Fotos

Transporte por hyperloop está mais perto de se tornar realidade

Até o final de 2016, casulos transportadores que viajam a centenas de quilômetros por hora poderão deixar de ser um conceito utópico para se tornarem realidade.

Ainda que a ideia tenha sido criada em 2013 por Elon Musk, fundador da Space X, uma empresa de transporte espacial dos Estados Unidos, os maiores esforços para a construção do protótipo vêm da Hyperloop Technologies, uma das primeiras companhias a aparecer depois que Musk fez seu pronunciamento oficial.

Brogan BamBrogan, CTO da Hyperloop, contou que a empresa está montando um tubo de testes de 3 quilômetros no deserto de Nevada e que espera construir uma rota inicial de comércio em algum lugar do mundo dentro de uma década. “No entanto, temos muito trabalho pela frente até que a primeira carga ou passageiro seja transportado”, disse.

VEJA MAIS: Conheça o carro-conceito da Apple

A premissa básica do hyperloop, o transporte de cargas em casulos, é colocar cápsulas dentro de tubos de metal usando vácuo e depois transportá-las por centenas de quilômetros usando o mesmo sistema. Os casulos são acelerados por propulsão eletromagnética e deslizam por meio de levitação magnética. A pressão mínima dentro dos tubos permitiria que os casulos viajassem quilômetros de distância sem nenhum outro empurrão.

BamBrogan, da Hyperloop, começou sua carreira como engenheiro na Chrysler antes de se mudar para Califórnia e ficar mais de uma década trabalhando com a SpaceX.

A companhia tem como foco desenvolver as tecnologias fundamentais necessárias para essa nova forma de transporte. No entanto, para se sustentar enquanto a ideia não sai do papel, a empresa também cuida de sistemas que podem ser utilizados dentro de casa, sendo sua especialidade instalar equipamentos em lugares inusitados, como embaixo d’água.

E AINDA: Bentley apresenta carro-conceito autônomo com mordomo holográfico

Como o conceito de transporte é muito novo, seu uso inicial provavelmente será comercial, já que a pressão dentro dos casulos seria insuportável para possíveis passageiros. Como o conforto não é o foco no momento, as cargas poderiam chegar a mais de 1.000 km/h.

“Um hyperloop do centro de Detroit até a capital do estado de Michigan, East Lansing, poderia transportar passageiros numa velocidade de 160 km/h em menos de 20 minutos”, explicou BamBrogan. “Estamos seguindo o princípio da internet, empacotando as entregas em pequenos casulos e entregando tudo em 10 segundos.”

Os casulos para passageiros estão sendo desenhados para carregar de 20 a 30 pessoas. A mesma analogia de BamBrogan foi usada para explicar o sistema de paradas do transporte: “Pequenos pacotes de dados são entregues a diferentes computadores por meio da mesma conexão.”

RANKING: 20 maiores bilionários de tecnologia

Como os casulos só podem viajar em uma direção, as rotas necessitariam de, no mínimo, dois tubos paralelos seguindo caminhos diferentes.

O CTO da companhia ainda falou sobre parceiras com companhias de trem, as quais ele descreveu como empresas de logística mais preocupadas em mover materiais do que sobre os mecanismos utilizados. Essas parcerias possibilitariam que a Hyperloop Technologies use os caminhos já existentes para os trilhos de trem, facilitando a implementação do sistema.

A construção de um trajeto de duas vias de um hyperloop custaria cerca de US$ 15 milhões por quilômetro. Se essas estimativas estiverem certas, uma linha de 645 km entre São Francisco e Los Angeles, na Califórnia, custaria menos de US$ 10 bilhões, enquanto uma linha de trem ao longo do mesmo caminho não sai por menos de US$ 60 bilhões.

MAIS RANKING: 70 maiores bilionários do mundo em 2016

Atualmente, a Hyperloop Technologies tem cerca de US$ 100 milhões de capital aplicado, o qual, com o sucesso de um teste ainda no final do ano, pode aumentar consideravelmente.

A tecnologia poderia, ainda, apresentar vantagens em relação aos transportes aéreos, que custam cerca de US$ 0,07 por passageiro e US$ 0,11 por carga por quilômetro. BamBrogan estima que o hyperloop custaria US$ 0,016 por passageiro, o mais barato meio de transporte.

Veja na galeria de fotos algumas imagens da construção do modelo:

  • Hyperloop Technologie

  • Hyperloop Technologie

  • Hyperloop Technologie

  • Hyperloop Technologie

  • Hyperloop Technologie

Hyperloop Technologie

Comentários
Topo