianteira interna, o que faz com que o carro tenha mais estabilidade nas curvas. Pode ser que você não consiga sentir a ação exata, mas você pode sentir que o Outback abraça as curvas de uma maneira muito previsível e controlada. O mesmo sistema vem no modelo de alta performance Subaru WRX, e isso realmente eleva a experiência de direção do Outback.

  • Motor

    O Outback está disponível com duas opções de motor: um Boxer 2.5 de quatro cilindros horizontalmente opostos que produz 175 cavalos de potência e 235 Nm de torque; ou um Boxer 3.6 de seis cilindros que produz 256 cavalos de potência e 334 Nm de torque. O veículo que testamos era um modelo Premium 2.5, com preço base de US$ 27.695, nos Estados Unidos. Uma transmissão automática continuamente variável é a única disponível com os dois motores. Um modo manual de seis velocidades com pedal de embreagem é padrão, e ajuda a quebrar a monotonia da CVT, que por sua natureza pode ser um pouco entediante. O motor de quatro cilindros tem performance mais do que adequada e economia de combustível muito boa (10,6 quilômetros por litro na cidade, 14 na estrada e 12,7 combinados).

  • Interior

    O interior do Outback é refinado e limpo, com uma seleção muito boa de materiais e acabamentos. Um destaque são as coberturas de metal texturizado nas portas e no painel. As atualizações do ano passado incluíram redução significativa de ruídos e, como resultado, a cabine é uma das mais silenciosa nas ruas. Pouco barulho ou som do motor alcança suas orelhas quando as janelas estão fechadas, o que torna viagens longas muito relaxantes.

  • Preços

    Nosso veículo era equipado com um pacote de opções de US$ 3.490, que incluía um teto solar, sistema de navegação e o EyeSight, pacote de segurança ativa da Subaru. O EyeSight tem um nível que tecnologia que inclui câmera binocular, frenagem pré-colisão, controle de cruzeiro adaptável, assistente de permanência na pista e mais. Adicionalmente, o Rear Vehicle Detection System oferece monitoramento de ponto cego, alerta de trânsito traseiro e assistente de mudança de pista por US$ 1.695.

Direção

O sistema de direção padrão em todas as rodas Symmetrical All-Wheel Drive coloca o Outback à frente de outras crossovers com direção nas rodas dianteiras. As ferramentas X-Mode, Hill Descent Crontrol e Hill Start Assist são todas desenhadas para performance em superfícies off-road ou escorregadias. O sistema funciona muito bem com uma combinação de controle de tração, frenagem anti-bloqueio e controle das dinâmicas do veículo. O Outback não apenas parece capaz – o carro é realmente capaz de conquistar terrenos perigosos.

Comentários
Topo